- Publicidade -
30.8 C
Balneário Camboriú

Erva Botão -Você conhece esse “matinho”?

Você sabia que as plantas medicinais estão por toda parte?

Ali numa calçada abandonada, no canteiro da rua, naquele vaso cheio de “mato” pode ter a planta que você precisa para seu tratamento.

Hoje, eu trouxe para vocês a Erva-botão… Chineses e Indianos dizem que ela ajuda a escurecer os cabelos grisalhos pelo tempo e estimula o crescimento dos fios. Povos da Amazônia a utilizam para picadas de cobra. Afegãos utilizam o suco da folha para febre e icterícia. Indianos, ainda a utilizam a decocção do pó da planta para malária.Peruanos esfregam a planta na gengiva para tratar dores de dente.Hindus e Guianeses fazem uso dermatológico para tratar diversos problemas de pele.Tailandeses utilizam a erva-botão em pacientes de HIV pra combater infecções por giárdiae doenças do sangue. No Brasil é utilizada para tratar problemas respiratórios, asma, bronquite, diarreia,picada de cobra e muitos outros que você verá a seguir:

A Erva botão, ou cientificamente Ecliptaprostrata ou Ecliptaalba, é uma planta anual, de pequeno porte, podendo atingir no máximo 80 cm de altura. É originária da Asia e atualmente possui uma ampla distribuição geográfica, sendo encontrada espontaneamente por quase todo o território nacional. Também conhecida como falsa margarida, erva lanceta, surucuina, agrião do brejo, aguapé-do-arroz, entre outros.

Suas folhas de um verde claro, lanceoladas, muito estreitas não chegam a 1 cm de largura e podem chegar a uns 5 ou 6 cm de comprimento. Muito tenras, murcham rapidamente após a colheita. Seu caule é muito delicado, principalmente no primeiro corte. Depois vai enrijecendo e se torna um pouco mais resistente. Suas flores são pequenas e brancas, parecendo um botão, daí o nome “erva botão”. Suas sementes são pequenas e possuem uma grande capacidade de germinação e distribuição, por isso mesmo que é considerada uma erva invasora.

É uma erva que tem sido tradicionalmente usada na medicina Ayurveda por ser um tônico para o fígado (para o qual é aparentemente uma das ervas mais eficazes) e por ter efeitos benéficos no tratamento auxiliar de diabetes, na promoção da saúde ocular e no crescimento do cabelo.

No Brasil ela tem sido empregada por alguns profissionais da saúde pela sua fantástica ação hepatoprotetora, É indicada nos casos de intoxicações hepáticas, hepatites, hepatite medicamentosa, litíase biliar e cirrose, proporcionando uma melhora significativa no fígado.

A Eclipta não é uma planta encontrada no comércio de drogas. Pelos seus valores terapêuticos no Brasil ainda serem pouco conhecidos, não existe um esquema de coleta ou cultivo para atender ao mercado, além de poucas pessoas conhecerem a planta em seu estado nativo.

Todas as partes da planta são utilizadas e os usos mais comuns são em forma de chá, tintura, pó e óleo.

PROPRIEDADES MEDICINAIS

A erva contém em sua composição propriedades anti-inflamatórias, cicatrizantes, hepatoprotetoras, adstringentes, antiofídica, imunoestimulante, antiviral, antiasmático, cardiotônico, hipotensivo e mais. Também é naturalmente antibacteriana e antioxidante.

Por isso, ela pode beneficiar a saúde de formas diferentes.

TOXICIDADE E CONTRAINDICAÇÕES-A Erva botão não causou efeitos adversos perceptíveis, nem morte. Em todos os estudos realizados não causou toxicidade. É contraindicada para crianças menores e gestantes, também para pessoas com baixos batimentos cardíacos e hipotensão.

BENEFÍCIOS DA ERVA-BOTÃO

Segundo a medicina Ayurveda, uma tradição indiana que visa equilibrar e curar o corpo por meio da nutrição, a erva-botão promove o crescimento do cabelo, fortalece os fios e previne o envelhecimento e a caspa.

Promove o crescimento capilar – Um estudo de 2008 feito em ratos albinos machos mostrou que o uso do óleo de erva-botão aumentou o número de folículos capilares. Além disso, o óleo contém ainda vitamina E, conhecida por combater os radicais livres que podem impedir o crescimento do cabelo.

Reduz a caspa – De acordo com um estudo realizado em 2011, o óleo de erva-botão tem propriedades antimicrobianas e antifúngicas que podem ajudar a reduzir a caspa. O óleo também tem propriedades anti-inflamatórias, que podem ajudar na psoríase ou outras irritações da pele no couro cabeludo.

Auxilia no escurecimento natural do cabelo – O extrato de erva-botão pode retardar ou impedir o processo de envelhecimento do cabelo, revertendo o embranquecimento dos fios.

Protege o fígado – Hepatoprotetor- O chá de erva-botão pode ajudar a proteger a saúde do fígado, de forma que reduz o risco de doenças como a hepatite, cirrose, fibrose hepática. Além disso, pode evitar o acúmulo de gordura no mesmo e a desintoxicá-lo. Nos estudos realizados, os extratos da planta causou proteção na intoxicação química e estimulou a regeneração do fígado, evitando a fibrose hepática.

Antibacteriano:contra várias bactérias o extrato alcoolico, causou inibição, principalmente Staphylococcus e Salmonella. A planta também tem certas propriedades antibacterianas e antissépticas que a tornam altamente eficaz na prevenção e no tratamento de infecções, tratando a infecção do trato urinário, reduzindo rapidamente o desconforto e neutralizando as bactérias para restaurar o funcionamento normal da bexiga.

Filtro Solar: tem elevada absorção de raios UVA e UVB. Protege as células de danos oxidativos.

Anti-Inflamatório: comparável a indometacina e ciproheptadina. Reduziu a inflamação em 35%. Também em razão de suas propriedades anti-inflamatórias, ela ajuda a fortalecer a imunidade. Sendo assim, garante maior proteção ao corpo e reduz o risco de doenças como a gripe e resfriados.

Alergias:Na reação anafilática, reduziu todos os padrões alérgicos com resultados muito parecidos com o dexametasona.

InfecçõesRespiratórias: Para pessoas que sofrem de infecções respiratórias crônicas e tosse, um pouco de erva-botão pode ser muito útil. A natureza antibacteriana do extrato pode limpar a infecção, enquanto as qualidades expectorantes podem forçar a saída de qualquer catarro ou muco remanescente.

HIV: as wedelolactonas (principio ativo importante na erva botão) inibiram as enzimasHIV1-protease e HIV1-integrase, impedindo a ativação do vírus.

Colesterol: A erva-botão é excelente para quem deseja controlar os níveis de colesterol e triglicerídeos. Uma pesquisa realizada na Coreia revelou que esta planta conseguiu reduzir até 20% a taxa de triglicerídeos e colesterol total.  Outras pesquisas mostramque Reduziu LDL e aumentou HDL. O índice aterogênico (probabilidade de doenças cardiovasculares) reduziu 30%.

Hipertensão:reduziu 17% a pressão arterial, aumentou 34% a produção de urina e 24% a excreção de sódio. causou controle da pressão arterial em animais obesos.

Antiofídica: Pesquisa realizada UFRJindicou a proteção da degeneração muscular por veneno de cascavel. Todo processo inflamatório causado pelo veneno da cobra teveinibição e redução significativas. Povos indígenas utilizamas propriedades da erva botão contra o veneno de cobras e picadas de insetos.

Diabetes: Numa pesquisa Indiana -reduziu  em 30 dias, a glicose no sangue de 372 para 117, a hemoglobina glicada e a degradação de açúcares complexos.

Estômago:as lesões estomacais, como gastrite nervosa,  foram evitadas com uso da erva botão. Ela ainda ajuda a evitar a constipação (prisão de ventre), pois auxilia no funcionamento do intestino e na digestão, de forma geral, ajuda a evitar a inflamação do intestino e a acalmar o estômago.

Cérebro: Na isquemia, evitou a perda neurológica, reduziu a área do infarto e preservou o tecido cerebral. (AVC, isquemia cerebral)

Alzheimer: Estimulou a produção de acetilcolina e evitou o estresse oxidativo nos neurônios. potente inibidora da acetilcolinesterase,melhorando a condição neurológica de pessoas com Alzheimer.

Antidepressivo: comparada à fluoxetina e imipramina, foi quase tão eficientes.

Coração:tem efeito inibitório cardíaco, reduz a frequência cardíaca a contração e o volume de sangue na saída. Indicado para quem sofre de taquicardia, arritmia, hipertensão e Contraindicado para quem tem hipotensão ou bradicardia.

Osteoporose:A erva botão ajuda o corpo a absorver melhor o cálcio, um mineral essencial para a saúde, força e densidade dos ossos. Por isso, pode ajudar na prevenção de problemas como, por exemplo, a osteoporose. Pesquisas mostram que seus extratos estimularama formação de osteoblastos, obtendo excelentes resultados na formação de novas células ósseas.

Câncer: Estudos em células de câncer do fígado humano, demonstra significativa ação antitumoral. Em diferentes células de câncer humano apresenta ação antiproliferativa, apoptótica e antimetástas. Pesquisas comcélulas de diversos tipos de câncer humano, causou redução da migração das células, indicando efeito antimetástase e reduziu até 50% a angiogênese(formação de novos vasos sanguíneos que alimentam o tumor).

Lembrando sempre que, as informações contidas nessa coluna têm caráter informativo, portanto não são utilizadas para auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. É de extrema importância que você converse com o profissional de saúde que te acompanha sobre a possibilidade de incluir as plantas medicinais no seu tratamento e nenhum tratamento médico ou uso de medicação química deve ser interrompido ou substituído abruptamente pelo uso de plantas medicinais. Crianças, idosos e gestantes exigem cuidados e dosagens específicas sob algumas plantas. Consulte sempre um profissional da área.

As informações completas sobre as plantas, terapias e dicas importantes sobre tratamentos naturais, estarão sempre disponíveis na página da @banho.de.mato no instagram, mas você também pode me consultar no whatsapp sobre outras plantas e tratamentos naturais, ou enviar sugestões para as próximas publicações.

Gratidão e o desejo de saúde e bem estar a todos!

Banho de Mato – Um cuidado que vem da natureza

Luciana Andrea – Terapeuta Natural – 47)99997.8889

- Publicidade -
Luciana Andréa
Luciana Andréa - terapeuta em construção, apaixonada pela natureza, aprendiz do conhecimento e da vida.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -