- Publicidade -
21.4 C
Balneário Camboriú

Uma árvore com tantos benefícios que até Jesus apareceu nela…

Qualquer pessoa com alguma proximidade com a roça já tomou chá de folhas de goiabeira contra diarreia, pelo menos uma vez na vida. Esse remédio caseiro é conhecido no Brasil inteiro e não faltam goiabeiras à mão para assegurar sua utilização. Nativa das Américas do Sul e Central, tendo como provável centro de origem os cerrados da Região Norte, a espécie Psidium guajava hoje se espalha por toda parte, levada por aves e mamíferos (incluindo o homem), que muito apreciam seus frutos e largam sementes ao longo de seus caminhos. Mesmo nas cidades e até nas metrópoles, as goiabeiras estão pelos quintais, pelas praças e à margem das calçadas.

(Foto Marcia Frizo)

A goiabeira é uma árvore pequena com troncos lisos que têm grandes folhas ovais de coloração verde brilhante. As suas flores são brancas e o seu fruto é arredondado com uma coloração amarela esverdeada e polpa branca ou cor-de-rosa, dependendo da espécie. A goiabeira possui mais de 30 propriedades medicinais, em toda a planta e possui muitas outras utilidades.

Partes da planta utilizadas: raiz, tronco, folhas, frutos.

Utilidades: É uma planta indispensável em plantios mistos destinados à recomposição de áreas degradadas de preservação permanente e fornecendo alimentação abundante para a aves, animais e pra muitas espécies de peixes que também se alimentam das larvas nelas encontradas, quando plantadas na beira dos rios.
A madeira, por sua resistência e durabilidade é utilizada para utensílios rurais, usada na produção de moirões, cabos de ferramentas, cangas, lenha e carvão.

Os frutos da goiabeira são apreciados pelo homem, consumidos ao natural ou na forma de sucos, doces, compotas e geleias, como a conhecida “goiabada”, doce muito apreciado em todo o interior do país há séculos. Dela pode-se fabricar também um molho saboroso substituto do catchup, batizado de goiachup. As goiabas, muito ricas em ferro, fósforo e cálcio; vitamina C e licopeno (ambos antioxidantes), além das vitaminas A e do complexo B.

Propriedades medicinais: Suas folhas são usadas medicinalmente como antidiarreica e para combater as infecções intestinais, porque tem a capacidade de eliminar as bactérias que causam a infecção. Ainda, ela regula a pressão arterial e controla as taxas de açúcar no sangue. Como calmante e relaxante, ela é levemente depressora do Sistema Nervoso Central e tem a capacidade de aumentar o período de sono.

Em publicações do Ministério da Saúde, onde estão listadas as plantas aprovadas para fitoterapia no Sistema Único de Saúde (SUS). A recomendação oficial não menciona, porém, a atividade contra diarreia e, sim, a atividade antifúngica e antibacteriana nas afecções da boca e vagina, como candidíase, leucorreia, aftas e úlceras… Por este motivo, também, ela é excelente para bochechos e gargarejos no tratamento de inflamações da boca e da garganta, para lavar feridas infeccionadas, onde atua como cicatrizante e seu chá se mostrou um excelente antisséptico como enxaguante bucal caseiro, combatendo micro organismos e até herpes.

Um estudo publicado pela bióloga Joice de Freitas Fonseca e a cirurgiã-dentista Aline do Carmo França Botelho, ambas do Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá), de Minas Gerais, que testaram in vitro a atividade das folhas de goiabeira contra três espécies de Candida, gênero de levedura responsável pela imensa incidência de corrimentos vaginais e de infecções bucais vulgarmente chamadas de “sapinho”, mostrou que o chá das folhas de goiabeira deu conta de inibir o crescimento do fungo, inclusive com mais eficiência do que um medicamento contra micoses e candidíase de uso comercial. Ponto para as mulhes que recorrem a banhos de assento feitos com folhas de goiabeira para tratar do incômodo corrimento.

(Foto Pixabay)

A parte utilizada para o chá é o broto (olho) com as duas primeiras folhas de cada ramo.

Efeitos colaterais da goiabeira: A goiabeira quando consumida em excesso pode provocar prisão de ventre e baixar a glicemia.

Folha de goiabeira para os cabelos: evidências científicas
Ao contrário de muitas dicas caseiras sem nenhum fundamento, existem diversos estudos científicos demonstrando a eficácia e os benefícios da folha de goiabeira para os cabelos.

Um estudo realizado na cidade de São Paulo demonstrou que a folha de goiabeira tem a capacidade de acelerar em até 45% o tempo de cicatrização das feridas, Isso acontece por conta dos flavonoides e dos taninos presentes nas folhas da goiabeira, e que possuem função antioxidante, anti-inflamatória, prevenindo uma série de doenças, tanto na pele quanto no couro cabeludo.

A folha de goiabeira também possui um componente especial chamado Quercetina, que possui ação antioxidante e anti-inflamatória. Todas essas propriedades tornam o chá feito com as folhas de goiabeira muito interessante para as pessoas que sofrem com a queda de cabelo causado pela Alopécia Areata.

A Alopécia Areata é uma doença que se caracteriza por gerar falhas grandes no cabelo. Nesse caso, o próprio corpo começa a destruir o couro cabeludo, gerando um processo inflamatório. O papel da quercetina é justamente reduzir essa inflamação, melhorando o crescimento capilar e acelerando o processo de cicatrização.

Já com relação à queda de cabelo provocada pela quimioterapia (Eflúvio Anágeno), alguns estudos demonstram o efeito benéfico da folha de goiabeira para o crescimento dos cabelos, seja usado topicamente, seja tomado via oral; ajudando na recuperação e no desenvolvimento de um couro cabeludo mais saudável. Nos casos de queda provocada pelo covid (eflúvio telógeno) o chá de folhas de goiaba também têm mostrado significativo benefício.

Graças ao efeito anti-inflamatório da folha de goiabeira, ela é capaz de reduzir a descamação, a coceira e o prurido do couro cabeludo. Além disso, em pessoas que sofrem com o cabelo branco, a quercetina ainda possui a capacidade de reverter os cabelos brancos, mas apenas os fios que não se tornaram completamente brancos.

É de extrema importância que você converse com o profissional de saúde que te acompanha sobre a possibilidade de incluir as plantas medicinais no seu tratamento e nenhum tratamento médico ou uso de medicação química deve ser interrompido ou substituído abruptamente pelo uso de plantas medicinais. Crianças, idosos e gestantes exigem cuidados e dosagens específicas sob algumas plantas. Consulte sempre um profissional da área.

As informações completas sobre as plantas, terapias e dicas importantes sobre tratamentos naturais, estarão sempre disponíveis na página da @banho.de.mato no instagram, mas você também pode me consultar no whatsapp sobre outras plantas e tratamentos naturais, ou enviar sugestões para as próximas publicações. Gratidão e o desejo de saúde e bem estar a todos!

Banho de Mato – Um cuidado que vem da natureza
Luciana Andrea – Terapeuta Natural – 47)99997.8889

- Publicidade -
Luciana Andréa
Luciana Andréa - terapeuta em construção, apaixonada pela natureza, aprendiz do conhecimento e da vida.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -