- Publicidade -
- Publicidade -
22.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Meio Ambiente e Emasa não coletaram amostras em possível ponto de poluição no Estaleiro

A denúncia da comunidade acerca de um possível ponto de contaminação do mar por esgotos, no Estaleiro, levou ao local equipe da Emasa e da Secretaria do Meio Ambiente que, em nota assinada pela secretária Maria Heloisa Furtado Lenzi, descartou poluição, mas não mencionou ter feito o essencial nesses casos: coletar amostras para exames de laboratório.

Os testes que foram feitos servem para avaliar ligações clandestinas, mas sem uma análise  laboratorial não é possível afirmar se existe ou não poluição naquele local.

Moradores afirmam em redes sociais que sim, que o ponto está poluído, portanto mais do que nunca o governo Fabricio Oliveira deveria ter realizado coleta para análises naquela praia que é teoricamente livre de poluição por possuir a qualificação Bandeira Azul.

- Publicidade -

Leia a nota distribuída à imprensa pela secretária Maria Heloisa Furtado Lenzi:

No dia de hoje (16/03/23) recebemos a denúncia da comunidade do Estaleiro sobre uma possível contaminação ambiental com a suspeita de derramamento de esgoto clandestino.

Prontamente os Fiscais do Meio Ambiente e da Emasa estiveram no local fazendo uma busca ativa para verificar a situação e uma possível fonte geradora de contaminação.

Ficou constatado que não era esgoto mas sim resíduos do próprio ambiente que estavam acumulados nas canalizações e foram levados pelas chuvas dos últimos dias até desembocar na praia. Ou seja, se trata de material carregado pela chuva.

A fiscalização do Meio Ambiente juntamente com a equipe da Emasa fizeram testes com corantes nas tampas de boeiros (Sic) da Emasa (CI) para comprovar que não havia contaminação.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -