- Publicidade -
21.7 C
Balneário Camboriú
Vilton Santos
Vilton Santos
Poeta criador do projeto Rimas e Versos da Alma. Apresentador do programa Papo de Poeta. Escritor na revista Perfil com a coluna Liderança com Alma. Colunista no Jornal Página3 com as colunas Liderança com Alma e Poesia que Inspira. Presidente da CDL de Balneário Camboriú.
- Publicidade -
- Publicidade -

LÍDER PRECISA TER CAPACIDADE DE ABSORÇÃO E ADAPTAÇÃO

Fiz um processo de coaching durante todo o ano de 2020.

Foram 11 encontros mensais com sessões de 2 a 3 horas.

O aprendizado e a evolução ressignificaram minhas leituras das situações.

Levo pra vida profissional e pessoal todos os conhecimentos adquiridos com meu master coach.

O maior deles foi esse: Jorge Pedro em uma de nossas sessões me falou que não devemos lutar contra o que vai surgindo em nosso caminho.

Que não precisamos tentar repelir o que não achamos certo ou justo.

O segredo é encarar tudo com naturalidade e deixar vir.

O que fizer sentido pra nossa vida a gente acolhe e o que não fizer simplesmente deixamos ir.

Esse “deixe que venha” e “deixe que vá” redefiniu minha maneira de encarar o mundo e suas nuances.

Eu gastava uma dose de energia absurda tentando rechaçar o que não achava correto.

Um líder precisa manter postura calma e serena frente à qualquer situação.

Nesse sentido é imprescindível colocar em prática o “deixe que venha” e o “deixe que vá”.

Lembrando que se o que surgiu foi um problema, devemos estabelecer a estratégia, tomar as medidas necessárias e depois deixar que se vá.

Essa conduta evita vitimização e absorção dos transtornos trazidos pelas adversidades que surgem pela nossa estrada.

Líder tem firmeza e sensatez em qualquer momento
Líder comanda pelo exemplo e pelo comportamento
Líder tem voz tranquila e atitude apaziguadora
Líder transmite paz e tem conduta moderadora

Até a próxima edição do “Liderança com Alma”.

Abraços fraternais

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -