- Publicidade -
24.2 C
Balneário Camboriú

NAHC está completando 32 anos: entidade realiza mensalmente mais de mil atendimentos

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

O Núcleo Assistencial Humberto de Campos (NAHC), que fica na Rua 2.870, 903, no centro de Balneário Camboriú, está comemorando 32 anos de fundação nesta terça-feira (28). 

A coordenadora Manuela

A ONG é responsável por atender crianças, adolescentes e famílias que convivem com a dependência química e realiza mensalmente mais de mil atendimentos. 

A coordenadora geral do NAHC, Manuela Pessoa Duarte, disse que por conta da pandemia a instituição vai comemorar o aniversário internamente – com decoração especial e entrega de mimos (bombons) para os pacientes que forem até o local ao longo desta semana. 

“Para nós chegarmos aos 32 anos, presididos pela sra. Marilda Aparecida Bruzzi, é um orgulho e uma felicidade muito grande. Imagina uma ONG permanecer aberta, ativa, sem nunca ter deixado de fazer pela comunidade de nossa cidade por esse tempo todo”, conta.  

- Publicidade -

Amor Exigente e Programa Vida 

O NAHC começou suas atividades com o programa Amor Exigente, que foca nas áreas de prevenção, tratamento, recuperação e reinserção social ao uso e abuso de álcool e drogas – acontecem reuniões presenciais toda segunda das 19h às 21h na sede da instituição e toda quarta na Escola de Educação Básica Higino Pio, das 19h30 às 21h30. 

Desde 2010 há também o programa Vida, responsável pelo tratamento ambulatorial para crianças, adolescentes e seus familiares dependentes de substâncias psicoativas, que não necessitam de internação, mas sim de um acompanhamento a nível ambulatorial. Todos os atendimentos são gratuitos. 

- Publicidade -

Mais de mil atendimentos/mês 

A instituição possui convênio com a prefeitura no valor de R$ 613 mil/ ano, e também conta com o apoio da comunidade, que pode doar tanto em dinheiro ou através da feirinha de utilidades, que fica dentro do NAHC.

 “Completar 32 anos é muito significativo, tanto para nós quanto para a comunidade e para a cidade, já que somos uma das ONGs mais antigas de Balneário. Temos muita gratidão por poder ajudar tantas pessoas – mensalmente realizamos entre mil e 1.200 atendimentos, e assistimos 165 famílias. Normalmente vem duas ou três pessoas de cada núcleo familiar para ser atendido e conta como atendimento individual. Os atendimentos com psicólogo (há oito profissionais na equipe do NAHC atualmente) é semanal e com psiquiatra (há um na equipe hoje) é mensal normalmente, mas dependendo do caso também pode ser semanal”, informa. 

Rede de apoio funciona muito bem  

O NAHC possui também parceria com o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA), além ainda do programa Abraço a Vida [que atende emergencialmente e repassa casos ao NAHC], Conselho Tutelar, Polícia Civil, CRAS, CAPS/AD, CREAS, Ministério Público, Poder Judiciário e Posto de Atenção Infantil (PAI). 

“Em Balneário a rede funciona muito bem, conseguimos ter contatos e fazer o melhor atendimento possível. Nosso trabalho é de prevenção. Normalmente, quando envolve crianças é o familiar o usuário de drogas/álcool, mas também há crianças que utilizam substâncias; no caso dos adolescentes a grande maioria é o menor que é o usuário e é trazido para tratar”, afirma. 

Foco é a prevenção 

O NAHC tem hoje lista de espera, que sempre gira em torno de 20 a 40 pessoas. 

“Temos hoje uma equipe grande e multidisciplinar, oito psicólogos, um psiquiatra, uma assistente social, uma neuropsicopedagoga, um agente de resgate, uma mediadora familiar, uma responsável técnica, uma coordenadora geral [Manuela], além de secretária e auxiliar de serviços gerais. “Conseguimos atender bem a atual demanda, mas para zerarmos a fila de espera o ideal seria contratar mais um psicólogo. Focamos também na prevenção – por exemplo, há pais que chegam até nós que utilizam álcool ou drogas somente no final de semana, mas mesmo sendo usuário somente no final de semana, não deixa de ser usuário. Pois o tempo que teria para ficar com o filho, está sob efeito de drogas ou bebida”, completa. 

O NAHC atende hoje através de encaminhamento ou busca espontânea [quem precisa de atendimento pode ir diretamente até a instituição]. O sigilo é garantido e todos os moradores de Balneário que precisem são atendidos, sem distinção de classe social.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -