- Publicidade -
18.8 C
Balneário Camboriú

PM lança campanha ‘50 minutos’ com objetivo de conscientizar população sobre perturbação do sossego

Só neste ano foram atendidas mais de quatro mil ocorrências

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A ocorrência mais atendida pela Polícia Militar em Balneário Camboriú é a perturbação do sossego alheio (gritaria ou algazarra, som alto, latidos de cachorros, etc.), também conhecida como ‘confusão entre vizinhos’, na maioria dos casos.
Somente neste ano já foram geradas 4471 (até setembro), uma média de quase 500 ocorrências por mês. Ao todo, até o mês de setembro foram feitos 86 termos circunstanciados.

Divulgação/PM
Divulgação/PM

Esta foi a motivação da campanha ‘50 minutos’, tempo médio que equipes de policiais levam para atender esse tipo de ocorrência, lançada pela Polícia Militar.

Segundo a PM, dados estatísticos apontam que uma guarnição policial leva em média 31 minutos para resolver uma ocorrência de perturbação do sossego quando é apenas orientado o autor (o dono do som alto, quem está gritando e incomodando os vizinhos, etc.).

Porém, quando a vítima (o denunciante) deseja representar criminalmente (registrar a ocorrência), o tempo médio no atendimento e confecção do Termo Circunstanciado no local, passa para 1h10min. 

- Publicidade -

Com base nesses números, a polícia vê que uma guarnição fica vinculada a este tipo de ocorrência, em média, 50 minutos (daí surge o nome da campanha). 

Durante este período, fica inviabilizado o atendimento de outra ocorrência por esta equipe de PMs, bem como impossibilitada de realizar rondas preventivas. 

Com a chegada do verão e crescimento do fluxo de moradores e turistas em Balneário Camboriú, consequentemente haverá um aumento nas diversas modalidades de ocorrências, principalmente de perturbação do sossego.

- Publicidade -

Por isso, o 12º Batalhão de Polícia Militar está lançando a campanha 50 minutos, visando a conscientização da população, para que os policiais consigam direcionar o trabalho para os crimes mais graves e violentos, como furtos, roubos, etc.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -