- Publicidade -
21.7 C
Balneário Camboriú

Cuidar da saúde também é coisa de Homem.

Estamos no Novembro Azul e todos os anos, oficialmente, 21 países preparam campanhas sobre prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata. No Brasil, ela foi ampliada para chamar a atenção sobre os cuidados com a saúde masculina em todos os aspectos, além de lembrar aos homens que cuidar da saúde como um todo é fundamental. Durante este mês, todos os municípios brasileiros trabalham na perspectiva de trazer o homem para saúde integral, então, que tal procurar uma unidade de saúde mais próxima de você?

Os exames periódicos são essenciais para manter um cronograma de prevenção de doenças e entre os cuidados básicos que todo homem precisa ter com a saúde estão: a verificação da pressão arterial, Hemograma completo e testes de urina, teste de glicemia, para prevenção de diabetes, atualização da carteira de vacina, verificação do perímetro abdominal e teste de IMC e,  se você já passou dos 45 (quarenta e cinco) anos de idade, o exame preventivo de câncer de próstata é indispensável.

O câncer de próstata é o tipo mais comum de câncer entre os homens, e a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Por isso é tão importante fazer o exame de prevenção. Vale lembrar que o exame de sangue não substitui o de toque, que é simples e rápido.  Na fase avançada, os sintomas são: dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência, presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

Prevenção e tratamento:

A única forma de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos, e sobre o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico).

HBP – Hiperplasia Benigna da Próstata

Outra doença bem mais frequente nos homens, que é identificada com o exame de toque é a HBP (Hiperplasia Benigna da Próstata), que acomete 26 bilhões de homens no mundo todo. A HBP é o aumento do volume da glândula da próstata e é sobre ela que quero conversar com você.

Fatores de risco para o desenvolvimento da HBP

A Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) é um problema comum entre homens a partir dos 40 anos, que pode interferir no fluxo normal da urina. Isso acontece porque, com seu volume maior, a próstata começa a comprimir a uretra.

A HPB atinge 25% da população masculina após os 40 anos, 50% de homens com 65 anos ou mais e quase 100% dos homens acima dos 80 anos. Por isso, uma das causas do problema está relacionada à idade.


Além da idade, as outras principais causas da doença é a Hereditariedade, pois pai ou irmão com HPB aumenta em até três vezes o risco de desenvolvimento da doença; Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, ao consumir gorduras saturadas, aumenta-se o risco de desenvolver HPB, a obesidade, o Índice de Massa Corporal (IMC) está diretamente relacionado com o volume da próstata, devido ao aumento de estrogênio e à diminuição de testosterona, uma condição que ocorre com o avanço da idade. 

Outros fatores são:

As doenças – o tamanho da próstata é maior em homens com diabete tipo 2, hipertensão, baixos níveis de colesterol bom, o HDL, e altos níveis de insulina.

Alimentação: estudos relacionam a HPB a uma alimentação pobre em hortaliças, frutas, cereais, chás, café, suco de fruta e soja, os chamados flavonoides; e também à carência de licopeno, encontrado principalmente no tomate e goiabas vermelhas. 

Inflamação: alterações do sistema imunológico estão associadas à HPB.

Sedentarismo: um estudo com homens acima de 40 anos, realizado por pesquisadores da Hanyang University College of Medicine, em Seul, concluiu que os mais sedentários possuem risco maior para desenvolver HPB. 

Sintomas do HBP:

No início da doença, nem todos os homens têm sintomas. Mas, à medida que a próstata cresce de tamanho, começa a comprimir a uretra e surgem as queixas urinárias.

Estes sintomas afetam de maneira significativa o bem-estar e a qualidade de vida dos homens afetados e se não forem devidamente tratados, pode levar a alterações da função da bexiga e dos rins, com consequências graves como a formação de pedras na bexiga, infecções urinárias ou aparecimento de sangue na urina e mesmo, em casos mais extremos, a insuficiência renal e a retenção urinária.

Boas e más notícias:

Com o exame preventivo de toque retal, tanto o Câncer, quanto a Hiperplasia Benigna da próstata podem ser diagnosticados á tempo de serem tratados com sucesso.

A má notícia é que as drogas utilizadas para o tratamento de HBP, tem efeitos colaterais e podem levar a outros sintomas mais desconfortáveis ainda para os homens, que é a baixa da libido e disfunção erétil.

A boa é que já existem tratamentos naturais que alinhados com algumas mudanças de hábitos como alimentação e plantas medicinais com comprovação cientifica, mostram resultados incríveis e até a reversão total do quadro, como este feedback de um amigo que orientei sobre o uso das plantas há um ano.

Para um tratamento eficaz, tenha em mente que é necessário o acompanhamento de um profissional com conhecimento das plantas, dosagens e formas corretas de uso, além do acompanhamento do seu médico urologista.

Agora que você já sabe da importância do exame preventivo para a saúde da sua próstata, procure uma unidade de saúde ou seu médico urologista e converse com ele sobre o exame. Não permita que o preconceito prejudique sua saúde e virilidade no futuro.

Falando em tratamentos, quero apresentar brevemente algumas dasplantas medicinais utilizadas no tratamento natural para problemas da próstata.

Saw Palmetto (Serenoa repens) – propriedades anti-inflamatórias e diuréticas que ajudam a desinflamar a próstata e facilitam a passagem da urina, redutora da 5alfa redutase e proibida para quem toma anticoagulantes. Várias pesquisas apontam eficácia no tratamento de HBP, tem efeito idêntico ao tansulosina, aumenta o volume urinário, melhora a libido e disfunção erétil.

Urtiga branca (Urtiga dioica), raiz- aumenta níveis de testosterona no sangue, reduz a hipertrofia da próstata, aumenta a libido masculina, atividade contra o câncer de próstata, evita a absorção de DHT, reduz o PSA, melhora os sintomas e desconforto de HBP – folhas e raiz: reduz a inflamação das artrites e reumatismo, efeito analgésico, combate problemas estomacais, reduz taxas de açúcar no sangue, forte atividade antimicrobiana.

Maca Peruana (Lepidium meyenii), reduz o tamanho da próstata, aumenta a libido tanto para homens quanto mulheres, melhora disfunção erétil, auxilia no controle da glicemia e colesterol, não eleva a pressão arterial.

Pygeum africanum, Esta substância é retirada do interior da casca da árvore de ameixa africana e é utilizada frequentemente para tratar problema urinários e da próstata, reduzindo a vontade urgente para urinar.

Cavalinha (Equisetum), rica em vitamina C, silício, magnésio, fósforo e potássio, tem potente poder diurética, atua na eliminação do sódio ajudando a tratar hipertensão, insuficiência renal, cistites, protetora dos rins e aparelho urinário.

Mutamba (Guazuma ulmifolia), reduz 5 alfa redutase e DHT, atividade cardiotônica, anti-hipertensiva, relaxante muscular, inibição da síntese de colesterol e triglicérides, vaso-relaxante e hipotensora, antimicrobiana (inibe até 90% do desenvolvimento de bactérias), combate herpes, auxilia nos casos de diabetes causada por obesidade.

Lembrando sempre que, as informações contidas nessa coluna têm caráter informativo, portanto não são utilizadas para auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. É de extrema importância que você converse com o profissional de saúde que te acompanha sobre a possibilidade de incluir as plantas medicinais no seu tratamento e nenhum tratamento médico ou uso de medicação química deve ser interrompido ou substituído abruptamente pelo uso de plantas medicinais. Crianças, idosos e gestantes exigem cuidados e dosagens específicas sob algumas plantas. Consulte sempre um profissional da área.

As informações completas sobre as plantas, terapias e dicas importantes sobre tratamentos naturais, estarão sempre disponíveis na página da @banho.de.mato no instagram, mas você também pode me consultar no whatsapp sobre outras plantas e tratamentos naturais, ou enviar sugestões para as próximas publicações.

Gratidão e o desejo de saúde e bem estar a todos!

Banho de Mato – Um cuidado que vem da natureza   

Luciana Andrea – Terapeuta Natural – 47)99997.8889

- Publicidade -
Luciana Andréa
Luciana Andréa - terapeuta em construção, apaixonada pela natureza, aprendiz do conhecimento e da vida.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -