- Publicidade -
- Publicidade -
27.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Valorização imobiliária de Balneário Camboriú reflete positivamente na construção civil da vizinha Camboriú

Balneário segue liderando o preço do m2 para venda no país e município vizinho avança em expansão de empregos

Os números divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) sinalizam o avanço da construção civil em Camboriú, a que mais cresceu em estoque de empregos em 2023, entre os cinco principais setores produtivos da economia. O salto em novas contratações foi de 20% em relação a 2022, passando de um estoque de 2.279 empregos para 2.738. 

Enquanto isso, a indústria cresceu 9,7%; seguida pelo setor de serviços (6,7%); comércio (4,47%); e agropecuária, que retraiu 10,4%. 

O crescimento do setor no vizinho município vem apresentando números recordes em expansão nos últimos três anos. 

- Publicidade -
(Divulgação/PMC)

Em 2020, a construção mantinha estoque de 1.571 pessoas empregadas na cidade. No comparativo com o estoque atual, o crescimento supera os 70 pontos percentuais. O estoque se refere ao número de pessoas formalmente empregadas – vínculo CLT ativos – no momento da medição.

Em saldo de vagas, ou seja, diferença entre contratados e demitidos ao longo do período, Camboriú segue em curva ascendente. O setor da construção civil fechou 2020 com saldo de 120 vagas na cidade, contra saldo de 459 vagas registradas em 2023 – crescimento de 255% em saldo de vagas de um ano para o outro.

Camboriú vem recebendo empreendimentos cada vez mais modernos e arrojados, reflexo de sua proximidade com Balneário Camboriú, aliada às belezas naturais e ao estilo de vida diferenciado que a cidade oferece, um conjunto de fatores que reflete a expansão do setor. 

O presidente do Sinduscon de Balneário Camboriú e Camboriú, empresário Carlos Haacke, disse que o crescimento da construção em Camboriú é um processo que vem se firmando há alguns anos.

“Que agora alcança ampla visibilidade, tanto pelo aumento exponencial na geração de oportunidades de trabalho quanto pela oferta de imóveis diferenciados”, colocou Haacke.

Conjunto de fatores gera valorização imobiliária em Balneário Camboriú

Preço da verticalização destacou Balneário Camboriú no mercado nacional (Divulgação/PMBC)

No ranking do preço médio de venda do metro quadrado residencial no país, Balneário Camboriú está 44,7% acima da média ponderada – calculada com base nos dados das 50 cidades monitoradas pelo Índice FipeZAP de Venda Residencial.

De acordo com o último relatório publicado no início deste mês, o preço médio do metro quadrado em Balneário Camboriú apresentou o valor de R$ 12.624,00, contra R$ 8.720,00 da média ponderada nacional.

Na condição de líder nacional em preço do metro quadrado residencial para venda, Balneário Camboriú apresenta estoque de 6.706 empregos, contra 6.357 registrados em 2022. 

- Publicidade -

No comparativo com 2020, ou seja, nos últimos três anos, o setor deu um salto em contratações na cidade. Passou de um estoque de 4.890 empregados formalmente para 6.706, aumento de 37%.

O presidente do Sinduscon disse que estes números devem ser avaliados considerando o conjunto do que o nosso litoral oferece. 

“Atribuímos o crescimento da construção civil ao padrão diferenciado da nossa indústria, aliado a importantes fatores decisivos na compra de um imóvel, tais como a segurança em nossas cidades, as opções de lazer, a qualidade da saúde e da educação, as belezas naturais e a localização geográfica privilegiada, pois estamos em um importante eixo de negócios, servidos por porto, aeroportos internacionais e malha rodoviária duplicada. Estas questões formam um conjunto de atrativos que colabora com o aumento constante da procura por nossos empreendimentos e, por consequência, com a valorização imobiliária”, enfatizou Haacke.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -