- Publicidade -
21.8 C
Balneário Camboriú
Vilton Santos
Vilton Santos
Poeta criador do projeto Rimas e Versos da Alma. Apresentador do programa Papo de Poeta. Escritor na revista Perfil com a coluna Liderança com Alma. Colunista no Jornal Página3 com as colunas Liderança com Alma e Poesia que Inspira. Presidente da CDL de Balneário Camboriú.
- Publicidade -
- Publicidade -

CARPE DIEM

Fevereiro é meu mês de nascimento. Adoro comemorar aniversários.
A boas energias recebidas nesse dia preenchem meu coração com alegria e gratidão.

Esse ano recebi mais de 400 dessas boas vibrações. Vieram em distintos formatos: mensagens no Whats, Instagram, Facebook, ligações e abraços pessoais.

Como é bom ser lembrado e entender que fazemos diferença na vida das pessoas.

Há alguns anos fiz uma grande festa para celebrar meu aniversário de 50 anos. Todos os convidados estavam caracterizados com trajes dos anos 60 e 70. Uma banda de rock botou pra quebrar, com um repertório também dessa época. Nesse dia apresentei a poesia que me dei de presente em comemoração ao meu meio século de vida.

Carpe Diem fala da trajetória do garoto matuto, filho de agricultores, que acabou trilhando um caminho de lutas e vitórias. Do menino tímido, que acabou virando líder e aprendeu a falar em público.

Do rapaz humilde, que encarou a vida sem medo de vivê-la e virou um realizador de sonhos. Do pequeno Vilton, que teve a capacidade e a humildade para aprender o prazer da conquista.

Carpe Diem é uma expressão latina que remete à importância de viver o dia e aproveitar o momento em sua plenitude.

Sem a ansiedade provocada pelo futuro que está por vir.

Leiam a poesia e depois a sintam também no formato de videopoema (com minha declamação, trilha sonora e imagens).


CARPE DIEM

Níver de novo! Que gostoso! Muitas razões pra comemorar
Mais de meio século, que beleza, tenho com certeza, muito a festejar

O menino matuto, virou adulto, saiu do casulo e se tornou gente
O garoto sonhador, virou realizador e passou a viver intensamente

O espírito irrequieto, trilhou caminhos certos, ouvindo a voz do coração
A alma sempre aberta, fez novas descobertas, em busca da evolução

E às vezes quando pego, uma suave carona, na carruagem do vento
Remonto a vida feito um lego e subitamente vem à tona, inesquecíveis momentos

E percebo então, que o tempo comprimido, medido em anos, meses e semanas
Fica meio sem sentido, é algo um tanto insano, mera convenção humana

Pois vida marcante se mede em atos, como num grande palco, em deliciosas frações
Em memoráveis instantes, vibrando deslumbrado, entre conquistas e emoções

Na sua história, você é o artista, o protagonista, então vá em frente – pise fundo
Crie o seu estilo, imprima a sua marca, pegue a sua barca e veleje pelo mundo.

Então dona morte, não queira mudar minha sorte, vade retro, estou muito bem
Quero chegar aos meus 60, depois até 90, e aí quem sabe, rumar até os 100!

E se chegar no centenário, vou comemorar aniversário, com toda força que me resta
Celebrando mais uma vez a vida, com pessoas pra mim queridas, numa grande e ruidosa festa



Namastê

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -