- Publicidade -
- Publicidade -
20.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Moradores e empresários das Praias Agrestes pedem liberação de ônibus de turismo na região

A circulação de ônibus de turismo na região das Praias Agrestes de Balneário Camboriú é proibida. Hoje, só pode circular pelas praias ônibus de linha (BC Bus), mas empresários querem mudar a legislação, estão solicitando a liberação de ônibus para levar excursões até a Interpraias. Um ofício foi enviado para a prefeitura.

O emprésario Alejando Oliveira, que é proprietário de uma pousada na Praia do Estaleiro, explicou ao jornal que houve um projeto de lei que foi feito para alterar a atual, porém foi ‘engavetado’ em 2019. 

“É anticonstitucional, pois além de impedir o livre trânsito de pessoas, impede o livre exercício de uma atividade que gera emprego a muita gente, cerceia o direito de trabalho”, disse.

Ele relatou ainda que vinha negociando há meses com diversas agências do Mercosul a possibilidade de grupos de turismo virem para o Estaleiro, ele chegou a protocolar um pedido de permissão para receber os grupos, com ônibus estacionados em local fora da pista e, segundo ele, ‘sem alterar em nada a circulação veicular’. 

- Publicidade -

Porém, o pedido foi indeferido e os ônibus que vieram foram multados. 

“O município como um todo perde, pois o dinheiro que o meu hotel iria receber nos próximos meses, fruto de negociações de vários meses juntos às agências, retornaria de forma total e de várias maneiras ao município, ajudando ao desenvolvimento do mesmo, pagamento de impostos, IPTU, décimos terceiros e salários de nossos funcionários, em especial em um ano em que a chuva foi um grande inimigo do trade turístico”, comentou.

Ofício teve apoio de associações de moradores da região 

Alguns moradores dos bairros Estaleiro, Estaleirinho, Praia do Pinho e Taquaras se reuniram e enviaram um ofício pedindo ao governo municipal um estudo e liberação dos ônibus, pontuando que pode ser desenvolvido um estudo com rotas que não prejudique o trânsito ou a questão ambiental, já que a região é regida pela APA Costa Brava. 

O presidente da Associação de Moradores de Taquaras, Jair Euflorzino, disse que ele entende a situação e apoia os moradores e empresários, citando inclusive o presidente da Associação do Estaleiro, Laurindo Ramos, que tem uma pousada. 

“Não é exatamente liberar ônibus de turismo e sim que o ônibus de turismo pudesse vir até algum ponto, como o Centro de Eventos ou Bairro da Barra e aí algum outro transporte fosse buscar, como vans e micro-ônibus, porque hoje só pode ônibus de linha ou transporte por aplicativo. Assim, as pousadas e hotéis do Interpraias reclamam, e com razão”, pontuou.

Jair opinou que o plano de manejo da APA Costa Brava é um meio de proteger e impedir o crescimento desenfreado na região, mas entende que a presença de meios de transporte maiores não iria prejudicar tanto, desde que seja de forma controlada, lembrando que também é proibido na região caminhões acima de 20 toneladas. 

“Eu acho que deveria haver bom senso entre prefeitura, hotéis e pousadas, porque há necessidade de pelo menos van ou micro-ônibus para trazer os turistas. Há solução e acredito que a prefeitura vai nos ouvir. Há alguns anos fizemos reunião sobre isso com o prefeito Fabrício Oliveira e ele nos apoiou, porque entende a necessidade de nossas pousadas e hotéis. Acredito que ele vai rever e permitir pelo menos micro ou van, ainda mais agora que vai sair o Multiparque e o hotel do Costão do Santinho no Estaleiro, aí vai ser inevitável e vão precisar liberar”, completou.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -