- Publicidade -
- Publicidade -
23.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Campanha contra Influenza terminou, mas vacinas continuam sendo aplicadas enquanto durar o estoque

A secretária da Saúde de Balneário Camboriú, Caroline Prazeres, informou que apesar da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza ter encerrado na sexta-feira (31), a imunização continuará nos postos enquanto tiver doses disponíveis.

“Em Balneário Camboriú foram aplicadas 24.678 doses, alcançando 40,32% do público alvo de 47.915 pessoas”, acrescentou.

A baixa adesão à vacinação aconteceu em todo o país. Tanto que o Ministério da Saúde iniciou a campanha para grupos prioritários (gestantes, puérperas, crianças, idosos, pessoas com comorbidades, professores, entre outros) em 25 de março.  

Em Balneário Camboriú eram esperadas 47.915 pessoas nestes grupos e a meta do Ministério da Saúde era imunizar 90% dessa população alvo. Mas somente 38,61% desse público foi vacinado (18.502 doses aplicadas), quando a campanha encerrou. 

- Publicidade -

No grupo de gestantes, idosos, crianças e puérperas, considerado principal, a cobertura vacinal foi de 40,32% (34.005 pessoas e 13.711 doses aplicadas). 

Devido à baixa adesão dos prioritários, o Ministério da Saúde liberou para toda população maior de 6 meses. Mesmo assim, o resultado não chegou perto da meta esperada.

Entre grupos prioritários e não prioritários, 24.678 pessoas foram imunizadas contra a gripe em Balneário Camboriú.

Prevenção

A vacina oferecida na rede pública de saúde previne os principais vírus influenza presentes no Brasil, que são o influenza A (H1N1), influenza A (H3N2) e o vírus influenza B. A proteção só ocorre de duas a três semanas após a aplicação da dose. Com o inverno chegando, o recomendado é que a vacinação seja feita o quanto antes, evitando casos graves, hospitalizações e mortes por gripe.

A gripe é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. Provocada pelo vírus da influenza, ela tem grande potencial de transmissão. A vacina é a forma mais eficaz de preveni-la e proteger quem tem maior risco de desenvolver complicações.

Onde vacinar

Todos os postos de saúde estão atendendo com 

horário estendido até 14 de junho: das 8h às 12h e das 13h30 às 19h, de segunda a sexta-feira, em razão da campanha contra a poliomielite. 

- Publicidade -

Na UBS Central, não há pausa para o almoço. 

Após essa data, os atendimentos nas salas de vacina terminarão às 17h. 

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -