- Publicidade -
- Publicidade -
16.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Mesmo sendo ilegal, venda de ingressos para a Festa dos Amigos está acontecendo

A Festa dos Amigos acontece no próximo dia 16 e novamente volta a discussão da venda de camisetas para o evento, o que é proibido. Diversos leitores procuraram o Página 3 para expor a situação, que foi confirmada pelo jornal. A Secretaria de Turismo também foi questionada sobre o assunto. Acompanhe:

Divulgação

Através das redes sociais, como o Instagram, é possível encontrar diversos grupos comercializando camisetas/kits para a Festa. Inclusive há um grupo vendendo ingressos através da plataforma Sympla, comumente utilizada para comércio de ingressos de casas noturnas da cidade e região.

Família de vereador vai ter barraca, mas ele diz que não estão vendendo abadá

- Publicidade -

O vereador de Balneário, Victor Forte, estará com uma barraca junto de sua família (Amigos dos Forte). Ao Página 3, ele explicou que não estão sendo comercializados os abadás e que sim está acontecendo o rateio de custos, conforme previsto em edital. 

“Temos o orçamento de tudo e dividimos pelo número de camisetas que fizemos. Não está havendo a venda. E a barraca não é minha, é da minha família. Antes eu tinha a minha, a Amigos do Victor Forte, mas como agora sou vereador não posso ter no meu nome e estou organizando junto com a minha família”, disse.

Através das redes sociais, Victor divulgou que a ‘Amigos dos Forte’ estará junto com outro grupo, a ‘Velovers’, da academia Velocity – o que seria uma infração, pois só pode duas tendas por grupo e está previsto no edital que é proibida a junção de dois ou mais grupos. 

“Sabemos disso [que não pode haver a junção] e só vamos dividir o DJ. Serão quatro barracas separadas, de dois grupos diferentes. Eles [Velovers] têm as camisetas deles, e nós as nossas, teremos bebidas e comidas separadas também. Somente o DJ será o mesmo”, acrescentou.

O que diz o secretário de Turismo

- Publicidade -

O secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Geninho Góes, foi procurado pelo jornal e relembrou que o objetivo da festa é reunir amigos e que realmente não pode haver venda de ingressos e sim que os custos de cada tenda precisam ser rateados entre os organizadores. 

“O objetivo é levar os seus amigos para a sua barraca. Só quem poderá vender algo são as ONGs, que participarão pela primeira vez da Festa. Cada um responde pela sua barraca, todos sabem que não podem vender ingressos, não temos como responder pelos 100 espaços”, pontuou.

Geninho lembrou ainda que a Secretaria de Turismo não se envolve com nenhum valor e que há o entendimento de que as barracas podem conseguir patrocínio – como acontece em várias delas. 

- Publicidade -

“Mas entendemos que as pessoas devem responder pelos seus atos. Quem está fazendo algo errado é que precisa ser questionado. Quem não cumpre com as regras, precisa responder. Pode ser que no dia aconteçam algumas coisas erradas e por isso estaremos lá para fiscalizar. Quem está ali [na festa] sabe o que pode ou não pode”, acrescentou.

Relembre as regras da Festa dos Amigos

*No dia do evento, os grupos poderão começar a montagem das tendas às 8h (até às 9h veículos de montagem precisarão deixar a Avenida Atlântica) e às 11h será a abertura oficial do evento, que segue até às 17h (às 16h os grupos precisarão parar de fornecer bebidas e/ou alimentos a qualquer participante da festa). A partir das 17h deve iniciar a desmontagem das estruturas e limpeza, com a reabertura do trânsito da Atlântica às 18h.

*A prefeitura proíbe a utilização de combustão a lenha nas churrasqueiras de todos os grupos participantes, devendo ser utilizado carvão e/ou queimadores a gás;

*Os grupos terão que limpar o local utilizado (rua/calçada);

*Não será permitido o acondicionamento ou armazenamento de bebidas destiladas em local visível, bem como não será permitido o uso de garrafas de vidro de qualquer espécie;

*A equipe organizadora determinará o local do grupo participante no espaço destinado a realização da festa (mas a prefeitura irá analisar se o grupo preferir um ponto x para a tenda – por exemplo, na altura da Rua 2.000);

*O espaço utilizado por qualquer grupo nunca poderá ultrapassar 25m² (1 tenda ) 50 m² (2 tendas);

*Não será permitido o uso das calçadas e travessias elevadas para a montagem das tendas. As tendas devem ser dispostas sempre, encostadas ao meio-fio da calçada da praia para o meio da Avenida (frente prédios);

*É proibido a junção de dois ou mais grupos, sempre respeitando o espaço delimitado entre um grupo e outro;

*Será permitido o fechamento apenas nas laterais das tendas, com no máximo 1 m de altura, permanecendo a parte “frontal totalmente aberta” (a parte de trás das tendas fica voltada para a praia);

*É proibida a utilização de seguranças particulares nos espaços destinados aos grupos;

*É proibida a comercialização durante todo o evento de quaisquer produtos, inclusive aos participantes dos grupos (só as ONGs vão poder comercializar);

*É proibida a utilização da estrutura pública (postes, placas, canteiros, árvores, etc) para montagem, apoio e/ou sustentação de barracas;

*Som é permitido, mas é preciso usar extensões para energia elétrica e afins dentro dos padrões

exigidos, não podendo ter emendas, confeccionada com cabo flexível PP, corrente mínima suportada de 1,5 mm 10A-2200W e cabo com no mínimo 6 mm de espessura.

*Não pode haver divulgações nas redes sociais de nada que caracterize ingresso, como venda de camisetas, pulseiras ou outros objetos que caracterizem “ingresso” para participar de qualquer tenda e de qualquer grupo.

*Não pode haver nada de cunho político, seja partidário ou de uma pessoa específica (exemplo: candidato a deputado estadual, federal, etc).

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -