- Publicidade -
15 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Feriado de Carnaval deve ser movimentado em Balneário Camboriú: expectativa é de 90% de ocupação na hotelaria

O feriado de Carnaval, que inicia nesta sexta-feira (25) e segue até a Quarta-feira de Cinzas (2), deve ser movimentado em Balneário Camboriú. Mesmo com o cancelamento do Carnaval de Rua, os empresários ligados à hotelaria e comércio estão com boas expectativas, confiando que a cidade deve atrair muitos turistas, com os hotéis ultrapassando os 90% de ocupação.

.

“Vejo que este feriado vai ser o segundo melhor momento de ocupação depois do Réveillon e início de janeiro”

Geninho Góes (foto BNT Mercosul)

Geninho Góes, secretário de Turismo de Balneário Camboriú

“No momento da decisão sobre o cancelamento do Carnaval foi uma atitude super correta. Tínhamos na ocasião (mês de janeiro) o aumento dos casos de Covid, da Ômicron, sem saber como seria o comportamento dessa nova cepa, quantas pessoas ficariam internadas, capacidade de leitos… Já estava tudo programado e organizado para o Carnaval acontecer, junto da Liga Carnavalesca, desde 2021 estávamos organizando, mas tínhamos que tomar uma decisão, que na ocasião foi coerente. O Carnaval é uma festa diferente, de aglomeração por cinco dias, como as pessoas vão atrás de bloco sem aglomerar? Com todo o respeito aos blocos, aos desfiles, Balneário ainda não é um destino para foliões, diferente de Joaçaba e Olinda, por exemplo. Balneário tem muitos atrativos fora o Carnaval – como a gastronomia, praias, atrativos turísticos como Unipraias, roda-gigante Big Wheel, aquário, etc. Se tivéssemos só o Carnaval, seria complicado.

Vejo que este feriado vai ser o segundo melhor momento de ocupação depois do Réveillon e início de janeiro, já está na faixa de 80% de ocupação e deve passar de 90%. Isso somente nos hotéis, fora quem vem em Airbnb, Booking, casa de parente, aluguel de apartamentos… esses números não chegam até nós. Mas tenho certeza que a cidade estará lotada! Março também está tendo um bom aquecimento das reservas, estamos tendo maior fluxo de argentinos também. Não vai ter nada de Carnaval nas ruas, cancelamos as atividades, portanto não vamos promover nada público, mas as casas noturnas vão ter programação especial na cidade e região.

Feriado deverá ser de praia cheia (foto PMBC)

Espero que possamos fazer o Carnaval de Rua no ano que vem, desde que não tenha outra cepa do Covid. Isso tudo que aconteceu (a pandemia) nos ensinou sermos flexíveis, o pessoal da Liga percebeu que não poderiam buscar patrocínio e não entregar o Carnaval. Não temos controle de tudo. Se não houver nada que impeça, está 100% confirmado (o Carnaval de 2023). Sou grande apoiador de criarmos a cultura do Carnaval de Rua, que ainda não temos, e para isso exige planejamento e organização. É um trabalho feito em conjunto. O nosso público é predominantemente formado por famílias, precisamos fazer um Carnaval com perfil familiar. Balneário dá opção para todos, famílias que querem tranquilidade, como também para os jovens que querem festa”.

.

“Se o clima colaborar, vai ter movimento, pode passar de 90% de ocupação”

Margot Rosenbrock (Crédito BC Convention)

Margot Rosenbrock Libório, presidente do Balneário Camboriú Convention & Visitors Bureau e proprietária dos hotéis Bella Camboriú e Rosenbrock

“Estamos com boas perspectivas para o Carnaval, contando com a boa influência do clima. No atual momento as reservas estão vindo muito de última hora, desde meados de janeiro quando a Covid-19 teve aumento dos casos, do contágio. 

Voltamos para uma situação de praticamente metade das reservas estarem acontecendo de última hora, por isso sempre influencia a questão climática. 

Se o clima colaborar, vai ter movimento, pode passar de 90% de ocupação. 

Vai ser um bom feriado, as pessoas querem muito vir. Se a Covid não tivesse tomado força, teríamos tido uma temporada histórica, não teríamos vagas para o Carnaval, mas mesmo assim está sendo muito boa, diante do cenário. 

Acredito que 20% dos leitos ainda estão disponíveis, mas tendem a entrar muitas reservas de última hora. 

O nosso principal público são famílias e casais, Balneário se consolidou com o turismo familiar, além do Unipraias que sempre foi diferencial, temos a nova praia, aquário, roda-gigante, proximidade com o Beto Carrero que também influencia muito. 

Outros perfis, como grupos de amigos e até corporativo, transitam bem também completando esse mix. 

Turistas do Mercosul depois do Carnaval devem vir em um número interessante, porque a diferença cambial está bem forte e as diárias estarão mais em conta. 

O mês de março tende a ser bem positivo, abril tem dois feriados, fim do mês tem o evento Gideões que também colabora, temos a perspectiva de em breve termos o Centro de Eventos gerando fluxo para cidade e região. 

As perspectivas para 2022 são as melhores. 

Tempo também influencia no movimento (foto Fabi Jordan)

O que a gente percebe é que as pessoas vêm para Balneário para o Carnaval pelo feriado e atrativos que a cidade oferece. As atrações carnavalescas envolvem mais o morador local e regional, mas todo projeto que é turístico tem que ser bom para o morador, envolver a comunidade local é primeiro passo, não é um número que impacta ainda (os turistas que participam), mas a cada ano mais pessoas participam dos blocos, e isso é muito importante para a atividade acabar sendo turística. 

Primeiro tem que mobilizar o morador, se for bom para ele, vai se tornar algo tão forte, que se for pensado, planejado, vai atrair turista, que hoje é atraído pelo mix que a cidade oferece e o feriado nacional. 

Seria irresponsável manter o Carnaval, há 30 dias não tínhamos certeza de como tudo estaria, e a Covid sempre agiu assim, são quase dois anos entre idas e vindas. 

Dentro do setor turístico seguimos mantendo protocolos – uso de máscara, higienização cuidadosa, por isso não é negativa a ausência de Carnaval de Rua, considerando o contexto. Conseguimos trabalhar e prever uma cidade lotada, e estamos mais confiantes com a maioria das pessoas vacinadas. 

Se liberássemos o Carnaval de Rua, poderia ser ruim, com casos explodindo novamente. Toda a responsabilidade ficaria no Carnaval. Esperamos que as pessoas continuem se vacinando, que se cuidem. 

O poder público está fazendo a sua parte, protegendo moradores e turistas, por isso o Carnaval foi cancelado”.

.

“Mesmo sem ter festa na rua esperamos um bom movimento”

Rosemari Tomazoni (foto Sindilojas BC)

Rosemari Tomazoni, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Atacadista de Balneário Camboriú (Sindilojas BC)

“O Carnaval é um feriado muito esperado pelo comércio, aguardamos sempre uma movimentação econômica positiva, mesmo sem ter festa na rua esperamos um bom movimento. Muitas pessoas estão escolhendo Santa Catarina como destino. 

Vivemos o impacto da Covid, mas tem um movimento bom. De sexta passada (18) para hoje (23) o número de turistas tem aumentado positivamente em Balneário Camboriú. 

Esperamos que aconteça um bom desempenho em vendas, com o comércio aberto. O trabalhador vai trabalhar tendo direito a uma folga, o que é positivo, mais com bônus. 

As lojas estão enfeitadas com a temática do Carnaval, muitos comerciantes estão trabalhando em função da vitrine. Esperamos que o tempo ajude também. 

 rede hoteleira está com um número bem positivo, devemos acompanhar com vendas positivas também. 

Estamos confiantes como sempre. Dá para perceber que os turistas estão vindo. e quinta para sexta (24 para 25) já deveremos ver a cidade lotada. 

Os restaurantes também devem ter um fluxo positivo. Vejo que se não fosse esse momento de pandemia e gripe, teríamos um grande Carnaval. 

Temos desfiles e blocos, alargamento da faixa de areia, vejo uma previsão de futuro – se Deus quiser ano que vem estaremos em um quadro positivo, e faremos um Carnaval que será destaque. Porque merecemos isso, com essa praia linda, e temos vontade e capacidade para fazer um Carnaval cada vez melhor e mais bonito”.

.

“É uma data que a cidade costuma atrair o visitante cativo”

Vilton Santos (foto CDL)

Vilton Santos, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Balneário Camboriú

“Mesmo sem programação oficial de Carnaval da cidade, Balneário Camboriú deve surpreender em volume de visitantes e vendas no comércio neste final de semana. 

Talvez esta condição até colabore para que turistas que habitualmente iriam para o Rio de Janeiro ou Florianópolis assistir ao desfile das escolas de samba, optem por Balneário Camboriú. 

É uma data que a cidade costuma atrair o visitante cativo, que aproveita o feriadão de 4 dias para estar novamente aqui. 

A condição única no país do comércio local abrir 364 dias ano (a única exceção é o feriado de Natal) é outro grande atrativo de Balneário Camboriú em todas as épocas do ano”.


Secretaria de Saúde irá orientar moradores e turistas sobre ISTs durante o Carnaval, na Praia Central

Saúde faz campanhas em todo Carnaval (foto PMBC)

Com o objetivo de orientar e incentivar a população sobre a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), o Centro Integrado Solidariedade e Saúde (CISS) e o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) promovem neste sábado de Carnaval (26) a campanha “Arrastão da Prevenção”, das 20h às 02h de domingo (27), nas areias da Praia Central de Balneário Camboriú. 

A ação, que consiste na entrega de preservativos e material informativo sobre sexo seguro, visa um Carnaval mais seguro e acontece todos os anos na cidade. Também no sábado durante o dia, das 8h às 17h, a Secretaria de Saúde faz testes rápidos para HIV, sífilis e hepatites no Centro de Controle Operacional (CCO), que fica próximo à Rua 1.100.


- Publicidade -
- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: