- Publicidade -
- Publicidade -
23.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Balneário Camboriú e região foram alvo de operação da PF contra crimes previdenciários

A Polícia Federal realizou, nesta terça-feira (8), a Operação Segue o Baile! A Festa Continua!, em diversas cidades de Santa Catarina, Paraná e Pernambuco, incluindo Balneário Camboriú e região, para combater crimes previdenciários.

Segundo a PF, cerca de 160 policiais federais cumpriram 40 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão (sete preventivas e oito temporárias), em Santa Catarina em Balneário, Camboriú e Itajaí, nas cidades paranaenses de Curitiba, Maringá e Fazenda Grande, além de Petrolina/PE.

O foco da operação foi desarticular três organizações criminosas, através de uma Força-Tarefa Previdenciária, integrada pela PF e pela Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista, em continuidade à Operação Segue o Baile, que aconteceu em novembro/2021.

- Publicidade -

Como a quadrilha atuava

Os grupos eram especializados em fraudar a Previdência Social através da obtenção irregular de benefícios, especialmente pensões por morte e aposentadorias. 

Os bandidos utilizavam documentos falsos para comprovar vínculos de dependência inexistentes com segurados falecidos, e ainda reativavam irregularmente benefícios suspensos com o uso indevido de matrículas e senhas de servidores do INSS, inserindo os nomes de envolvidos com o grupo criminoso, como novos titulares ou curadores dos legítimos beneficiários.

R$ 4,5 milhões em prejuízo

A PF identificou prejuízo de R$ 4,5 milhões aos cofres da Previdência Social, sendo que essa quantia poderia superar R$ 10 milhões, caso a operação policial não interrompesse a ação criminosa.

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, estelionato previdenciário, acesso indevido aos sistemas da previdência, entre outros que ainda podem ser identificados. As penas somadas para tais crimes podem alcançar, aproximadamente, 20 anos de prisão.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -