- Publicidade -
- Publicidade -
17.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

14 pessoas foram presas na frente de bares e baladas na Praia Brava

As prisões foram por venda de cigarros eletrônicos e cambismo

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Itajaí, prendeu na quarta-feira (3), 14 pessoas na frente de bares e baladas na Praia Brava de Itajaí, três deles por venderem cigarros eletrônicos e 11 por atuarem como cambistas.

Flagrados com cigarros eletrônicos

Divulgação/Polícia Civil

Segundo a Polícia Civil, na tarde de quarta-feira dois homens foram presos em flagrante vendendo cigarros eletrônicos na frente de um bar na Brava. Horas mais tarde, à noite, um terceiro homem foi preso pelo mesmo crime. A ação aconteceu junto do Setor de Jogos e Diversões de Itajaí. 

Em 2022, a Anvisa aprovou o “Relatório de Análise de Impacto Regulatório” que reforça a proibição da comercialização, importação e propaganda de dispositivos eletrônicos para fumar.

- Publicidade -

Cambistas também

À noite, 11 pessoas, que seriam cambistas, foram presas nas proximidades de uma casa de shows da Praia Brava. Com o grupo foram encontrados ingressos, dinheiro e máquinas de cartão. 

Apesar de não haver ‘cambismo’ na legislação de forma explícita, a prática pode se enquadrar como crime na Lei dos Crimes contra a Economia Popular (1.521/51), que prevê penas de seis meses a dois anos de detenção, além de multa.


Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -