- Publicidade -
- Publicidade -
15.7 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Reunião na Av. Atlântica reuniu 40 moradores e autoridades para discutir vandalismos e uso de drogas

Conforme noticiado pelo Página 3 (relembre aqui), moradores do Centro de Balneário Camboriú, mais precisamente da Avenida Atlântica e Rua 2.300, se reuniram para discutir a situação de insegurança que a localidade vive, na noite de segunda-feira (28), no Edifício Millennium Palace Residence. 

(Divulgação)

Os moradores apontam a presença de jovens, que estariam consumindo drogas e depredando/danificando pilastras e escadas do prédio e comércios próximos, com pichações e skates. 

Boa participação no encontro

O presidente da Associação de Moradores do Bairro Centro, Ricardo Fragoso, disse que a reunião atingiu os seus objetivos, contando com a participação de cerca de 40 pessoas, entre moradores e comerciantes da região, além de representantes das secretarias de Planejamento, Inclusão Social, Fiscalização de Posturas, Meio Ambiente e Cosip, e os vereadores Anderson Santos e David Fernandes ‘Labarrica’. 

- Publicidade -

“O secretário de Segurança, Antônio Gabriel Castanheira Júnior, não conseguiu ir porque já tinha agenda, mas se colocou à disposição. Participaram também os comandantes da Polícia Militar e Guarda Municipal, Rafael Vicente e Douglas Ferraz, respectivamente”, contou.

Demandas apresentadas

Segundo Ricardo, há várias situações ‘conflitantes’ que a localidade vive, e o ‘mais grave’ seria o uso de drogas. 

“A polícia não consegue identificar pelas imagens o que está sendo consumido, mas vamos dividir com eles todo o nosso arquivo de fotos e vídeos, para que as pessoas sejam identificadas. Há também os casos de depredação de patrimônio público e privado. Identificaram alguns suspeitos, vamos ceder as nossas imagens, para a polícia investigar isso também”, afirmou.

O morador relata ainda que fora essas situações, há ainda invasão de propriedade privada pelos skatistas, que utilizam o edifício Millennium como ‘rampa de skate’. 

“Os envolvidos também foram identificados pelas filmagens. Haverá uma operação policial em cima disso. O condomínio prometeu ajudar, intensificando os turnos na portaria. Já a Secretaria de Planejamento ventilou a possibilidade de alteração da calçada para minimizar o uso indevido do skate. A Cosip se prontificou a trocar lâmpadas de LED na região, como já estava no planejamento deles, e a Fiscalização ficou de averiguar a situação de conveniências e bares vizinhos quanto ao alvará”, pontuou.

Moradores satisfeitos: “Novas reuniões surgirão”

Os moradores teriam ficado satisfeitos com a reunião principalmente porque viram que têm ‘voz’, através da Associação de Moradores. O presidente Ricardo aproveita para citar que entende que a situação não será resolvida a curto prazo, mas que entendem que a quebra de paradigmas é importante, e que a reunião foi um primeiro passo. 

“Vai além, precisamos entender por qual motivo esses menores de idade estão na rua, a causa disso. O Conselho Tutelar está ciente também. Novas reuniões surgirão, estamos à disposição dos moradores de todo o Centro, inclusive temos apoio jurídico do advogado Valdir de Andrade, que preside o Conselho Comunitário de Segurança da cidade (Conseg-BC)”, completou.


Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -