- Publicidade -
23.5 C
Balneário Camboriú

Escola de cães-guia Helen Keller de Balneário Camboriú faz nova campanha e pede ajuda da população

Atualmente são mais de 2 mil inscritos para receber um cão-guia gratuitamente.

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Desde o início da pandemia a Escola de Cães-guia Helen Keller tem passado por sérias crises financeiras, mas esse ano, a situação se agravou muito. 

Fachada da escola com cliente e cao-guia (Divulgação/HK)

“Vivemos somente de doações e com a Covid, muitas empresas que contribuíam para manter a escola pararam de doar, e isso tem agravado cada dia mais nossa situação, precisamos urgentemente de apoiadores e empresas que patrocinem a HKeller”, fala Renato de Paula, diretor de marketing da escola.

De acordo com a administração, a HKeller tem um custo mensal fixo de aproximadamente R$ 45.000,00, destinados a folha de pagamento dos funcionários, despesas com veterinários, remédios e exames, e demais custos como água, luz, combustível etc.

Para sanar os problemas financeiros a escola pede o apoio de empresas e pessoas físicas que queiram colaborar mensalmente. 

“Vale lembrar que as doações das empresas de lucro real, podem ser deduzidas do imposto de renda. Mas o importante é colaborar, afinal, quanto vale a visão, a autonomia e a inclusão?”, ressalta Renato.

.

A palavra (e o convite) do presidente

Por Emílio Dalçoquio

- Publicidade -

“Queria falar pra vocês sobre o trabalho espetacular da Escola Helen Keller, quando recebi o convite para conhecer esse projeto, não tinha ideia da diferença que um cão guia pode fazer na vida de deficiente visual. 

Foi paixão à primeira visita pelo projeto, e não pude dizer não ao convite de assumir a presidência executiva da HKeller.

A escola passava por um momento muito delicado, devido a pandemia na época, os recursos da escola que já eram escassos, reduziram ainda mais. 

- Publicidade -

Hoje a escola está mais forte, porém ainda procura ajuda dos empresários da região para que possa se manter e crescer.

Tive a oportunidade de ajudar a escola, e cá estou hoje, em uma relação de amor com aqueles cães, e emoção a cada entrega. 

O trabalho que o nosso Instrutor de Mobilidade, o Fabiano Pereira faz é inacreditável, essa paixão e dedicação dele me motivaram a assumir a presidência e junto a ele lutar pela causa.

O trabalho que a equipe do Fabiano faz, desde o nascimento, dessensibilizando, socializando, preparando, treinando e amando, até a sua graduação aos 2 anos aproximadamente para a “entrega” é tão minucioso e detalhista que surpreende qualquer pessoa. 

Essa união de cão e pessoa cega que o Fabiano faz é algo sem palavras, poder ver uma pessoa que é cega de nascença, que sempre se guiou com a bengala, e sempre teve que andar de forma devagar e com receio de tudo… simplesmente em três dias, sair andando em um local desconhecido, sem bengala, a uma velocidade que nunca andou, confiando sua segurança física ao seu companheiro de quatro patas… é indescritível, é emocionante.

Desde setembro de 2020, quando assumi a presidência da escola, junto com uma nova diretoria e uma equipe técnica fenomenal, temos feito grandes mudanças na escola, conseguimos grandes apoios, e levamos o nome da escola para grandes empresários e queremos ajudar ainda mais.

Hoje a escola ainda passa por dificuldades financeiras, e estamos buscando de todos os lados recursos para ajudar.

Seguir adiante com esse projeto maravilhoso, e quem sabe, em um futuro muito próximo, conseguir ampliar ainda mais o número de cães entregues e novos projetos para toda a sociedade é uma prioridade para mim.

Então fica aqui meu convite para toda a comunidade, empresas e empresários conhecerem a Escola de Cães Guia Helen Keller, e ajudar também”.

.

Quarta geração de cães

(Divulgação/HK)

A Escola de Cães Guias Helen Keller é a única da América Latina membro da Federação Internacional de Cães Guias, garantindo que os cães HKeller sejam graduados por meio de técnicas, que observam a comunhão do bem-estar dos cães, com os da equipe e clientes.

A HKeller e o Cão Guia no Brasil

(Divulgação/HK)

A Escola de Cães Guias Helen Keller possui um programa genético que já está na sua quarta geração de cães, com assertividade de 90%. 

Este resultado elegeu a instituição para desenvolver tecnicamente o Projeto Cão Guia, do Governo Federal, entregando ao longo de três anos de seu trabalho, dentro deste projeto, 16 duplas (pessoa cega/cão guia).

Quanto custa um cão HKeller?

O investimento na formação de um cão HKeller atinge cifras que giram em torno de R$ 80 mil, durante o período de dois anos, desde a reprodução até a formação da dupla cão/cliente. 

Mas não se trata de custo e sim de qualidade de vida, autoconfiança e autonomia da pessoa cega, afinal, é impossível medir o valor da visão para o ser humano e os depoimentos deles asseguram que tiveram suas vidas impactadas positivamente, com a companhia dos cães guias que receberam da escola.

Dois mil na fila de espera

Atualmente são mais de 2 mil inscritos para receberem um cão-guia gratuitamente. 

Para manter seu funcionamento e ampliar a formação de instrutores e de cães para guiar as pessoas cegas, a Helen Keller depende do apoio da população.

A Escola de Cães Guias Helen Keller conta apenas com o apoio da sociedade civil e da iniciativa privada para prover os recursos necessários, tais como manutenção de sua estrutura física, pagamento de seus colaboradores, prestação dos serviços de acompanhamento, tanto dos cegos como de nossos voluntários socializadores; e tão importante quanto, a manutenção do bem-estar dos cães.

24 cães por ano

(Divulgação/HK)

O planejamento da escola é formar 24 cães HKeller por ano, procurando assim, atender e ampliar a entrega de cães às pessoas cegas ou baixa visão de forma gratuita. 

E ainda elaborar e implementar o plano pedagógico contextualizado para formação de técnicos treinadores de cães-guias; escola de uso de bengala articulada e escola de braile; e a construção do Centro Veterinário HKeller com ampliação da estrutura física e sustentabilidade financeira.

HK cresce mesmo com a crise e pandemia

Mesmo em tempos pandêmicos e com a redução dos apoios financeiros recorrentes, a Escola Helen Keller cresceu no último ano, aumentou a entrega de cães, a equipe técnica e pretende expandir ainda mais sua atuação. 

“A HKeller cresceu, esse ano iremos entregar 12 cães-guias, antigamente eram quatro. Aumentamos nosso número de profissionais, hoje temos três treinadores e mais cinco no suporte técnico e administrativo.Nossos planos são de continuar crescendo e entregando cada vez mais autonomia a pessoa cega ou com baixa visão. A pandemia nos prejudicou bastante, somos uma entidade que vive de doações e elas caíram muito, por isso precisamos da ajuda e colaboração de toda a sociedade. Vale ressaltar que o cego recebe o cão-guia de forma gratuita”, esclarece o diretor de marketing.

No Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010, existem mais de 6,5 milhões de pessoas com cegos ou baixa visão.

Segundo o IBGE, em 2010, existem 14.727 pessoas cegas totais e 174.550 pessoas com baixa visão, no estado de Santa Catarina.

A Microrregião da Foz do Rio Itajaí́, que segundo dados da Associação de Deficientes Visuais de Itajaí́ e Região – ADVIR, em seus registros de 2017, existem 613, pessoas cegas ou com baixa visão.

Vale ressaltar que, esses dados referem-se apenas às pessoas cadastradas na ADVIR, o que não significa a realidade do número de pessoas cegas ou baixa visão, uma vez que nem todas as pessoas com esta situação estão inscritas nesta Associação.

46 cães entregues 

A escola é uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, sediada em Balneário Camboriú. 

É a primeira escola da América Latina ligada à Federação Internacional de Cão-Guia. 

Desde a sua fundação em 1993 já foram entregues 46 cães-guia. 

Em julho de 2016 foi inaugurada a primeira sede própria e a expectativa é de que com a nova estrutura sejam entregues cerca de 30 cães-guia por ano. 

Os deficientes visuais recebem o cão-guia gratuitamente. 

Para poder continuar com os treinamentos a escola depende de patrocínios e doações.


Serviço:

Endereço:

  • 6.a Avenida, 440, Bairro dos Municípios – Balneário Camboriú – SC

.

Fonte: Luciana Haugg e Assessoria HK


- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -