- Publicidade -
- Publicidade -
23.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Retrospectiva – Balneário Camboriú muito perto de tornar-se uma das cidades mais saneadas do país

Preocupação com as questões ambientais vem ganhando repercussão nacional

Até março de 2023, as obras de instalação da rede de esgotos, nas praias do Estaleiro e do Estaleirinho deverão terminar e então Balneário Camboriú alcançará 100% de cobertura, o que somará preciosos pontos à vigilância das questões ambientais. 

A recuperação dos rios, principalmente o Marambaia, em andamento, é mais um fator agregador à qualidade de vida que o município persegue e precisa oferecer como polo turístico que é. Assim como a fiscalização das ligações irregulares que deve continuar com força total. 

Tudo isso, no entanto, precisa do convencimento dos moradores. Enquanto continuarem se livrando de móveis despejando-os em rios e canais ou enquanto continuarem jogando o lixo que produzem na calçada do vizinho ou em terrenos baldios, não tem como alcançar êxito ambiental.

- Publicidade -

Nesta reportagem a secretária do Meio Ambiente, Maria Heloísa Furtado e o diretor geral da Emasa, Douglas Costa Beber destacam as principais conquistas de 2022 e os objetivos para 2023. 

Acompanhe: 

Maria Heloisa Lenzi Furtado, secretária do Meio Ambiente (Semam)

(Arquivo Pessoal)

As principais conquistas 2022

São muitas conquistas ao longo do ano de 2022. Tantas que parece que o ano passou rápido demais. Avançamos em muitas ações importantes de preservação ambiental como realizar o corte das espécies exóticas invasoras nas restingas da APA, fazer a limpeza dos costões e iniciar o projeto piloto de plantio de restinga na Praia Central. 

Mas creio que as mais significativas são:

  1. O reconhecimento dos trabalhos desenvolvidos através de premiações estaduais e nacionais como o Ranking Connect Smart Cities e o Cidades Excelentes, onde Balneário Camboriú é a número 1 do país no Eixo Meio Ambiente.
  2. A conquista da certificação Internacional Bandeira Azul pela quinta temporada consecutiva para as Praias de Estaleiro e Estaleirinho e a estreia da linda Praia de Taquaras. 
  3. O ingresso da nova equipe técnica que marca o início do licenciamento ambiental municipal que irá modificar e ampliar consideravelmente os trabalhos da Semam.

As principais metas para 2023

Para 2023, por óbvio, a meta principal é manter a qualidade e a seriedade no atendimento das demandas para que possamos unir o desenvolvimento econômico que a cidade possui com a sustentabilidade ambiental, mas, novos projetos também estão no planejamento. 

O Diagnóstico da Arborização Urbana, que iniciou no final de novembro com entrega prevista para março, será o principal passo para ampliar e melhorar a Gestão da Arborização Urbana de Balneário Camboriú. A partir deste diagnóstico iremos fazer o plano de ação para o manejo necessário nas árvores que precisam de remediação e também para fazer o plantio de novas mudas, ampliando a arborização da cidade. 

Outra meta importante é a operação do Centro de Valorização de Materiais (CVM) que tem entrega prevista para o primeiro semestre. Com a operação do CVM teremos melhorias consideráveis na Gestão de Resíduos, pois daremos aos catadores de materiais recicláveis, mais oportunidades e dignidade na realização do trabalho em um ambiente controlado, salubre e seguro. 

- Publicidade -

A ampliação da coleta seletiva é uma meta que toda sociedade de Balneário Camboriú precisa nos ajudar a conquistar. 

Por último e tão importante, iniciar a recuperação ambiental da Praia de Laranjeiras com a implantação de decks, passarelas e recuperação da vegetação de restinga.


Douglas Costa Beber, diretor geral da Emasa

(Divulgação/Emasa)

As 3 principais conquistas em 2022

1. Melhorias na Estação de Tratamento de Água (ETA) – Substituição Calha Parshall

Essa obra foi para melhoria e modernização do sistema de tratamento de água, visando mais qualidade na água tratada e distribuída à população.

A calha Parshall é um dispositivo usado para medição de vazão de forma contínua nas vazões de entrada e saída de água, que aumenta a eficiência atual, podendo chegar até 1.400 L/S, o que permite maior eficiência ao operar vazões mais altas no auge do verão.

2. Obra Rio das Ostras

Mesmo sem estar 100% concluída, a obra de readequação, dragagem e limpeza do Rio das Ostras, já mostrou grandes resultados. Qualquer chuva que dava, o rio saía da calha. 

Com esta obra e a colocação de novas pontes, o problema foi resolvido, proporcionando segurança e qualidade de vida para as famílias que moram na Região Sul.

Dividida em duas etapas, a obra era uma antiga reivindicação dos moradores do local.

A primeira etapa da obra foi concluída em 2021, e contou com a limpeza, dragagem, instalação de muretas de contenção e readequação da calha do rio para a vazão real da bacia hidrográfica, que possibilitaram um melhor escoamento de toda a água, evitando transtornos. 

O investimento foi de R$ 5,5 milhões dos cofres públicos.

O trecho que ainda não foi readequado é o do final do Rio das Ostras, na região de mangue, no bairro da Barra, onde a Emasa aguarda autorização do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), para completar a obra em sua totalidade.

3. Premiações recebidas pelo Município no eixo: Meio Ambiente e Sustentabilidade, com participação direta da Emasa nas ações.

Passando por avaliações externas, de órgãos públicos e privados, nacionais e internacionais, Balneário Camboriú é destaque nos indicadores de sustentabilidade e gestão ambiental, com diversas premiações: Ranking Connected Smart Cities; IEGM TSE SC; Programa Bandeira Azul; Lixo Fora D’Água; Prêmio Band Cidades Excelentes.

Esses prêmios também são resultado das ações em conjunto com a Emasa voltadas ao cuidado com o meio ambiente, a sustentabilidade e a preservação da nossa cidade. 

Entre elas, a implantação da rede de esgoto em toda a cidade, nos tornamos destaque como uma das cidades mais saneadas do país, evitando que nossas águas sejam poluídas. 

Além disso, promovemos a fiscalização de ligações irregulares, melhorando a Estação de Tratamento de Esgoto; obras de recuperação de rios, como o Rio das Ostras e a dragagem do Rio Marambaia para que ele volte a ter vida.

As três principais metas para 2023?

1. Universalização Saneamento – 100% cobertura rede coletora de esgoto

Balneário Camboriú caminha rumo à universalização do saneamento, com 100% de cobertura de rede coletora em todos os bairros da cidade, faltando apenas Estaleiro e Estaleirinho, que estão com obras em andamento. 

A previsão é concluir até março de 2023. Cumprindo assim, muito antes do prazo, o objetivo do Marco Legal do Saneamento que é até 2033, 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90% a tratamento e coleta de esgoto.

2. Finalização dragagem Rio Marambaia

A primeira etapa da obra de dragagem do Rio Marambaia foi concluída em novembro e atingiu volume dragado previsto em contrato: 6.000m³. Porém, mesmo com os estudos anteriores, foi verificado a necessidade de retirar um pouco mais de sedimento, inclusive em partes de difícil acesso com a draga. De acordo com os técnicos, já é possível observar uma melhora na cor da água e odor, mas ainda não em sua totalidade. Então a meta é concluir em 2023.

3. Melhorias ETE

Sem dúvida, uma importante meta para 2023, é finalizar a obra de melhorias na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), para modernizar e corrigir um problema na lagoa de aeração – principal unidade da etapa do tratamento biológico dos efluentes.

A obra iniciou em março de 2022, mas infelizmente apresentou um problema, mesmo seguindo exatamente o projeto e não conseguimos concluir no prazo previsto, que era antes da temporada. 

A obra está suspensa temporariamente, e passa por análise técnica. A medida foi necessária, pois na fase de ensaios do enchimento da lagoa, uma das últimas etapas da obra, observou-se o surgimento de gases com a formação de bolhas nas novas mantas geotêxtil e geomembranas instaladas.

Com isso, a diretoria e técnicos da Emasa e da empresa executora da obra, se reuniram com profissionais do Instituto do Meio Ambiente (IMA) na regional de Itajaí, para relatar o problema e juntos, buscar uma solução. 

Em virtude do ocorrido e com anuência do IMA, o prazo para conclusão foi prorrogado. 

Neste período em obras, o tratamento de esgoto da cidade continua, porém, o sistema operacional apresenta menor eficiência, comparado aos habituais 95% em que a ETE opera.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -