- Publicidade -
- Publicidade -
26.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

TJSC mantém pena de caminhoneiro que matou passageira e arrastou o marido motociclista

Na última quinta-feira, 11, a Quarta Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina negou recurso e manteve a pena de mais de 14 anos de reclusão de Jeferson Alves Soares, motorista de caminhão que em março de 2021 abalroou a motocicleta conduzida por Anderson Pereira, levando a óbito sua esposa, Sandra Aparecida Pereira, que viajava na garupa.

O caso se tornou conhecido em todo o Brasil porque o motociclista se agarrou à cabine do caminhão e só conseguiu se salvar quando o veículo reduziu a velocidade para subir o Morro do Boi, cerca de 20 quilômetros distante do local do atropelamento.

Os laudos técnicos apontaram que o réu, que está preso desde a época do fato, consumiu cocaína e outros estimulantes. 

- Publicidade -

Em nota, Anderson Pereira declarou que  nada vai mudar o que aconteceu, mas considera que a justiça foi feita. Seu advogado, Hélio Marcos Benvenutti, disse ao Página 3 que ficou satisfeito com o julgamento.

Anderson Pereira com seu advogado Hélio Marcos Benvenutti.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -