- Publicidade -
- Publicidade -
24.4 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Orquestra Filarmônica Catarinense anuncia músicos aprovados em processo seletivo

São 14 instrumentistas de cordas que serão contratados para o corpo fixo da nova orquestra de SC, que tem pré-estreia em 30 de abril e terá ampla programação gratuita ao público

Depois de um processo seletivo minucioso, que durou aproximadamente dois meses e contou ao final com três dias inteiros de audições às cegas e entrevistas com 41 candidatos, a Orquestra Filarmônica Catarinense (OFiC) divulgou os nomes de 14 instrumentistas de cordas que serão contratados para o seu corpo fixo (lista abaixo). 

A nova orquestra catarinense, que terá atividades totalmente gratuitas ao público, recebeu no total a inscrição de 165 músicos de 10 países. 

O edital internacional disponibilizava 17 vagas, mas a banca examinadora considerou que foram 14 os candidatos que cumpriram com todos os requisitos exigidos.

- Publicidade -
A banca examinadora das audições presenciais (Foto  Flint Criativa)

Os músicos selecionados são de São Paulo (8), Santa Catarina (2), Rio Grande do Norte (1), Rio de Janeiro (1), além de 2 brasileiros que residem na Áustria e na Suíça e são, respectivamente, de São Paulo e Rio de Janeiro. 

Cada profissional terá uma remuneração mensal de R$ 10 mil, mediante cumprimento de uma carga horária mínima de atuação em ensaios, concertos e atividades educativas, e deverão residir na Grande Florianópolis, onde a orquestra está sediada. 

No entanto, a OFiC deve se apresentar em todas as regiões do Estado, com um concerto de pré-estreia no dia 30 de abril.

A OFiC foi criada pela Associação Orquestra Filarmônica Catarinense, tendo à frente um grupo com forte ligação com a música clássica: o pianista catarinense Pablo Rossi, como Diretor Artístico, o gestor e produtor cultural Luiz Ekke Moukarzel, como Diretor Executivo, Marcelo Azevedo como diretor-presidente e Vanessa Ferraudo como coordenadora do Núcleo Sociocultural. 

Candidato na audição (Foto Flint Criativa)

A orquestra se diferencia por ser filarmônica, modalidade que é financiada por contribuições da iniciativa privada e de particulares, sem possuir fins lucrativos, enquanto as orquestras sinfônicas são mantidas, em geral, com recursos do poder público.

A nova orquestra foi estruturada com uma proposta inovadora para promover a música clássica, contemplando ações educativas, sociais, inovação tecnológica e sustentabilidade, características que acompanharão os seus concertos, que serão gravados e disponibilizados no Youtube, garantindo acesso ainda mais amplo à música clássica.

Os 14 selecionados

Violino

- Publicidade -
  • Carlos Henrique de Paula Ribeiro (São Paulo)
  • Guilherme Macedo (São Paulo)
  • Joel Victor dos Santos Pereira (Rio de Janeiro)
  • Juan Rossi (Santa Catarina)
  • Nathalia Sousa Oliveira (Brasil/Áustria)
  • Vinícius Abad (São Paulo)

Viola

  • Abner Molina Brasil (São Paulo)
  • Fábio Saggin (Santa Catarina)
  • Neemias Camargo (São Paulo)

Violoncelo

  • Bianca de Souza (São Paulo)
  • Fábio de Melo Machado (Rio Grande do Norte)
  • Marthin Goiano da Silva (São Paulo)

Contrabaixo

  • Gustavo Molina Mosca (São Paulo)
  • Jeancarlos da Cunha Gualberto (Brasil/Suíça)
- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -