- Publicidade -
21.7 C
Balneário Camboriú

Balneário Camboriú: ações em terra para reduzir o lixo que chega no mar

O festejado selo ‘Município Lixo Fora D’Água’ que Balneário Camboriú recebeu esta semana por suas ações em prol da ‘saúde’ de seus mares [relembre aqui] é um pequeno sinal do muito que ainda precisa ser feito. Ele simboliza um conjunto de ações que juntas tem o propósito de melhorar a saúde do mar e Balneário Camboriú saiu na frente, foi a primeira cidade do país premiada com o selo. 

A secretária do Meio Ambiente, Maria Heloísa Lenzi destacou alguns trabalhos em andamento, que vem rendendo frutos, entre eles o ReciclaBC, considerado um sucesso e a Bandeira Azul [nas praias Estaleiro e Estaleirinho] pelo quarto ano consecutivo. 

Maria Heloísa (Renata Rutes)

ReciclaBC 

Ecoponto na Higino Pio (Renata Rutes)
Uma das Cooperativas (Veg Reciclados) que integra o ReciclaBC (Divulgação)

Segundo Heloísa, Balneário Camboriú avançou muito na gestão de resíduos sólidos com o programa ReciclaBC, o qual foi definido por ela como um ‘sucesso’, porque amplia a coleta de resíduos e oferta à população diferenciais que antes o município não tinha. 

“Hoje temos os Pontos de ntrega Voluntária (PEV), que recebem tanto resíduos volumosos quanto eletroeletrônicos; temos também os Ecopontos que recebem os recicláveis e resíduos perigosos como lâmpadas, baterias e pilhas; e estamos planejando ações complementares, que vamos desenvolver de agora em diante, uma delas é o estudo dos costões, de onde eles vêm, a Univali está iniciando o estudo, já fizeram uma saída piloto, encontraram calota de carro!”, conta. 

Um dos PEVs da cidade fica anexo à Secretaria de Obras, na Avenida Santa Catarina, nº 801, bairro dos Estados; já Ecopontos há vários, tanto em entidades (como na Acibalc e na UniAvan) e também os do ReciclaBC: na praça da Barra, na Terceira Avenida altura da rua 2870, na Praça Higino Pio e na Avenida Palestina esquina com rua Paraguai). 

Aplicativo ReciclaBC será lançado  

Uma das principais novidades é o aplicativo Recicla BC, que deverá ser lançado até o final do ano. Através dele, a comunidade saberá a hora que o caminhão passará em frente de casa, sem colocar o lixo antes da hora, evitando que moradores de rua e animais o ‘revirem’, assim protegendo o mar e também os rios, já que quando chove o resíduo é levado. 

“Daqui dois meses e meio, ele vai estar pronto. A maior dificuldade é o mapeamento do caminhão, mas estamos conseguindo fazer. Quando você evita que o resíduo chegue na drenagem pluvial, você evita que ele chegue no oceano. Por exemplo, até o resíduo lá de Rio do Sul, vai chegar no oceano de uma forma ou de outra. Nós temos uma excelente limpeza urbana que dá conta de retirar os resíduos das ruas, mas a população precisa colaborar”, explica. 

A secretária salienta que se o morador deixar o resíduo na rua, alguém pode mexer nele, e assim com o app o lixo será recolhido na mesma hora em que for levado para a rua. 

“Tudo isso culmina com as ações que vão evitar que o resíduo chegue aos oceanos. São ações compartilhadas, que se fundem na grande ação que é a gestão de resíduos da forma correta. É óbvio que existe resíduo chegando aos rios e oceanos, mas estamos trabalhando para diminuir cada vez mais. Estamos à frente de muitos municípios, mas é o trabalho diário, a participação da população nas ações que a gestão pública oferta que vai fazer com que a gente mude esse cenário a nível mundial, porque não é um problema exclusivo da cidade”, salienta. 

O app também conterá informações como locais de Ecopontos, a comunidade poderá tirar dúvidas e saber como descartar os resíduos da forma correta. 

Outras ações 

A cidade também terá neste verão o programa Praia Limpa, que leva conscientização ambiental diretamente aos turistas e moradores que estão na praia central, bem como o Bandeira Azul pelo quarto ano consecutivo, nas praias Estaleiro e Estaleirinho e também na Tedesco Marina. A Bandeira é uma certificação internacional para praias e marinas que cumprem um conjunto de requisitos de qualidade ambiental, segurança, bem-estar, infraestruturas de apoio, informação aos visitantes e sensibilização ambiental. 

Balneário Camboriú certificada com a Bandeira Azul pelo quarto ano (Divulgação/PMBC)

Família Schurmann divulgará Balneário 

ndo ações de BC (Divulgação/PMBC)

Foram estas ações ambientais que chamaram a atenção da Família Schurmann, que no domingo (29) parte do Terminal Portuário Atracadouro Barra Sul para mais uma de suas expedições, a ‘Voz dos Oceanos’, que terá duração de dois anos e 60 paradas. 

“O resultado do plano de governo do prefeito Fabrício Oliveira, que era ‘Balneário Camboriú de Águas Limpas’ que chamou a atenção. São várias ações, secretarias e atores envolvidos nesse processo, a EMASA com o saneamento básico [a cidade é quase 100% saneada], a SEMAM e Obras com a gestão de resíduos. Quando nós temos a união dessas atividades, com suporte de outras secretarias, como Educação, nós conseguimos fazer com que aquilo que chega à população possa ser visto e reconhecido. A Família Schurmann procurou Balneário por suas ações, conheceram o nosso Circuito de Resíduos, que será incluído nos documentários deles, mostrando como Balneário Camboriú está preocupada com essa gestão e, obviamente, com o meio-ambiente”, acrescenta.

.

Texto: Renata Rutes


- Publicidade -
- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -