- Publicidade -
- Publicidade -
26.7 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Por que a Euro tem qualidade melhor que a Copa América?

Os meses de junho e julho trouxeram um clima de pré-Copa do Mundo com a Euro e a Copa América rolando ao mesmo tempo e, assim, boa parte das melhores seleções do mundo atuando. Entretanto, se os jogos na Europa estão conquistando os brasileiros, a Copa América está morna. Isso pode ser provado pela audiência, com o Sportv, emissora que transmite todos os jogos do Europeu de seleções tendo mais público até que canais da TV aberta e que a ESPN/Fox Sports, que transmite os jogos do torneio da Conmebol.

A verdade é que diferentes fatores podem explicar essa diferença na preferência do telespectador.

Melhor qualidade de jogo

Lionel Messi e Neymar jogam a Copa América. Mas é inegável que a quantidade de bons jogadores nas seleções europeias é maior que nas seleções sul-americanas e não é fruto do acaso que os vencedores das Copas de 2006, 2010, 2014 e 2018 foram seleções europeias.

- Publicidade -

O Brasil, mesmo com imensa maioria de jogadores que atuam na Europa e atropelando rivais no continente sul-americano, não consegue mais bater as potências europeias. A desclassificação para a Bélgica nas quartas de final da Copa da Rússia, em 2018, é prova disso, e não precisamos lembrar o que aconteceu em 2014.

A Copa América ainda reserva algumas coisas interessantes, como a eterna busca de Messi por um título ou o bom desempenho de times como o Peru em 2019 (chegou na final) ou até ficar de olho no Paraguai nesta edição. Apostar na Copa América, especialmente jogo a jogo e mercados como o artilheiro da competição, é algo que pode render grandes emoções.

Estrutura, organização e torcida

A Copa América de 2021 está sendo disputada no Brasil depois que Argentina e Colômbia desistiram de ser sede por causa da pandemia e revoltas populares, respectivamente. O Brasil aceitou ser sede mesmo tendo sido gravemente afetado pela pandemia (tem o segundo maior número de mortes), tendo uma vacinação lenta em termos proporcionais e quantidade de infectados e mortos diários ainda enorme.

Mesmo com cuidados especiais e os jogos sendo realizados sem público, já foram registrados 190 casos de covid-19 até 26 de junho, transformando a disputa de jogos em algo até absurdo. Ainda mais porque é a quarta Copa América em seis anos e não há torcida nos estádios. A Argentina preferiu ficar no seu país, embarcar para os jogos e voltar logo depois, criando situações como sair de Buenos Aires com 10 graus e chegar em Cuiabá com termômetros acima de 30.

Para colocar a cereja no bolo, os gramados da competição estão em estado lastimável, derrubando ainda mais o produto. Até o treinador Tite chegou perto de admitir isso, falando que não reclamaria de forma clara para não ser multado.

E a comparação diária não é fácil. Apesar da pandemia ainda preocupar os países europeus, os números não chegam nem perto do Brasil e isso possibilitou a presença de público nos estádios, o que dá outro clima para os jogos. A Inglaterra ter batido sua algoz histórica, Alemanha, no estádio de Wembley com torcida na arquibancada, traz um significado extra.

Não é para ser assim

A Copa América tem mais de 100 anos, enquanto a Euro está completando 61 anos em 2021. A competição sul-americana tem o maior campeão mundial, o jogador mais vezes eleito melhor do mundo e uma seleção duas vezes campeã mundial e com talentos globais. Mas Brasil, Argentina e Uruguai não são capazes de segurar uma competição que está se repetindo quase todo ano e causando desinteresse por ela.

- Publicidade -

A tentativa atual é igualar o calendário com o da Eurocopa para assim ser disputada de quatro em quatro anos, entre as Copas do Mundo. Mas confiar na Conmebol não é fácil.

A pergunta que fica é se será possível criar uma competição organizada, que consiga chamar a atenção e ter visibilidade pelas razões certas, e aproveite o melhor do futebol sul-americano, que tem talento de sobra e pode ser jogado com melhor qualidade.

Com a palavra, os comandantes do futebol sulamericano.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -