- Publicidade -
21 C
Balneário Camboriú

“Os amigos iam festar e eu enchia a mochila com jornais para entregar”, por Pedro Ary Pitinga Paula de Lima

Memória & Histórias 30 anos JP3

(Equipe de funcionários e colaboradores)

Durante esses 30 anos de jornalismo do Página3, passaram pela redação dezenas de funcionários e colaboradores, esse relato é de um deles.

“Me lembro bem quando recebi o convite do Elvis para trabalhar no Jornal Página 3 como entregador, era uma sexta- feira à tarde e ele estava desesperado para achar alguém que cobrisse a próxima entrega, pois ele queria viajar e para que isso acontecesse eu precisaria trabalhar junto com ele naquela mesma sexta à noite, para aprender como funcionava a entrega dos jornais aos assinantes. Havia um extenso roteiro para cumprir. 

Quando chegamos na sede do jornal lá pelas 21h fui apresentado a dona Marlise e ao seu Waldemar, a primeira impressão que tive foi que dona Marlise é uma pessoa calma, carinhosa e conversadeira, já o seu Waldemar, uma pessoa quieta sem sorriso no rosto, com cara de bravo (com o tempo descobri que é uma pessoa gente finíssima) kkkk.

Depois de algumas perguntas e respostas ela aceitou a indicação do Elvis para que eu cobrisse a folga dele. Mal sabíamos que ali estava começando um longo caminho de trabalho, amizade e confiança. Trabalhei com ele aquela madrugada inteira andando de bicicleta com a mochila cheia de jornal, serviço puxado, mas gostei. Na outra semana fui trabalhar sozinho sem ‘nenhuma’ experiência, mas deu tudo certo.

Passaram-se algumas semanas, o Elvis me procurou a pedido da dona Marlise para que eu fosse conversar com ela sobre uma proposta de trabalho, pois o entregador de um dos setores havia pedido demissão. 

Conversamos e eu aceitei o emprego, foram três anos de serviços prestados ao JP3. 

Foram três anos sem poder festar as sextas-feiras à noite. Lá pelas 21h chegava na sede do jornal para dormir lá e esperar chegar o jornal que era impresso em Blumenau. Imaginem  isso para um adolescente era punk, enquanto os amigos iam festar eu enchia a mochila com jornais, chovendo ou não, frio ou calor, pegava a bicicleta e rodava madrugada a fora levando notícias aos assinantes dos bairros do Estado, Nações, Pioneiros e alguma parte da avenida do Estado e avenida Brasil (salvo engano esse era meu roteiro). 

Quase sempre o jornal chegava de madrugada, mas às vezes acontecia algum imprevisto na gráfica e acabava chegando lá pelas 6h ou 7h da manhã. Quando isso acontecia éramos agraciados por um café da manhã preparado pela dona Marlise, um sanduíche bem reforçado acompanhado com uma deliciosa vitamina de maçã (que vitamina gostosa).

Após um ano e meio (mais ou menos) fui convidado para trabalhar no setor de cobranças do jornal. Aceitei o convite e comecei a trabalhar todos os dias no jornal. Findados mais ou menos três anos eu recebi uma proposta de trabalho da extinta loja de roupas Dalcelis e acabei saindo da equipe JP3.

Em 2006 após muito esforço e três tentativas passei no concurso da Polícia Militar de SC, me formei em Direito e hoje sou Cabo da PMSC e trabalho do 12o.Batalhão de Polícia Militar, com sede em Balneário Camboriú.

O mais importante de tudo: saí do JP3 deixando lá amigos que cultivo até hoje”.

Pedro Ary Pitinga Paula de Lima (Foto Sargento Amorim)

Nota da Redação: Pedro Ary Pitinga Paula de Lima é atualmente Cabo da PMSC

Leia mais matérias sobre os 30 anos do Página3

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -