- Publicidade -
- Publicidade -
23.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Casa do Autista de Balneário Camboriú deverá ser inaugurada em maio

O Dia Mundial de Conscientização do Autismo é lembrado nesta terça-feira (2) e o ‘presente’ de Balneário Camboriú virá em maio, quando será inaugurada a Casa do Autista, que era para ser a Casa da Criança, no Bairro dos Municípios, nas proximidades da Casa da Sogra e do Núcleo de Atenção ao Idoso (NAI). Hoje, quem realiza o atendimento gratuito em Balneário é a AMA Litoral, e a Casa deverá ser mais um apoio.

Jardim Sensorial será o destaque

Jardim Sensorial em espaço de 1800m2 (Divulgação)

A secretária de Inclusão Social de Balneário Camboriú, Christina Barichello, salienta que para lembrar o Dia do Autismo acontecem conversas e programação através do programa de Proteção Global, como no Papo de Criança, mas que ‘o maior presente’ vai ser mesmo a inauguração da Casa do Autista, que atrasou por causa das chuvas. 

“A ideia era inaugurar em abril, mas vamos abrir em maio. A Casa do Autista vai contar com o maior Jardim Sensorial, já foi inscrita no Guinness – terão equipamentos apropriados tanto para autismo quanto para outras deficiências, equipamentos que despertam sensorialidade, em um espaço de 1.800 metros quadrados, que vai ter mini cidade, casa na árvore, horta…”, diz.

Saiba mais sobre o espaço

Segundo Christina, a Casa será dividida em salas temáticas, com temas como o filme Toy Story, Lego e dinossauros. 

“Será um complexo de psicomotricidade, para trabalhar o movimento no autismo, com espaço de gastronomia integrativa – onde ensinaremos tipos de alimentação, por exemplo, comidas sem glúten e sem lactose – o que diminui as crises no autismo. Contaremos com equipe multidisciplinar como neurologista, psicóloga, terapeuta ocupacional e assistente social. A Casa atenderá no contraturno escolar, para as crianças serem atendidas após as aulas e se sentirem mais incluídas – vai ter reforço escolar também e polo de altas habilidades, pois muitos autistas focam em temas como matemática, línguas e jogos, e queremos fazer com que possam se elevar nesse sentido”, pontua.

- Publicidade -

Inscrições ainda não abriram

As inscrições para os autistas participarem da Casa do Autista ainda não foram abertas. A Secretaria de Inclusão Social pretende utilizar a lista da Secretaria de Saúde, mas será feita reavaliação e consulta com cada autista. 

“Vamos atender crianças com nível 1 e 2 de autismo, dos três aos 12 anos. Há demanda reprimida, até fevereiro eram 258 pessoas na fila, mas vamos fazer toda a reavaliação para ver quais crianças se encaixam nesse suporte que vamos dar. É um projeto que há dois anos vem sendo construído e acredito que vai ficar maravilhoso”, completa.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -