- Publicidade -
17 C
Balneário Camboriú

Em versão online, Festival Internacional de Cinema de Balneário Camboriú inicia nesta quinta

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

O Festival Internacional de Cinema de Balneário Camboriú chega a sua 10ª edição, nesta quinta (26) com sessões gratuitas de cinema, que serão transmitidas online pelo site www.festivalbc.com. O encerramento será no próximo dia 6.

Serão 11 dias de exibições de 70 obras de longa, média e curta-metragem, que foram selecionados entre mais de 800 inscritos de ao menos 50 nacionalidades.

Os filmes selecionados são inéditos no Brasil e foram premiados em festivais como Berlinale, Roterdã, Warsaw, Gramado, Santa Fé, e muitos outros.

As mostras Internacional, Vivo, Catarina, Noturna e Corujinha, encerram com premiações para as melhores obras.

- Publicidade -

Segundo o organizador do Festival, o cineasta André Gevaerd, em um ano para não se esquecer jamais, a homenagem especial vai para o cineasta argentino Fernando Solanas, recentemente falecido vítima do Coronavírus.

“Para que seu cinema e representação sejam celebrados e jamais esquecidos”, diz André, que também presta homenagem ao morador de Balneário Camboriú, Almiro Pereira, conhecido como ‘Bilo do Cinema’, que tem toda uma vida dedicada à projeção de películas de cinema.

“Assim, este ano marca o início de uma premiação exclusiva para o cinema catarinense com o prêmio Bilo do Cinema”, acrescenta.
Residência e Mercado Audiovisual

- Publicidade -

Paralelo ao 10º FICBC também acontece de forma remota, a Residência Audiovisual, com palestras, oficinas e debates, e o Mercado Audiovisual que reunirá profissionais e artistas em atividades de mercado.

Cineastas, profissionais e artistas que participam das atividades junto ao público e contribuem para a formação de cinéfilos, profissionais e pensamento crítico.

A 10ª edição do FICBC é apresentada pela Fundação Cultural de Balneário Camboriú e tem patrocínio da LIC-BC.

Números do Festival

• 800 filmes e projetos inscritos

• 70 obras selecionadas

• 31 países representados

• 24 prêmios

• 11 dias de programação

• 3 oficinas

• 4 palestrase muito amor pelo cinema.

Saiba mais

O Festival Internacional de Cinema em Balneário Camboriú é um evento completo que apresenta o melhor do cinema brasileiro e estrangeiro para o público. A curadoria busca apresentar o trabalho de diretores estreantes ou consolidados, que estimulem diferentes tipos de sensibilidade, através de filmes exclusivos e inéditos de longa, média e curta-metragem, além de obras audiovisuais inovadoras realizadas em diferentes formatos de produção e destinadas às variadas formas de exibição.

Anualmente o FICBC leva a Santa Catarina diversos cineastas, profissionais e artistas que participam das atividades junto ao público e contribuem para a formação de cinéfilos, profissionais e pensamento crítico.

O Mercado Audiovisual, inclui o Concurso de Roteiro, Sala dos Realizadores, Encontro de Coprodução, Foco País, Homenagens, entre outros.

A Residência Audiovisual proporciona oficinas, palestras e debates do público com artistas e profissionais.
As palestras e bate-papos são gratuitos e algumas oficinas serão oferecidas gratuitamente, enquanto outras podem ser garantidas a partir do investimento de R$ 100,00 para cada atividade.

Para participar, basta comparecer a Arthousebc para efetuar a inscrição ou preencher o formulário online, e pagar a taxa de inscrição. As vagas são limitadas.

“A cada ano o FICBC fica mais completo, sem se esquecer jamais de dar visibilidade a cada filme selecionado. Foram muitos os encontros entre o público e profissionais e entre profissionais de diferentes países que possibilitaram a consolidação de novas coproduções”, acrescenta André.

Para a curadora, Barbara Sturm, o objetivo é ‘mostrar o melhor do cinema de arte atual em produções nacionais e internacionais e colocando os diretores para interagir junto ao público e à imprensa’.

Trata-se de um evento cultural com formato inovador que se consolidou como um acontecimento de grande importância. Diversos veículos de comunicação seguem seu desenvolvimento e o colocam como parte oficial do calendário anual dos grandes festivais de cinema.

Em dez anos, apresentou importantes convidados como os diretores Carlos Sorín, Frederike Jehn, Helene Klotz, Hanna Doose, Beto Brant, Renato Ciasca, Sérgio Machado, Rubens Velloso, Patrícia Moran, Francisco Garcia, Chico Faganello, David Schurmann, o artista Hans Op de Beeck, as atrizes Bianca Byington, Paula Braun, Djin Sganzerla, Christiane Tricerri, os atores Marcos Azevedo e Ivo Muller, o crítico Rodrigo Fonseca, entre muitos outros, que marcaram presença e tiveram contato direto com o público.

As diferentes sessões do Festival

– Internacional: exibe filmes brasileiros e estrangeiros que fazem sua estreia internacional ou nacional. São aceitos filmes de curta, média e longa-metragem, brasileiros e estrangeiros, que participam de uma competição.

– Vivo: aberta a novas manifestações da linguagem audiovisual através de novos meios de produção e diferentes suportes de exibição. Cinema expandido, cinema ao vivo, instalações e formatos que ultrapassam as possibilidades da sala escura.

– Catarina: projeta filmes realizados por diretores catarinenses ou que possuam alguma relação – diretor, produtor, elenco, equipe, locação e outros, com o estado de Santa Catarina.

– Noturna: abre uma janela para o cinema em sessões noturnas.

– Corujinha: traz programação para todas as idades, formando jovens cinéfilos.

Premiação

Os filmes selecionados são avaliados pelo Júri Oficial.

Na Internacional serão premiados com a Coruja de Ouro nas categorias: Longa-metragem – Filme, Roteiro, Diretor, Fotografia, Arte, Montagem e Atuação / Média-metragem – Filme, Estética e Atuação / Curta-metragem – Filme, Estética e Atuação. Na Catarina serão premiados com o prêmio Bilo do Cinema, em uma única categoria que une longa, média e curta-metragem – Filme, Estética e Atuação.

A Corujinha premiará com a Corujinha de Ouro, em uma única categoria que une longa, média e curta-metragem – Obra Infantil e Obra Infantojuvenil. A Vivo será premiada com o Prêmio Vivo – Obra, Inovação e Linguagem.

O Festival poderá contemplar uma produção de longa-metragem com o Prêmio de Distribuição que garantirá a distribuição do filme no circuito comercial brasileiro de cinema. As produções também serão premiadas pelo Prêmio do Público e pelo Prêmio da Crítica.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -