- Publicidade -
16.7 C
Balneário Camboriú

No inicio dos anos 2000 Balneário Camboriú realizou o primeiro alargamento da praia central

Notícia de maio de 2003 informa que o alargamento da praia central terá 30 metros “apenas”.

A Barra Sul não tinha mais praia, a água batia nas pedras que ajudavam a proteger o muro da Avenida Atlântica e por isso o prefeito Rubens Spernau decidiu alargar a faixa de areia.

O alargamento, feito com areia dragada do rio Camboriú, foi pioneiro e de fundamental importância para a extraordinária valorização imobiliária da Barra Sul nos anos subsequentes.

Veja a notícia da época

O secretário do Meio Ambiente, Raimundo Malta, disse esta semana que o trecho mais crítico da praia -do hotel Fischer até a rua 3800- será alargado em 30 metros apenas. É que, segundo pesquisa da Cidasc,
ainda restam perto de 50 mil metros cúbicos de sedimentos para retirar do rio Camboriú.

“Nossa intenção é alargar 1,2 km e se fizermos com a mesma largura do mini-alargamento da Barra Sul, os sedimentos não serão suficientes,
detalhou Malta.

Com 30 metros de largura e um metro de altura será possível proteger mais a avenida Atlântica, que sempre é invadida quando a maré sobe.

Malta acredita que na próxima semana será iniciada a obra. Segundo ele, falta concluir dois procedimentos: pagar a guia de R$ 1.260,00 para
retirar a licença da Fatma e estudar com a secretaria de Obras a melhor
maneira de atravessar a tubulação nas avenidas Beira Rio e Atlântica.

A tubulação de 200 m que faz a dragagem terá que passar pelo leito das avenidas e não poderá prejudicar o trânsito.

Leia mais matérias sobre os 30 anos do Página3

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -