- Publicidade -
- Publicidade -
22.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

TJSC visitou a Vila Fortaleza, em Balneário Camboriú, nesta sexta-feira

Uma comitiva do Tribunal de Justiça de Santa Catarina visitou a área de invasão localizada em Balneário Camboriú, na manhã desta sexta-feira (15). O local é considerado hoje o principal problema urbanístico, social e ambiental de Balneário Camboriú. Ali vivem mais de 300 famílias. 

O Página noticiou recentemente que a Associação de Moradores vem discutindo com a prefeitura e com o dono do terreno para resolver a situação do local (saiba mais aqui).

Participaram da visita o TJSC, a Defensoria Pública, o Instituto do Meio Ambiente de SC (IMA-SC), o Conselho Estadual de Direitos Humanos, o prefeito em exercício, David Fernandes ‘LaBarrica’ e alguns vereadores, incluindo Juliana Pavan.

- Publicidade -
(Divulgação/Associação de Moradores Vila Fortaleza)

Juliana conversou com o jornal e disse que a comitiva contou com a participação do Desembargador João Eduardo de Nadal. 

“O desembargador caminhou por todos os locais ali. A comunidade esteve junto, lado a lado, e ele atentamente conversando com todos e observando todas as situações de falta de saneamento, estruturas comprometidas. A Câmara vem acompanhando o caso e buscando também uma resolutiva. Agora está nas mãos do prefeito assinar esse acordo e resolver a questão. Precisamos encontrar uma solução conciliada para essas famílias”, disse.

Na quinta (14) aconteceu uma audiência no Fórum, com o Ministério Público, com a Juíza Dra. Adriana Lisbôa, onde também participou a Associação de Moradores da Vila Fortaleza, e todos os interessados em resolver a situação e regularizar o local, com o objetivo de que a prefeitura possa futuramente levar estrutura aos moradores.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -