- Publicidade -
17.1 C
Balneário Camboriú
Luciana Andréa
Luciana Andréa
Terapeuta Integrativa e Holística com especialização em plantas medicinais.
- Publicidade -
- Publicidade -

Flor Fada Azul, um convite mágico

Há tempos me encantei com sua cor e sua curiosa forma, passei a estuda-la, me beneficiando com suas propriedades mágicas e terapêuticas e hoje, também as cultivo e tenho minha produção própria de flores e as suas mais variadas formas de uso.

Ela é a Flor Fada Azul e seu nome científico é Clitória ternatea, mas também é conhecida por outros nomes como Feijão borboleta, cunhã, ervilha-borboleta, Blue Butterfly, etc. É uma planta trepadeira e perene pertencente à família Fabaceae – a família das leguminosas. É nativa nas regiões da Ásia tropical, Península Arábica e África Tropical e foi introduzido na Índia, Austrália e arquipélagos do Oceano Pacífico, América tropical e Madagascar. No Brasil a espécie é considerada naturalizada.

Pode crescer até 4 ou 5 metros de comprimento. Apresenta folhas compostas, pinadas, com 5 ou 7 folíolos de coloração verde escura. Seu grande destaque são as flores azuis, de uso culinário e corante natural, utilizadas para dar cor a diversos pratos doces ou salgados, como sorvete, massas, arroz e em bebidas – tanto na mixologia como blends para infusão. 

As flores podem ser consumidas frescas e cruas, cozidas ou na forma de infusão. Seu pigmento azul é instável e muda de cor com a alteração do pH do preparado. ( veja no vídeo abaixo a transformação de suas cores)

As flores são solitárias e axilares e surgem principalmente no verão. Alguns cultivos apresentam dobras nas pétalas simples ou pétalas dobradas e flores de cor branca ou roxa.

Seus frutos são vagens de até seis centímetros de comprimento, contendo as sementes em seu interior. O feijão-borboleta é muito cultivado em jardins pelo valor ornamental e é uma planta de rápido crescimento, podendo ser conduzida por pergolados, cercas ou suportes. São plantadas direto no solo,  mas, aqui em casa plantei em vasos e todas se deram muito bem. Elas precisam de sol pleno, solo úmido e argiloso e multiplicam-se por sementes. Se não tiver onde se apoiar ela se comporta como arbusto e chega até uns 90 cm de altura. No outono/inverno suas folhas amarelam e caem. Sobrevive a todos os regimes de chuva, mas não suporta geadas muito fortes.

Clitoria ternatea – folhas – (Arquivo pessoal)

Seu nome científico Clitoria ternatea, tem origem do latim do gênero “Clitoria”, de “clitóris”, advém de uma associação das flores desta videira com os órgãos genitais femininos.

Considerada uma planta sagrada de cura, foi incorporada na medicina ayurvédica que significa “ciência da vida” uma prática que possui cerca de 5 mil anos de história.
Existe muito misticismo em torno da planta, que também simboliza a perfeita sintonia com o Divino, de forma que era frequentemente cultivada em templos e utilizadas em rituais como parte de adoração à Durga e Shiva.

Mitologia da Flor Fada Azul – Sua cor azul era conhecida como luz de Krishna e foi dito que esta planta foi criada sob a consciência de Krishna e ainda hoje em todo o Sudeste Asiático, especialmente na Tailândia, você a encontra cultivada nas casas das pessoas porque dizem que dá à casa uma aura de invencibilidade.

E ainda na Tailândia, tem uma outra lenda sobre a origem e nome da flor que é muito interessante:

Conta-se que há milhares de anos uma criatura mitológica chamada Kinnari (Kinnara), meio humana, meio pássaro, descrita da seguinte forma: Cabeça, tronco, e braços de uma bela mulher, e as asas, cauda e pés de um cisne. Levou com ela em um voo noturno uma mulher chamada Isra até a floresta Himapan. Kinnari desceu ao longo de um caminho, pegou uma planta com lindas flores azuis, e entregou a Isra, instruindo-a para as plantar em seu jardim, para que pudessem curar todos aqueles que a conhecessem.
Depois de descobrir a “mágica da natureza” através das flores azuis, Isra chamou esta planta de Fada Azul.

E um fato curioso é que existem muito poucas flores com essa intensidade de azul, na verdade, o tom da Clitoria ternatea é algo muito raro de ser encontrado na natureza. O que a torna mais mágica ainda, é que além de liberar um azul tão raro, ela ainda muda de cor, se transformando de azul para violeta ou rosa. A transformação acontece ao acrescentar algum elemento ácido como o limão, laranja, abacaxi…

Tintura mãe de Flor Fada Azul – Produção própria (Arquivo pessoal)

Formas de uso:  O chá azul, também chamado de chá oolong, é utilizado há séculos na China e em Taiwan, e nos últimos anos está se consolidando como parte da medicina alternativa de diversas regiões do mundo. Pode ser usado as flores frescas, flores secas, triturado, em pó e transformado em infusão, xarope ou tintura. Suas raízes também tem estudo com comprovada ação medicinal. Ela tem um enorme potencial como ingrediente para alimentos e bebidas, podendo ser usada em infusões quentes e frias, drinks e coquetéis com ou sem álcool, na preparação de doces e salgados. Diversos países, inclusive, têm pratos típicos com o ingrediente: na Malásia, ele faz parte do nasi kerabu (uma porção de arroz azul com peixe seco ou frango frito); e na Tailândia e no Vietnã, do nam dok ancham, uma bebida servida após o jantar ou como refresco e no Brasil, já temos algumas marcas de gin infusionados na flor.

Além disso ainda pode ser usada em cosméticos, na fitoterapia e é uma ferramenta divertida para ensinar a química da natureza  para crianças e adultos.

Um convite 

Pensou em um bolo ou pão azul, em um docinho colorido naturalmente para uma festa infantil, em um Gin que muda de cor ou em um chá azul relaxante?

Antes de te falar das propriedades medicinais da Fada Azul, quero te convidar a conhecer e experimentar pessoalmente esta maravilha e seus benefícios. Neste final de semana, de 08 a 11 de junho, aqui em Balneário Camboriu, eu e minha família estaremos participando da 4ª Festa Raizes de Taquaras (link da matéria da festa) e lá na barraca 1 você vai encontrar esta flor nas formas de Gin, suchá mágico, xaropes e tinturas, além de um delicioso entrevero, que não tem a fada azul na sua composição, mas tem no sabor um toque de amor e magia de quem o prepara. Então, te espero lá pra me contar que leu a matéria aqui e ganhar um presente especial.

Propriedades medicinais e benefícios da Flor Fada Azul.

Antioxidante – O potencial antioxidante da Clitória ternatea é cientificamente comprovado. Portanto, sua eficiência no fortalecimento da imunidade pode prevenir diversas doenças, inflamações e infecções no organismo. Também inibe  problemas de pele, como acne e envelhecimento precoce, pois combate a ação dos radicais livres — causadores do estresse oxidativo das células. O antioxidante proantocianidina, promove o crescimento do colágeno e a elasticidade das células da pele. A acetilcolina promove a função cerebral e a memória, que ajuda a  reduzir a ansiedade, melhora a saúde do coração e promove um melhor fluxo sanguíneo

É anti-inflamatório, previne fadiga, anti-bacteriano e melhora o sistema imunitário. Pesquisas mostram que o chá de ervilha-borboleta reduz significativamente a temperatura do corpo e por isso é maravilhoso para baixar a febre. Quando ingerido regularmente este chá combate as bactérias. Tem propriedades que diminuem as inflamações e infeções, ajuda por isso a diminuir acne, vermelhidão da pele, escaldões, e ainda infeções respiratórias como pneumonia e outras em todo o organismo

Ajuda no controle da glicemia – Por sua abundancia em flavonoides e antocianinas (antioxidantes poderosos) não favorece apenas a imunidade, mas também auxilia no controle da glicemia, ou seja, no nível de açúcar presente no sangue. Portanto, é especialmente benéfico para pacientes diabéticos. O chá azul também ajuda no controle do colesterol, o que beneficia a saúde cardiovascular.

Reduz os níveis de stress e favorece a saúde mental – a flor tem um efeito calmante ajudando a reduzir o estresse e ansiedade. Na medicina Ayurvédica é atribuído várias qualidades, incluindo a melhora da memória, nootrópico, estresse, ansiolítico, anticonvulsivante, tranquilizante e antidepressivo. Segundo um estudo realizado em universidades da Índia, o chá azul estimula a produção de dopamina e pode ajudar no tratamento da depressão e de outros distúrbios do humor.

Pele iluminada e tom uniforme – o chá de Clitória é um elixir de beleza que
previne os sinais de envelhecimento e diminui as manchas de melasma, as marcas de acne entre outras pequenas imperfeições no tom e textura da pele.
Todos os antioxidantes fazem maravilhas pela sua pele e cabelo, pois ele é rico em vitaminas e minerais e vai fortalecer o seu cabelo e pele e deixá-los saudáveis e radiantes. Você pode optar por produtos de pele que contenham a Flor da fada em sua composição e complementar bebendo este chá diariamente.

Acelera o metabolismo – quando pensamos em acelerar o metabolismo lembramos imediatamente do chá verde, mas estudos mostram que o chá azul é ainda mais eficaz neste sentido e recentemente começou a ser associado a regimes alimentares, já que ajuda na perda de peso e reduz a gordura visceral. 

Melhora a visão – Este chá aumenta a circulação sanguínea nos folículos capilares dos olhos, o que ajuda na prevenção e tratamento de glaucoma, visão turva e olhos cansados.

Desintoxica o corpo – Os nossos órgãos precisam ser limpos, é muito importante que pensemos na importância que tem todos os dias de limparmos nossa pele e cabelos, mas os nossos órgãos internos também precisam de limpeza, eliminar toxinas e impurezas que o stress, a poluição, alimentos e estilo de vida, acumulam no nosso corpo. Se bebermos uma xícara de chá azul todos os dias, vamos limpar o fígado, os rins, o estômago e o intestino que é também conhecido como nosso segundo cérebro. E este é um dos maiores benefícios desta bebida

Chá Fada Azul – Arquivo pessoal

Reação do Azul ao Violeta – Bebidas mágicas que mudam de cor

Com um nome tão delicado quanto seu sabor, as bebidas com a flor conquistaram o mundo. E esta é a única bebida que pode mudar de cor como num passe de mágica. E essa transformação a ciência também explica: O equilíbrio do pH do chá de Fada é delicado, e a introdução de ácido como o suco de limão ou água tônica pode mudar a bebida de um índigo profundo para um rico púrpura até o rosa-magenta brilhante. 
Acrescente gotas de limão no seu suco e se delicie desta magia.

Lembrando sempre que, as informações contidas nessa coluna têm caráter informativo, portanto não são utilizadas para auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. É de extrema importância que você converse com o profissional de saúde que te acompanha sobre a possibilidade de incluir as plantas medicinais no seu tratamento e nenhum tratamento médico ou uso de medicação química deve ser interrompido ou substituído abruptamente pelo uso de plantas medicinais. Crianças, idosos e gestantes exigem cuidados e dosagens específicas sob algumas plantas. Consulte sempre um profissional da área.

As informações completas sobre as plantas, terapias e dicas importantes sobre tratamentos naturais, estarão sempre disponíveis na página da @banho.de.mato no instagram, mas você também pode me consultar no whatsapp sobre outras plantas e tratamentos naturais, ou enviar sugestões para as próximas publicações. 

Gratidão e o desejo de saúde e bem estar a todos!

Banho de Mato – Um cuidado que vem da natureza

Luciana Andrea – Terapeuta Natural – (47)99997.8889

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -