- Publicidade -
- Publicidade -
18.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Retrospectiva – Forças da segurança analisam 2022 e revelam desafios para combate ao crime em 2023

A segurança é uma das maiores prioridades em Balneário Camboriú. A cidade tem a maior Guarda Municipal de Santa Catarina (proporcional ao número de habitantes), além de contar com batalhão próprio da Polícia Militar, o 12º BPM, e Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. 

As polícias e GM procuram atuar de forma integrada, apesar de haver constantes reclamações por parte da PM e Guarda a respeito do famoso ‘prende e solta’ – com policiais militares e guardas municipais realizando muitas prisões, mas os bandidos não ficando presos por serem considerados crimes de baixo potencial, a exemplo de furtos e tráfico de drogas em pequena quantidade, mas que mesmo assim causam bastante dor de cabeça. 

O Página 3 ouviu representantes de todos os órgãos da segurança da cidade, que opinaram sobre os trabalhos realizados em 2022 e os desafios de 2023.

- Publicidade -

Secretaria de Segurança e Guarda Municipal

Antônio Gabriel Castanheira Junior, secretário de Segurança de Balneário Camboriú – 

(Divulgação/GMBC)

“Neste ano de 2022, a Guarda Municipal de Balneário Camboriú atuou nos eventos de grande porte ocorridos na cidade, realizando 1626 operações ao longo do ano, dentre elas  foram feitas as Operações de Saturação nos bairros, a Operação Liberdade no bairro dos Municípios e no Centro, Operação com a Inclusão Social, Operação Poluição Sonora, Operação Reciclados, Operação Ruído Zero, Operação Preventiva Transversais e Barreiras Integradas, todas no intuito de coibir a incidência criminal na cidade.

Entre as operações citadas, a Operação Liberdade dos Municípios computou 525 abordagens, 744 abordados, 4 Mandados de Prisão cumpridos, 14 conduções à Delegacia e 2 veículos recuperados. 

A Operação Liberdade do Centro registrou 5087 abordagens, 6353 abordados, 35 Mandados de Prisão cumpridos, 134 conduções à Delegacia e 5 veículos recuperados. 

De janeiro de 2022 até dezembro, foram atendidas um total de 33901 ocorrências, sendo cumpridos 186 Mandados de Prisão, 820 conduções à Delegacia, 72 veículos recuperados e 285 medidas protetivas assistidas. 

A Secretaria de Segurança também ministrou capacitação sobre ética, conduta profissional e defesa pessoal para os servidores do Hospital Ruth Cardoso, bem como eu atuei nas escolas municipais palestrando sobre o uso de drogas e as dependências que elas causam. 

Em 2023 as palestras serão ampliadas e irei até escolas estaduais e particulares. 

Quanto aos guardas municipais, estes foram capacitados em Direção Tática Policial, Armeiro, Direção  Defensiva, Moto Habilidade, Mediação de Conflitos, Habilitação em Carabina (Fuzil), bem como nos cursos EAD de Condutores de Veículos de Emergência, Uso Diferenciado da Força, Registro e Rastreamento de Armas de Fogo e Uso da Informação em Gestão de Segurança Pública. São capacitações que os guardas precisam fazer 80h/ano, e a cada ano mudamos os cursos para abranger o máximo de conteúdo possível.

- Publicidade -

A Guarda Municipal possui atualmente, o maior efetivo proporcional de profissionais de segurança no Estado de Santa Catarina e hoje conta com o Grupo de Proteção Ambiental (GPA), Grupo de Respostas Rápidas (GRR), Grupo de Operações Preventivas (GOP), Grupo de Proteção à Mulher (GPM) e inovou sua atuação com o Núcleo de Inteligência e o Pós Crime, um suporte aos munícipes que foram vítimas de crimes ocorridos na cidade, conversando com as vítimas e entendem o que aconteceu, para assim dar a melhor resposta”.


Douglas Ferraz, Comandante da Guarda Municipal 

Comandante Ferraz da GM com secretário Castanheira (Divulgação/GMBC)

“A Guarda realizou 1.626 operações em 2022, tanto no Centro quanto nos bairros, que não são deixados de lado, mas a mancha criminal nos mostra que o Centro é um local relevante e precisa ser bastante monitorado. 

De janeiro até 15 de dezembro tivemos 33.900 ocorrências registradas na Central 153, sendo dessas 186 mandados de prisão (pessoa que está na rua e é condenada/foragida da Justiça), 820 conduções à delegacia, 72 veículos recuperados, 285 medidas protetivas assistidas, o que corresponde a quase um por dia – infelizmente, um número bem alto de mulheres vítimas de violência doméstica em nossa cidade.

Hoje temos o maior efetivo da Guarda de SC, proporcional à população, e nos dividimos para melhor nos posicionar em campo. 

Para 2023, teremos a nova sede, na Marginal, no Bairro dos Municípios, que está em fase de acabamento. Estamos ansiosos.  É um ambiente que não só comporta o efetivo atual, mas permite que continuemos aumentando-o. É um local adequado, mais centralizado, pode melhorar o tempo resposta das ocorrências. Teremos também maior segurança, porque é um prédio que já foi construído pensando em ser público. Era um terreno, apresentamos o projeto para falar como precisávamos da estrutura e assim foi feito. A nossa central vai ser quatro vezes o tamanho da atual, teremos auditório, sala de reuniões, sala de aula para centro de formações que já está ativo… será um grande avanço. 

Outros desafios que teremos é agora o verão, com o Centro de Comando 24h na Praia Central, além de grandes eventos, como Réveillon e Carnaval. 

Sempre buscamos inovar em nossas estratégias, porque o crime muda o mecanismo. 

Procuramos estar atentos nessa leitura e sempre modificando nossas ações, um exemplo disso é a utilização dos UTVs na faixa de areia – quase toda polícia utiliza quadriciclos, com um condutor, sem conseguir ter visão macro, quando tem veículo tripulado por mais de uma pessoa, consegue obter visão e os UTVs podem levar até 4 pessoas e tem até mesmo espaço de carga, para carregar material. É um diferencial que Balneário tem”.


Polícia Militar

Tenente Coronel PM Rafael Vicente, Comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (12BPM) de Balneário Camboriú 

(Divulgação/PM/BC)

“Em 2022, o 12º Batalhão de Polícia Militar de Balneário Camboriú comemorou 20 anos. O 12ºBPM foi criado através da Lei 9.258 de 1993. Porém, a sua ‘ativação’ ocorreu somente em 2002, através do Decreto Estadual 5.790. Hoje, o Batalhão é responsável, através de duas Companhias, pelos Pelotões e Grupamentos de Policiais Militares e pela segurança da comunidade de Balneário Camboriú e Camboriú, contando com mais de 180 policiais militares.

A atuação policial está ‘alicerçada nos princípios da Polícia Ostensiva em suas diversas vertentes’, como rondas com viaturas de radiopatrulha, ROCAM (Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas), bikes patrulhas, agência de inteligência, policiamento ostensivo a pé, quadriciclos, Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) e Canil (K9), além da 3ª Base da Aviação do BAPM.

Realizamos diversas operações durante o ano, como a Choque de Ordem, a Alta Tensão e a Trânsito Sem Ruídos, em parceria com órgãos da prefeitura, incluindo Abordagem Social, Fiscalização de Posturas, Guarda Municipal e Agentes de Trânsito. 

O nosso maior objetivo é a repressão ao crime, desde os pequenos, como furtos e roubos e perturbações do sossego alheio (som alto, brigas, etc.), que têm efeito direto na população, como também o tráfico de drogas e o crime organizado.

Em 2022 também fizemos diversas apreensões de drogas e armas, bem como prisões de criminosos. Teremos agora um grande desafio, que é a Operação Veraneio, que demanda nossa atenção de forma ainda maior. Teremos reforço no efetivo e também a presença da Cavalaria para eventos específicos, como o Réveillon. 

Para 2023, seguiremos a programação operacional do batalhão, não somente de fazer a prevenção, mas também a repressão qualificada aos crimes, com atuação por toda a cidade”.


Polícia Civil

Giancarlo Rossini, delegado regional de Balneário Camboriú 

(Divulgação/PCBC)

“Com relação ao ano de 2023 temos como expectativa o início da construção da nova CPP, que tem previsão para março do ano que vem. Será um prédio novo construído no mesmo terreno, na Rua Inglaterra, no Bairro das Nações. 

Também esperamos concretizar a instalação da Ciretran de Itapema e assim diminuir 40% da demanda nos atendimentos realizados pelo Setor de CNH, o que irá permitir melhor atendimento às pessoas de Balneário Camboriú. Com a instalação da Ciretran de Itapema os condutores de Canelinha, Tijucas, Itapema, Porto Belo e Bombinhas não precisarão mais se deslocar para Balneário Camboriú. 

Em janeiro assumirão mais quatro agentes de polícia que se formaram na última academia e irão trabalhar na CPP, todos em Balneário. 

Na 29ª DRP vamos receber apenas 4 agentes e 1 escrivão para distribuir entre sete cidades e 11 unidades policiais. Não deu para fazer muito. Os 4 agentes vão para a CPP e o escrivão irá para a DPCº de Tijucas. Neste ano já transferi 4 agentes da DPCº de Camboriú para a CPP de Balneário Camboriú. 

A ideia é manter uma equipe reforçada na CPP para dar um rápido atendimento às ocorrências e conduções. 

Para o verão, o planejamento é recebermos 2 escrivães e 7 agentes”.


Vicente Soares, delegado que coordena a Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Balneário Camboriú 

(Divulgação/PCBV)

“A DIC desenvolveu mais de 20 operações neste ano, entre essas destacamos a Operação Vapor, que foi desencadeada no fim de novembro, que foi uma operação conjunto com o Cyber Gaeco, quando cumprimos três mandados de prisão temporária e 16 de busca e apreensão, sendo que duas pessoas foram presas em flagrante. As ações aconteceram em Balneário, Camboriú, Curitiba e Joinville, com o objetivo de desarticular um grande grupo criminoso que fazia vendas de drogas online, principalmente cartuchos de THC (é a principal substância psicoativa encontrada nas plantas Cannabis). Eles estavam vendendo e produzindo os cartuchos – o que é uma novidade, pois antes tínhamos conhecimento que eram importados, mas eles estavam produzindo em Curitiba. 

Fizemos também a Operação Sala VIP, ocasião em que foram desmantelados criminosos que faziam extorsão no Bairro Vila Real. 

Na ocasião, nos deparamos com um grande aparato de segurança que a associação criminosa tinha, no local que faziam venda de drogas. Eles tinham colocado câmera em todo o entorno das ruas para alertar em caso de aproximação da polícia. 

Também tivemos alguns homicídios elucidados, um de bastante dificuldade foi de um morador de rua, que foi encontrado em um terreno baldio na Marginal com a Rua Pernambuco, no Bairro dos Estados. O corpo já estava carbonizado, em elevado estado de putrefação, mas o setor de homicídios da DIC conseguiu chegar ao autor, que foi condenado semana passada (na segunda semana de dezembro). 

Conseguimos coibir o tráfico de drogas, com ações também na Vila Fortaleza (área de invasão localizada no Bairro da Barra). 

Os desafios de 2023 são aumentar o máximo possível a taxa de resolução de homicídios, conseguir estruturar cada vez mais a DIC, já estamos adquirindo novos equipamentos para investigação, assim como o combate ao tráfico de drogas, que é um mal que assola o mundo todo e traz prejuízos para Balneário e toda a região. O foco é sempre combater o crime, cada vez mais com mais efetividade”.


Corpo de Bombeiros

Tenente Coronel José Ananias Carneiro, Comandante do 13º Batalhão de Bombeiros Militar de Balneário Camboriú 

(Divulgação/CBBC)

“O primeiro grande desafio que tivemos em 2022 foi realizar a Operação Veraneio em uma praia que não conhecíamos, recém alargada. Tínhamos indicadores da praia anterior, e foi um cenário totalmente novo. Agora já sabemos que tem bastante buracos, irregularidades que antes não tinha. Não ficou pior do que era, continua com os mesmos riscos e vulnerabilidades, que até então não conhecíamos. 

Para isso, aumentamos os postos avançados (cadeiras) – estamos com 12, e aumentamos significativamente o número de guarda-vidas, com cerca de 70 atuando diariamente em nossas praias de Balneário. 

Vamos ter também operacionalização de moto aquática, deveremos ter duas ativas, uma para a Praia Central e outra para as praias agrestes, além de videomonitoramento – inicialmente na Central, onde já existe, e também nas agrestes, mas não em totalidade, porque tivemos problema com a empresa, que instalou em locais errados, pedimos para mudar e não fizeram ainda. Eles entregaram as câmeras e monitores, se não reinstalarem daremos um jeito, porque é algo extraordinário e que precisamos ter nas praias agrestes, porque estão mais longes de nós.

Aproveito para recomendar que as pessoas tenham consciência neste verão, principalmente para pais com crianças, cuidem para não perder seus filhos de vista, não deixem eles na água e virem as costas, fiquem de olho porque a criança pode se perder. A praia tem buraco, e os guarda-vidas têm resgatado muitas crianças. Para 2023, o nosso grande desafio é tentar conseguir equipar e guarnecer para atender toda a região. 

O nosso primeiro desafio seria zerar a quantidade óbitos, mas infelizmente esse não conseguiremos porque o garoto de seis anos faleceu no início de dezembro no Pontal Norte, em Balneário. Por isso, pedimos que as pessoas se cuidem e cuidem de quem está junto consigo. É uma cena muito triste e que a gente não esquece, ver uma família, um grupo de amigos, que está na praia para se divertir e sair chorando, com um acontecimento desses”.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -