- Publicidade -
- Publicidade -
19.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Com a Câmara cercada pela polícia, vereadores agradam prefeito Fabrício com solução “Tabajara”

A Câmara de Vereadores foi cercada pela Polícia Militar, com controle de entrada ao plenário, para que a maior parte dos vereadores de Balneário Camboriú atendesse a vontade do prefeito Fabrício de Oliveira, revogando a lei 4026/2017, que “veda a tramitação, discussão e votação de qualquer alteração no Plano Diretor do Município de Balneário Camboriú, nos 180 (cento e oitenta dias) que antecedem o pleito eleitoral municipal”.

Os vereadores, por 11 votos a 7, não revogaram a lei, mas acharam um caminho através de uma emenda “Tabajara*” que permite toda a tramitação do Plano Diretor na Câmara, exceto a votação final, que só poderá ocorrer após o dia 7 de outubro – a eleição municipal é dia 6.

A lei existia para exatamente evitar que vereadores, prefeitos e outras figuras caíssem em tentação, como sugere Mateus 26:41: “Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca.”

- Publicidade -

* Nota: Organizações Tabajara é uma empresa fictícia, auto-definida como um “conglomerado monopolista” criado pelo grupo de humor Casseta & Planeta da Rede Globo de televisão que utiliza o nome da tribo indígena Tabajara na associação a produtos fictícios, dos mais variados e extravagantes possíveis, e geralmente de cunho pejorativo ou politicamente incorretos. (Fonte: Wikipedia).

Veja como votaram os vereadores:


Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -