- Publicidade -
- Publicidade -
31 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Juíza censura vídeo com filho de ministro do STJ mostrando roupas caras

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – A Justiça do Rio de Janeiro determinou no sábado (13) a exclusão de um vídeo que viralizou nas redes sociais ao mostrar Felipe Brandão, filho do ministro Benedito Gonçalves, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), exibindo roupas de grife e acessórios de luxo.

A decisão é da juíza Flávia Babu Capanema Tancredo, do 6º Juizado Especial Cível da capital fluminense. O texto afirma que se constata a partir da divulgação do vídeo “o objetivo de ridicularizar o autor e, por meio disto, atingir terceiro, injustificadamente”.

A decisão da juíza atinge especificamente um link com a gravação publicada no perfil @danuzioneto no Instagram e fixa prazo de 24 horas para a retirada, sob pena de multa diária de R$ 5.000. O conteúdo seguia no ar na tarde desta segunda-feira (15).

- Publicidade -

O vídeo de Brandão exibindo roupas de grife foi compartilhado em diferentes redes sociais por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que utilizaram a situação para criticar Benedito.

Em 2023, o ministro foi o relator da ação no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que tornou Bolsonaro inelegível por oito anos. O magistrado deixou a corte eleitoral em novembro.

Após a divulgação da decisão judicial que determinou a remoção do vídeo, apoiadores de Bolsonaro reclamaram de censura. O caso corre em segredo de Justiça.

“Autorização de filmagem não implica autorização de postagem, do que resulta ser ela ilícita, já que não autorizada. O autor não é pessoa pública, o que exclui a possibilidade de que se veja no vídeo fato jornalístico, de interesse público”, diz trecho da decisão judicial.

A reportagem procurou os responsáveis pelo perfil @danuzioneto, do influenciador que dá nome à página, mas não houve resposta até a publicação deste texto.

A conta tem 513 mil seguidores no Instagram e apresenta-se como um espaço de “atualidades e geopolítica”.

A reportagem também tentou contato com Brandão, mas não o localizou. A reportagem ainda procurou o ministro Benedito, via assessoria do STJ, mas não recebeu resposta.

- Publicidade -

O VÍDEO QUE VIRALIZOU

O vídeo que viralizou na semana passada foi publicado inicialmente na conta do influenciador digital Anthony Kruijver no TikTok. A gravação ocorreu em Amsterdã (Holanda), conforme a indicação que constava na postagem.

Kruijver tem uma série de vídeos nos quais aborda pessoas na rua para mostrar o que estão vestindo. Os participantes exibem roupas, calçados e acessórios com as respectivas marcas.

Não foi diferente com Brandão, que respondeu sorrindo aos questionamentos do influenciador. O brasileiro se apresenta no vídeo como empresário de compra e venda de relógios e outros itens de luxo.

No vídeo com Kruijver, o filho do ministro mostra primeiro modelo de tênis que é produzido pela Nike em parceria com a grife Louis Vuitton. Depois, o vídeo mostra o brasileiro exibindo para a câmera um relógio Richard Mille RM 011, que, aponta o influenciador, custa cerca de 200 mil euros -quase R$ 1,1 milhão na cotação atual.

Brandão também veste uma calça que seria da marca Denim Tears e uma jaqueta da Prada. As peças exibidas incluem ainda itens como uma mochila da Dior e uma pulseira da Cartier.

Ao longo da gravação, o filho do ministro aparece acompanhado por uma mulher e uma criança, que também interagem com Kruijver. Na tarde desta segunda, o vídeo não estava mais disponível no perfil do influenciador no TikTok.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -