- Publicidade -
- Publicidade -
18.6 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Vigilantes armados seguem atuando nas escolas e creches municipais de Balneário Camboriú

Secretário de Educação diz que Balneário Camboriú 'está pronta para qualquer situação que possa ocorrer'

O ataque a tiros na escola estadual de Cambé, no Paraná, ocorrido nesta segunda-feira (19), reacendeu o alerta sobre a segurança nas escolas. Em Balneário Camboriú há vigilância armada nas escolas e creches municipais desde o ataque na creche de Blumenau, ocorrido em abril – inicialmente policiais militares, agentes de trânsito e guardas municipais faziam a segurança das unidades, mas foram substituídos por vigilantes armados (terceirizados).

Segundo o secretário de Educação de Balneário Camboriú, Marcelo Achutti, os vigilantes armados continuam trabalhando em todas as escolas e núcleos de educação infantil da cidade. 

“Os pais estão tranquilos porque os vigilantes seguem, além ainda de termos botões de pânico, reforçamos estruturas como muros e protocolos estão sendo seguidos. Não conheço outra cidade que teve essa postura de manter vigilantes armados em todas as escolas, muitas mantiveram somente por 30 dias”, diz.

Achutti destaca que em eventos que acontecem aos finais de semana, como festa junina, os vigilantes armados não trabalham, mas aí entram em ação as forças de segurança. 

“A presença dos vigilantes ou forças da segurança dão tranquilidade, mas estamos dando outros encaminhamentos, como um diagnóstico que vamos apresentar em breve, onde vamos explicar onde exige ter vigilante e onde não há necessidade. Mas não houve nenhum questionamento recente ou denúncia, inclusive tem pai que pergunta por que estamos mantendo os vigilantes porque “já passou”. Estamos 90 dias com segurança reforçada, e agora iremos ver se há necessidade de continuar em todas as escolas”, acrescenta.

- Publicidade -

O secretário lembra ainda que ‘não adianta ter só vigilância armada e não fazer outras ações’, por isso a prefeitura investiu ainda na colocação de portões eletrônicos mais seguros e nas câmeras de segurança, conferindo se todas estão funcionando. 

“Balneário Camboriú está preparada, de certa forma. Capacitamos os profissionais de educação também. Não vai acontecer nada, mas se acontecer algum episódio, estamos na frente de muitas outras cidades porque tomamos providências. Estamos prontos para qualquer situação que possa ocorrer”, completa.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -