- Publicidade -
13.6 C
Balneário Camboriú

Dia dos namorados chegando… elas podem apimentar a sua comemoração com seu amor!

A vida é feita de rotinas. Por vezes, estas instalam-se levando os casais a caírem num adormecimento de sentidos e de emoções, faltando assim a chama, a intensidade e a paixão de outros tempos. Assim, para o bem do casal e da sua intimidade, é necessário encontrar forma de resgatar o fogo perdido. Uma das melhores formas é recorrer a alimentos e ervas que a Natureza nos oferece e que permitem apimentar uma relação, os chamados afrodisíacos naturais. E hoje falaremos de plantas e chás afrodisíacos com receitinha para homens e mulheres.

Sabemos que os homens e as mulheres que sofrem de falta de apetite sexual procuram de diversas formas as soluções para o problema, que nem sempre é físico. Mesmo que a solução para isso esteja no campo emocional, basicamente na maneira que a pessoa percebe a relação e interage com o parceiro, existem algumas alternativas para impulsionar a vida sexual e, desse modo, os fitoterápicos preparam o corpo para a excitação, facilitando esse processo. Quando isso ocorre, a mente pode ser mais facilmente estimulada. Sendo assim, não se deve recorrer apenas a estes recursos para o tratamento da perda da libido. Nesse contexto, a psicoterapia e as terapias holísticas podem auxiliar também, de modo efetivo, na cura de padrões de pensamento que influenciam negativamente no comportamento sexual de homens e mulheres.

Os afrodisíacos de origem natural são usados há milhares de anos por homens em busca de uma receita mágica para aumentar o desejo e evitar a impotência e por mulheres para aumentar a libido. O surgimento do Viagra, no entanto, parecia condenar toda essa tradição à categoria de lendas e superstições. Mas ao longo do tempo as plantas adquiriram respeito e credibilidade em todas as civilizações, pela confirmação do seu potencial terapêutico no processo saúde/doença e mostrou que de fato existem “Viagras naturais”:

Tribulus terrestres

Tribulus (Foto Juan Carlos Fonseca Mata -Wikipedia)

Seu uso é bastante conhecido para o tratamento de infertilidade e impotência, embora exerça forte influência na melhoria do apetite sexual, tanto do homem quanto da mulher. Os resultados de pesquisas feitas pelo mundo todo, apontaram respostas positivas do corpo em relação ao Tribulus terrestris. O agente ativo da planta é a protodioscina, conhecida por estimular a produção de óxido nítrico. Essa substância contribui para vasodilatação do pênis e favorece uma ereção mais prolongada.

No entanto, os efeitos do Tribulus não são sentidos imediatamente antes do ato sexual, e a planta, mesmo sendo considerada um “viagra natural”, não possui o mesmo efeito dos remédios tradicionais para impotência sexual. O Tribulus funciona de forma a melhorar gradualmente a resistência do corpo e a ocorrência de ereções em longo prazo mas sem os efeitos colaterais dos azulzinhos.

Maca peruana

Nativa do Peru, a maca peruana não ganhou fama de “Viagra dos Incas” à toa. O tubérculo, conhecido por conter alto valor nutricional e também ajudar na libido e fertilidade, é usado há mais de 2 mil anos como estimulante sexual e a ciência já sabe disso. Um estudo divulgado no Journal of Andrology em 2008 mostrou que homens que consumiram a raiz durante 4 meses relataram uma melhora no quadro de disfunção sexual em comparação ao grupo que não consumiu. Um dos motivos é que a maca peruana é fonte de um aminoácido chamado arginina, uma substância considerada precursora do óxido nítrico que melhora o fluxo sanguíneo e favorece a ereção. Sua ação positiva no apetite sexual se deve também à presença dos fitormônios progesterona e testosterona. No homem, pode ter como efeito ereções mais fortes e mais duradouras e a melhorar a qualidade dos espermatozoides. Nas mulheres, pode aumentar o apetite sexual, a lubrificação natural e a intensidade dos orgasmos…Na menopausa, a Maca demonstrou capacidade de reduzir depressão e ansiedade nas pacientes. Em outro estudo, a maca reduziu sintomas de depressão em mulheres pós-menopausa e melhorou a pressão arterial. Os efeitos podem ser sentidos após 2 semanas de uso contínuo e você encontra na forma de capsulas, pó ou tintura e pode ser usada como suplemento nutricional.

Damiana (Turnera difusa)

Damiana -Fonte Dicionário de Palavras Brasileiras de Origem Indígena – (Foto Clóvis Chiaradia)

Esta planta contribui para que haja uma melhoria no sistema nervoso, mais especificamente nas substâncias que regulam o humor e o ânimo, pois gera um aumento nos níveis de serotonina e dopamina. É uma planta segura e seus extratos foram testados pela UNESP e pela UEL e não foram encontrados aspectos tóxicos sobre os órgãos reprodutivos masculino e feminino, nem redução da fertilidade.

Um estudo italiano mostrou que a damiana causou uma melhora no desempenho sexal de cobais impotentes quando administrada 2h antes dos testes. Em dois estudos mexicanos, além da melhora geral no desempenho sexual, a damiana reduziu o tempo de espera entre dois processos ejaculatórios e foi identificada como planta ansiolítica, o que é um fator essencial para o tratamento da ejaculação precoce e da disfunção erétil. Na função sexual feminina, um estudo realizado nos EUA, demonstrou que um composto preparado com ginseng, ginkgo biloba e damiana teve um efeito positivo na melhora sexual feminina, com aumento da libido, do número de relações sexuais, da lubrificação vaginal e do número de orgasmos, sem apresentar efeitos colaterias. As dosagens e forma de uso deve ser orientada sempre por um profissional da área.

Ginseng

O ginseng é uma planta medicinal de excelência, sendo bastante apreciada, alvo de muitos estudos e comercializada em todo o mundo. Este chá aumenta a capacidade de trabalho e concentração, além de combater a debilidade física e o cansaço. Sendo um chá que representa um tônico de energia vital do organismo, ele é usado na impotência e na infertilidade masculina com bastante sucesso. A erva tem um efeito vasodilatador que ajuda na circulação sanguínea, favorecendo a ereção. Ela ainda, aumenta a fertilidade masculina e feminina e ajuda a estabilizar os hormônios femininos, auxiliando no aumento da libido. Hoje é vendido em forma de cápsulas, pó e chá. Médicos que utilizam a medicina chinesa e naturopatas são os indicados para receitar a quantidade ideal de ginseng, dependendo de cada caso.

Açafrão – Curcuma

(Açafrão — @FitoterapiaPlantasquecuram)

A história deste alimento afrodisíaco remonta a Cleópatra. Dizem que ela se banhava em leite com infusão de açafrão para ficar ainda mais sedutora e despertar o desejo dos homens.

Já pesquisas recentes, mostraram que o açafrão ajuda a aumentar a mobilidade dos espermatozóides e pode diminuir alguns dos efeitos colaterais sexuais causados pela ingestão de certos antidepressivos.

Além de ser um potente anti-inflamatório natural, tem propriedades energéticas e revigorantes, entre outras. Pesquisas atestaram a eficiência do açafrão como um estimulante sexual. Ele é utilizado há milênios no Oriente Médio e na Ásia como um potente fitoterápico. Tem a reputação de antidepressivo medieval. As freiras usavam-no como estimulante sempre que precisavam mostrar cara alegre ou elevar os cânticos às alturas, por exemplo. Há culturas que o usam para regenerar a pele graças às suas propriedades anti-sépticas, anti-bacterianas, cicatrizantes e anti-inflamatórias.

Marapuama, o “Viagra do índios”

A planta brasileira que mereceu destaque nos estudos da Universidade de Guelph foi a marapuama, nativa da Amazônia. Os povos indígenas ao longo do Rio Negro usam o chá da raiz e a casca da árvore como um afrodisíaco natural. A Marapuama é utilizada para melhorar a circulação sanguínea, tratar disfunções sexuais, aumentar a libido, combater o estresse e fadiga, melhorar a memória e também pode ser usada para tratar a impotência sexual.

Anis Estrelado

(Foto bloggsuplementos)

Este ingrediente tem um sabor bem forte e suas sementes são muitas vezes utilizadas para fazer balas e xaropes. Já na antiguidade o anis era utilizado como estimulante sexual. O anis contém alguns compostos estrogênicos que melhoram o desejo sexual agindo de forma similar à testosterona. Experimente num chá e experiencie novas sensações.

Pimenta vermelha

A ingestão de pimenta gera reações fisiológicas no corpo como, por exemplo, transpiração, aumento da frequência cardíaca e da circulação sanguínea. A capsaicina, uma substância química encontrada em pimentas vermelhas, é responsável pelo ardor e também por estimular as terminações nervosas, liberando adrenalina, fazendo com que você se sinta mais excitado. É conhecida como um estimulante natural que aumenta os níveis de calor no corpo e provoca ligeira euforia. Mas cuidado. A ingestão em grandes quantidades pode provocar irritação dos órgãos genitais e da região urinária que causa sensação semelhante à excitação sexual.

Noz-moscada

Nativa das Ilhas Molucas, na Indonésia, a noz-moscada é extraída da árvore Myristica fragrans. Alguns de seus extratos demonstrou capacidade de aumentar o desempenho sexual masculino de maneira intensa e sustentada, com aumento da frequência de coitos e redução da latência entre as ejaculações, mas em doses elevadas pode ser alucinógena.

Canela e Gengibre

A canela pode ser uma planta mais picante, no entanto é extremamente conhecida como sendo um poderoso afrodisíaco. Aplique um pouco de canela no café ou até no seu doce favorito e comprove os seus efeitos. Meninas, a canela é também uma forte aliada na luta contra as dores menstruais.

A gengibre, além de ser bastante utilizado em todos os tipos de prato, esta raiz perfumada faz aumentar a líbido. Um bom aliado na hora de criar um clima. É uma erva picante, capaz de dar um toque exótico a qualquer prato, aliás os seus chás são conhecidos pelos seus impactos nas performances individuais

Agora, uma opção perfumada de aroma forte e intenso e a líbido agradece é a de juntar esta dupla que atua no sentido de produzir um aumento do interesse sexual tanto em homens quanto mulheres..

Ao tomar este chá de gengibre e canela, que tem um sabor particular, quente e picante, terá uma experiência sexual mais satisfatória. A microcirculação sanguínea é melhorada, produzindo ainda um aumento do tônus muscular. Esta é uma bela opção de um chá afrodisíaco de excelência e eficácia.

Para o fazer, deve juntar um pau de canela a uma xícara de chá de água e ferver, com o rizoma do gengibre (pode ser fresco, ralado ou em pó). Aguarde cinco minutos e depois usufrua não só do chá, como do seu efeito!… Hipertensos não devem exagerar no uso deste chá.

Chocolate e vinho

Apesar da fama de afrodisíacos, eles não foram totalmente aprovados nos testes dos pesquisadores. Consumir uma taça de vinho ajuda a vencer a timidez e o relaxamento ajuda a estimular a libido. Já o chocolate dá uma sensação de alegria, mas não necessariamente vai fazer de você um fenômeno na cama. Já outros estudos científicos, no entanto, garantem que os dois possuem efeitos estimulantes.

(Foto chocolata.com)

Chocolate amargo turbina os hormônio da paixão – O cacau já era considerado um fruto sagrado e afrodisíaco pelos astecas. Recentemente, os cientistas descobriram que ele é rico em feniletilamina, uma molécula semelhante à anfetamina (serotonina e da dopamina), conhecida como “hormônio da paixão, que intensifica as emoções e a libido, nos excita e dá aquela acelerada nos batimentos cardíacos (que são responsáveis pela sensação de bem-estar e felicidade). E isso, com certeza, pode ajudar as pessoas a entrarem no clima Mas não adianta sair comprando qualquer chocolate. Escolha o amargo com ao menos 70% de cacau, que preserva mais as propriedades benéficas do fruto.

O vinho tinto sempre esteve associado ao sexo e à fertilidade. E, segundo uma pesquisa publicada na revista Nature, a bebida tem o poder de aumentar o nível detestosterona no sangue, dando uma turbinada no desejo sexual. Mas cuidado: o máximo recomendado para uma pessoa de 75 quilos é consumir até meia garrafa. Mais do que isso pode pôr tudo a perder.

Receitinha

Minha sugestão para os casais, que não são adeptos de chás e vinhos, aquecerem ainda mais as noites de inverno é uma deliciosa bebida afrodisíaca:

(Foto receitaria.com)

O Leite dourado (Gold milk)
1 xicara 250ml de leite vegetal (amêndoas, coco, caju, amendoim, ou pode ser feito com leite de vaca também)
1 colher de chá de cúrcuma, 1/2 colher de chá de gengibre em pó, 1/2 colher chá de canela em pó, 1 colher de sobremesa de mel ou melado, 1 pitada de pimenta do reino, 1 pitada de noz moscada, 1 pitada de cardamomo em pó ou uma semente macerada, 1 cravo ou anis estrelado (opcional). Misturar todos os ingredientes e levar para ferver. Quando começar a ferver apague o fogo, consumir em seguida.

Esse são apenas alguns dos diversos afrodisíacos naturais que existem. Escolhi os mais acessíveis e muito fáceis de encontrar. Você poderá usá-los individual ou em compostos, formando uma sinergia entre suas propriedades. Lembrando que o uso de plantas medicinais como tratamento, suas dosagens e formulações, deve ser acompanhado por um profissional da área e informado ao seu médico. Agora, basta testar os seus efeitos no Dia dos Namorados ou em qualquer outra data, afinal todo dia é dia de amar.

Desejo a todos um Feliz dia, todos os dias!

@Banho de Mato – Um cuidado que vem da natureza
Luciana Andrea – Terapeuta Natural – 47)99997.8889

- Publicidade -
Luciana Andréa
Luciana Andréa - terapeuta em construção, apaixonada pela natureza, aprendiz do conhecimento e da vida.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,752FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,496SeguidoresSeguir
12,000InscritosInscrever
- Publicidade -
- Publicidade -