- Publicidade -
19.8 C
Balneário Camboriú

Anfavea: decisão da Ford reflete falta de medidas do governo contra custo Brasil

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Fiesp cita Ford para cobrar reformas e reforça oposição a aumento de ICMS em SP> Maia diz que governo não tem credibilidade

A Anfavea, entidade que representa as montadoras instaladas no País, atribuiu à ausência de medidas capazes de aliviar o custo de produção no Brasil a decisão anunciada pela Ford nesta segunda, 11, de fechar todas as suas fábricas no Brasil.

- Publicidade -

Em nota, a associação, que por muitas vezes foi presidida por dirigentes da Ford, diz, primeiro, que não se manifesta sobre decisões estratégicas de associadas. Porém, sustenta na sequência que a notícia corrobora os alertas a respeito da falta de medidas contra o custo Brasil.

“A Anfavea não vai se manifestar sobre o tema. Trata-se de uma decisão estratégica global de uma das nossas associadas. Respeitamos e lamentamos. Mas isso corrobora o que a entidade vem alertando, há mais de um ano, sobre a ociosidade da indústria (local e global) e a falta de medidas que reduzam o Custo Brasil”, diz a entidade na íntegra da nota.

Fiesp cita Ford para cobrar reformas e reforça oposição a aumento de ICMS em SP

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) cobrou a necessidade de redução do chamado “Custo Brasil” ao comentar o fechamento das fábricas da Ford no Brasil. A entidade cobra que sejam feitas “urgentemente” reformas estruturais para melhorar o ambiente de negócios e aumentar a competitividade dos produtos brasileiros.

- Publicidade -

“Precisamos urgentemente fazer as reformas estruturais, baixar impostos e melhorar a competitividade da nossa economia para atrair investimentos e gerar os empregos de que o Brasil tanto precisa”, destacou a entidade, em nota.

O texto menciona ainda a “alta carga tributária brasileira”, alegando que ela faz diferença na hora da tomada de decisões. “O custo de cada automóvel produzido aqui, por exemplo, dobra apenas por conta dos impostos – e ainda há governantes que pensam no absurdo de aumentar tributos, como no caso da inacreditável alta do ICMS em São Paulo”, lembrou a entidade, que traça uma batalha contra o aumento dos impostos estaduais paulistas.

Fechamento da Ford é demonstração da falta de credibilidade do governo, diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou, nesta segunda-feira, 11, que o fechamento das fábricas da Ford no Brasil seria, na sua visão, uma demonstração da “falta de credibilidade” do governo federal. Ele também considera que o anúncio da montadora evidencia a ausência de regras claras, de segurança jurídica e de um sistema tributário racional.

Defensor da proposta de reforma tributária de autoria do candidato apoiado por ele para a sucessão no comando da Câmara, Baleia Rossi (MDB-SP), o atual presidente da Casa apontou que o sistema tributário teria se tornado um “manicômio” nos últimos anos, com impacto direto sobre a produtividade das empresas.

“Espero que essa decisão da Ford alerte o governo e o Parlamento para que possamos avançar na modernização do Estado e na garantia da segurança jurídica para o capital privado no Brasil”, escreveu Maia em sua conta no Twitter.

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,752FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,493SeguidoresSeguir
12,000InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -