- Publicidade -
- Publicidade -
21.4 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Camboriú, Itapema, Porto Belo e Estado têm valores bloqueados pela justiça para custeio do Hospital Ruth Cardoso

A juíza da Vara da Fazenda Pública de Balneário Camboriú, Adriana Lisbôa, determinou o bloqueio mensal de valores na conta do Estado e de municípios vizinhos, para pagamento de parte do custeio do Hospital Municipal Ruth Cardoso.

Desde 2019 os prefeitos de Camboriú, Itapema e Porto Belo vêm “enrolando” a justiça para um acordo de rateio das despesas que estariam sendo pagas apenas pela prefeitura de Balneário Camboriú, no valor médio de R$ 6.419.656,91.

Os bloqueios mensais são no seguinte valor:

- Publicidade -

Município de Camboriú – R$ 600 mil.

Município de Itapema – R$ 260 mil. 

Município de Bombinhas – R$ 100 mil. 

Município de Porto Belo – R$ 100 mil.

Estado de Santa Catarina – R$ 2 milhões.

Veja a decisão da juíza, na íntegra:

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -