- Publicidade -
- Publicidade -
17.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Balneário Camboriú terá escolas de negócios para capacitar de mão de obra para empresas de tecnologia

O prefeito Fabrício Oliveira informou ao Página 3 que em breve Balneário Camboriú deve ter dois pontos de escolas de negócios, na região sul e no Bairro das Nações, já pensando no futuro polo tecnológico que a cidade planeja ter. O foco é trabalhar na mão de obra para empresas, incentivando que jovens de Balneário estejam preparados.

Fabrício disse que Balneário vem vivendo ‘grandes mudanças’, assim como em outras cidades, e que vê que o município possui vocação para a criação da nova matriz econômica – que une tecnologia, inovação e sustentabilidade. 

Divulgação/PMBC

“A inovação é a grande ‘bola da vez’. Em Balneário Camboriú vamos buscar criar essa nova matriz econômica, que se une com sustentabilidade e tecnologia. Começamos com o programa Inova BC, onde diminuímos impostos para a área de inovação, para incentivar a vinda de empresas e a criação de novas. Vejo que é um ‘tripé’ – oportunidade fiscal, vocação territorial e mão de obra para isso”, explicou.

- Publicidade -

O prefeito pontuou que, além do Bairro Nova Esperança (onde o Plano Diretor prevê o desenvolvimento e o incentivo para a criação de empresas de tecnologia e também da área de entretenimento e hotelaria), estará buscando incentivar a criação de ‘corredores econômicos’ por toda a cidade, na área de tecnologia e inovação. 

“Para isso acontecer, temos que ver como fazer esse ecossistema interagir com a mão de obra, antes falávamos de cursos profissionalizantes, e hoje fala-se de escola de negócios. Estamos fazendo parcerias com empresas para fazer isso acontecer. Queremos fazer em três pontos da cidade, mas iniciaremos com dois – no Bairro das Nações e outro na região sul”, pontuou.

Fabrício ainda não detalhou onde serão as escolas de negócios e quais as empresas parceiras, mas disse ao Página 3 que o público-alvo são os jovens, que poderão aprender sobre empreendedorismo e inovação – e que isso entra em todas as áreas. 

“Vejo que não dá para ser um bom médico, advogado, programador, até um esportista ou líder comunitário se não se atentar na inovação e nas novas oportunidades. Todo esse ambiente exige conexão para assim crescer e contribuir com a cidade. O foco é realmente criar mão de obra para abastecer essas empresas que estarão chegando”, afirmou, lembrando que para isso tudo acontecer exige parceria público-privada, e que várias empresas já estão vindo para Balneário. 

Tecnologia poderá ser utilizada para mais programas

O prefeito antecipou ainda que estão vendo também a possibilidade de fazer um programa, usando inteligência artificial, para reconhecer mudanças comportamentais desde a primeira infância. 

“Que poderá ainda prevenir traumas e abusos. O Conselho Tutelar poderá entrar nisso conosco”, pontuou.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -