- Publicidade -
- Publicidade -
18.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Univali Itajaí será sede de evento nacional pioneiro sobre autismo

Mais de 600 profissionais e estudantes, de várias regiões do país, estarão presentes no Congresso

Especialistas de todo o Brasil estarão reunidos na Universidade do Vale do Itajaí (Univali) para debater o Transtorno do Espectro Autista (TEA) sob as perspectivas da saúde e da educação. O evento, que acontece nos dias 13 e 14 de novembro, vai receber cerca de 600 profissionais, pesquisadores e estudantes de instituições de ensino de diversas regiões do Brasil. Mais de 100 trabalhos científicos serão apresentados no evento.

A programação do 1º Congresso Brasileiro sobre Transtorno do Espectro Autista: diálogos entre psicologia, saúde e educação (CBTEA) contempla debates sobre evidências científicas no contexto brasileiro e latino-americano, atualizações no diagnóstico, práticas no atendimento educacional especializado, neurodiversidade, tecnologias aplicadas na educação, protocolos de avaliação do TEA, alterações sensoriais, seletividade alimentar e direitos do autista no Sistema Único de Saúde.

Serão 24 palestrantes, dentre eles o professor da Universidade de São Paulo (USP), Francisco Baptista Assumpção Junior, e o professor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Carlo Schmidt.

- Publicidade -

O organizador do evento e professor do Programa de Mestrado Profissional em Psicologia da Univali, João Rodrigo Maciel Portes, disse que é um evento pioneiro no Brasil, pois além dos pesquisadores e profissionais com reconhecida experiência no tema, haverá também a participação de autistas e familiares. 

“Por meio de palestras e mesas-redondas vamos apresentar resultados de pesquisas e relatos de experiências de profissionais, trazendo informações atualizadas sobre o avanço da ciência em diferentes áreas do conhecimento”, afirmou.

Visões equivocadas

No Brasil, dados da Organização Mundial da Saúde sugerem a existência de dois milhões de casos de TEA. Entretanto, os especialistas consideram que este número pode ser superior. “Não temos uma estatística oficial do número de casos no Brasil. Mas, a realidade de outros países, os estudos científicos e os diagnósticos em constante crescimento mostram que o transtorno aumentou consideravelmente na última década. E é justamente os resultados destes estudos que o evento visa compartilhar. Muitas pessoas ainda têm visões equivocadas sobre a condição, o que pode levar a estereótipos e discriminação. Precisamos educar a sociedade sobre o autismo e esclarecer equívocos comuns”, complementa o professor.

O evento é organizado pelo Programa de Mestrado Profissional em Psicologia e pelo Mestrado em Saúde e Gestão do Trabalho da Univali em parceria com o Departamento de Saúde Mental da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e o Grupo Gradual de Intervenção Comportamental.

O Congresso tem o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). As inscrições já estão encerradas e a programação completa está disponível aqui.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -