- Publicidade -
- Publicidade -
20.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Casas de madeira dos anos 60 em Balneário Camboriú é o tema da primeira edição deste ano do ‘Café com História’

Até o momento, o levantamento encontrou 64 arquiteturas de madeira, segundo informou o arquiteto Gallarza

A primeira edição de 2023 do programa ‘Café com História’ que a Fundação Cultural de Balneário Camboriú realizará na próxima quarta-feira (1), 9h, no Arquivo Histórico, vai falar sobre casas de madeira no centro de Balneário Camboriú. 

Acervo/Museu (HistóricoBC)
Acervo/Museu (HistóricoBC)

O mediador será o arquiteto e pesquisador Gabriel Gallarza.

No encontro, aberto ao público em geral, serão apresentadas imagens de plantas arquitetônicas da década de emancipação de BC, bem como imagens do inventário da paisagem urbana do centro, onde ainda existem muitos exemplares da arquitetura em madeira.

- Publicidade -

“Tentaremos resgatar memórias que nos ajudem a criar uma narrativa sobre a transformação da paisagem urbana, utilizando as arquiteturas de madeira como tema. Buscamos por todo tipo de informação: depoimentos, fotografias, projetos arquitetônicos, dados sobre as edificações, como: data de construção, arquiteto/construtor, proprietário/morador, uso original/atual…O foco principal do projeto são as arquiteturas de madeira que ainda existem. A conversa tentará resgatar dados destas existentes. O recorte especial da pesquisa é a região central da cidade, região onde mais se construiu essas edificações”, comentou Gallarza.

Ele adiantou que o levantamento de campo já realizado identificou 64 arquiteturas de madeira, que foram mapeadas, fotografadas e catalogadas.
Com estes dados editados será produzido um site e um catálogo impresso, que será distribuído gratuitamente para a população e turistas.

A diretora da Fundação Cultural, Lilian Martins explicou que as plantas heliográficas de casas de madeira da década de 60 constituem um acervo muito especial do Arquivo Histórico. 

“Elas contam o modo de vida nos anos da emancipação, e temos muitos exemplares ainda de pé no centro, como mostra a pesquisa do Arquiteto Gabriel Gallarza, reforçando a ideia que a nossa cidade é cheia de contrastes. Ficamos felizes que este acervo tem servido de base para pesquisas tão interessantes. Os participantes do Café com História são fundamentais para a compreensão da história destas casas na nossa paisagem urbana”, convidou Lilian.

O ‘Café com História’ é uma ação do Arquivo Histórico que reúne as pessoas que fazem parte de momentos da história de Balneário Camboriú para auxiliar na identificação de imagens do acervo.

As informações são posteriormente disponibilizadas no site https://culturabc.com.br/arquivo/

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -