- Publicidade -
- Publicidade -
20.6 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Vila do Artesanato ganhou pintura especial feita por artistas do Open Street Gallery

O artista do movimento Open Street Gallery, Fernando dos Santos Cardoso, o Nando, com auxílio de Cleber e Dente, finalizou nesta semana a pintura da fachada da Vila do Artesanato, que fica na praça da Cultura, na Avenida da Lagoa.

Antes (Foto Open Street Gallery)

Nando escolheu utilizar da técnica anamórfica, mesmo estilo já realizado na praça em 2021 (relembre aqui).

Trabalho foi contrapartida de projeto

- Publicidade -

A intervenção foi finalizada na quarta-feira (9), após quatro dias de trabalhos na Vila do Artesanato. O trabalho foi uma contrapartida que fizeram através de outro projeto realizado na cidade.

Pintura (Foto Open Street Gallery)

“Geralmente apresentamos um projeto e junto uma contrapartida, como aulas e pinturas em escolas, e desta vez, como eu vi que a Vila precisava, ofereci para fazermos lá. Por onde passo e vejo que precisa de uma renovação, trabalhamos no local, e a galera do Open Street Gallery se mobilizou com os materiais e logística, tudo nós que fizemos”, diz.

Pintura muda conforme ponto de vista

A pintura realizada na Vila foi com a técnica anamórfica, semelhante a realizada também por Nando na praça em 2021. Antes de realizar o projeto, ele aprovou junto à Fundação Cultural e também dos artesãos que lá trabalham.

“É o local deles, então buscamos concordância. Eles são um povo bem acolhedor, por trabalharem com o artesanato, temos uma certa sinergia. Foram novos amigos que pudemos fazer por esses dias. Quando compartilhamos de mesmas experiências (a arte), passamos a ter novas ideias, de novos processos criativos, e conseguimos atingir o resultado esperado, como foi neste caso. A arte anamórfica tem o sentido de ir mudando de acordo com a percepção, com o jogo de cores que se ajusta ao longo das estruturas, que contempla a base superior das lojinhas da Vila, ao longo do caminhar da pessoa, a imagem pode mudar, se ajustando perfeitamente entre as bases irregulares”, afirma.

Harmonização do ambiente

Os artistas trabalharam com imagens figurativas e abstratas e nos tons de azul, amarelo, laranja e branco.

“Se vejo que há um problema de comunicação visual e que o local pode se tornar especial, já estabeleço de que forma podemos trabalhar. Às vezes satura quando é uma arte muito forte. Estou buscando cada vez mais minimizar figuras e o impacto visual, cuidando na escolha de cores, para que possam se complementar e agradar a todos. Ficamos muito felizes por termos contribuído com a harmonia do ambiente, que ficou ainda mais bonito”, salienta, acrescentando que o objetivo do Open Street Gallery é exatamente resolver os ‘problemas urbanos’ de Balneário, defendendo a importância da harmonia. “A arte une e transforma”, completa.

- Publicidade -

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: