- Publicidade -
- Publicidade -
23 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Grupo Vocal Syahamba apresenta clássicos da MPB nesta quarta na Univali

O evento é aberto à comunidade em geral e a entrada é gratuita

O Grupo Vocal Syahamba apresenta nesta quarta (8), um repertório de clássicos da Música Popular Brasileira (MPB), com arranjos ao estilo clássico, erudito e lírico. 

A apresentação acontece na Universidade do Vale do Itajaí (Univali), às 20h, no Bloco D8 (Sala 202), do campus Itajaí.

Neste show, o Grupo apresenta a proposta de gravação do primeiro CD, intitulado Syahamba. O evento na Univali é organizado pela Coordenação de Arte e Cultura em parceria com o curso de Música. A apresentação integra uma mini circulação de lançamento do projeto, que já passou por Timbó e Blumenau e também vai contemplar o município de Jaraguá do Sul.

- Publicidade -

O álbum completo do Grupo foi lançado recentemente e já está disponível em todas as plataformas digitais de música, sendo uma homenagem à Música Popular Brasileira, sempre presente no repertório do Grupo. A proposta oferece à MPB dimensões menos populares e leva ao público, de forma acessível e atrativa, o canto lírico, erudito e clássico.

O que esperar do repertório

O projeto é uma viagem sonora pelo século XX e faz releituras de canções conhecidas, dos primórdios do samba. No repertório estão Syahamba (Tradicional Zulu), Jura (Sinhô), Cantores do Rádio (João de Barro, Alberto Ribeiro e Lamartine Babo), Luar na Mata (Bento Mossurunga), Conversa de Botequim (Noel Rosa/Oswaldo Gogliano, o Vadico), As Pastorinhas (Noel Rosa/Braguinha), Lua Branca (Chiquinha Gonzaga), Brejeiro (Ernesto Nazareth), Feitiço da Vila (Noel Rosa/Oswaldo Gogliano, o Vadico), Va, Pensiero (Coro do terceiro ato da ópera Nabucco de Giusepe Verdi.

Saiba mais sobre o Grupo

O Grupo Vocal Syahamba foi formado em 1998. A palavra Syahamba (em Sotho, língua oficial da África do Sul) significa “Estamos marchando” ou “Estamos caminhando”. 

É o nome de um hino sul-africano (espiritual festivo) popular em igrejas da América do Norte, na década de 1990. Uma homenagem à Música Popular Brasileira, que teve importante influência dos ritmos africanos em suas composições. A formação é composta pelos musicistas Cristiano Florêncio (Maestro/Baixo), Jussara Zermiani Florêncio (Soprano), João Roberto Idésio (Tenor) e Eduarda Florêncio (Contralto).

fonte: Assessoria Comunicação/Univali

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -