- Publicidade -
15 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Inova BC e polo tecnológico: Balneário Camboriú trabalha para incentivar o empreendedorismo local

A prefeitura de Balneário Camboriú já vem há algum tempo buscando incentivar o empreendedorismo da cidade, além de atrair empresas de fora para se instalarem aqui, através do Inova BC. 

Um sonho – até então distante – é o polo tecnológico que futuramente tende a ser no Bairro Nova Esperança, inclusive citado no Masterplan desenvolvido pelo Escritório de Jaime Lerner, que será a base das alterações no Plano Diretor da cidade ( relembre aqui ).

.

Maria Pissaia no lançamento do Inova BC (foto PMBC)

A presidente da BC Investimentos é a empresária Maria Pissaia, que já presidiu a Associação Empresarial da cidade (Acibalc). 

Ela conversou com o jornal e relembrou que em 2021 lançaram o Inova BC, que é lei aprovada pelo Legislativo, com o objetivo de estimular o desenvolvimento econômico de Balneário e atrair novas empresas da área de tecnologia para o município. 

“Como forma de atrativo lançamos um marco legal, que foi a criação do Inova BC, que é o programa de incentivo e atração com três eixos – incentivo fiscal, econômico e subprogramas. Vejo com muito bons olhos o empreendedorismo, percebo que há muitos profissionais com potencial gigantesco de empreender e às vezes por falta de incentivo na empresa acabam não empreendendo. É muito mais do que um sonho, empreender acaba sendo um projeto onde você consegue colocar toda a sua capacidade, visão de negócios, valores e crenças, e é um negócio seu”, explica.

Ela afirma que é uma ‘grande incentivadora’ do empreendedorismo, tendo em vista que empreendeu com o Grupo Preze, em sociedade com a primeira dama, Mozara Paris, e que foi vendido no fim de 2020. 

“Você consegue se autoconhecer e saber da sua capacidade de realização, de gerir um negócio próprio”, diz.

Redução da alíquota do ISS em 2%

Cripto Sports, plataforma NFT de esportes a qual Romário é sócio, integra o Inova BC (foto Renata Rutes)

No incentivo fiscal e econômico, a prefeitura reduziu a alíquota do ISS em 2% para empresas de tecnologia de informação, para incentivar que tirem ideias inovadoras do papel e assim sejam beneficiadas com o benefício fiscal, promovendo a criação de novas empresas em Balneário e atrair empresas de outras cidades pela redução do ISS. 

“A empresa chega na cidade, tem faturamento x, e vai poder postergar 70% do ISS devido com a condição de investir 25% desse ISS postergado em projetos de educação voltado para o empreendedorismo e inovação. A gente estimula empresas a prepararem mão de obra da inovação”, diz.

Edital de projetos para empresas investirem

Futuros Disruptivos foi lançado recentemente e tende a levar empreendedorismo para crianças e jovens (foto PMBC)

Para ajudar as empresas, a BC Investimentos estará lançando em breve um edital de projetos – que está sendo finalizado. 

“Com esse edital teremos um banco de projetos voltados para a área da educação. Poderá se inscrever qualquer empresa, pública ou privada, ONGs, universidades, que tenham projetos voltados para jovens e adolescentes. Será um edital bem amplo e aí quem vai postergar ISS vai escolher um projeto dentro desse hall para investir”, salienta.

Dentro desses subprogramas, um deles é o estímulo da atração do 5G para Balneário. 

“Já tivemos a presença da OI no nosso evento de lançamento, enviamos para a Câmara a regulamentação de antenas, porque precisamos ter um ambiente legislativo favorável, a lei foi protocolada na terça-feira (8) na Câmara, para regulamentar a implantação de antenas, para que empresas tenham um amparo legal para vir para Balneário”, acrescenta.

A BC Investimentos também procura estimular a educação empreendedora através de parceria com Credifoz, Secretaria de Educação, Acibalc e Univali. 

“É o projeto ‘Futuros disruptivos’, que busca levar no contraturno o pensamento inovador ( relembre aqui ). Temos projeto de continuidade para crianças de 9 a 14 anos começarem a ser estimuladas nesse sentido. Outro subprojeto é voltado para a terceira idade, que chamamos de Geração Prateada, queremos incluí-los para eles terem uma habilidade um pouco maior com a tecnologia, para que se sintam inseridos nesse mundo que não tem mais volta”, diz.

BC Talks

BC Talks cria network entre empreendedores locais e de outras cidades e estados (foto PMBC)

Maria comenta ainda que em fevereiro iniciaram uma série de eventos, o BC Talks, que visa conectar o ecossistema local com empresas maiores, tanto de Balneário quanto de outras cidades, que queiram empreender em projetos de inovação.

“O primeiro tratou de mobilidade, trouxemos empresas de São Paulo que trabalham com micromobilidade e empresas de Balneário para que apresentassem seus projetos, a AMFRI também participou apresentando o projeto de mobilidade que contempla toda a região. Agora em março vamos fazer diferente – queremos que empresas daqui falem – startups que nasceram em Balneário, para conhecermos o ecossistema de BC e região; vamos chamar o Polotec, a Costa Valley e outras comunidades de inovação da região”, pontua.

Polo tecnológico

Nova Esperança será no futuro polo tecnológico (foto PMBC)

Outro projeto é o de estimular empreendedores a virem para Balneário ajudar no desenvolvimento do polo de tecnologia, a ser implantado no Bairro Nova Esperança, na região do Centro de Eventos Júlio Tedesco. 

“Temos que atrair investidores e apresentar áreas, que já foram mapeadas com base no projeto do Jaime Lerner. Já apresentamos para empresas de São Paulo, iniciamos as conversas com proprietários das áreas. A BC Investimentos está fazendo essa ponte e buscando outros locais que possam ser aptos. Essa parte do polo tecnológico e distrito de inovação estamos mapeando e discutindo áreas. À medida que formos evoluindo, vamos lançando informação”, afirma.

O Masterplan de Jaime Lerner, que será a base das alterações no Plano Diretor, contempla o polo tecnológico (foto Escritório Jaime Lerner)

Maria salienta que o polo tecnológico é um projeto de ‘montantes consideráveis’ e que não é apenas construir a estrutura e sim pensar na gestão e no entorno. 

“Mas é um foco da BC Investimentos, sim. Somos o link de conexão entre investidores e Balneário, uma empresa da Inglaterra esteve aqui nesta semana. Eles têm sede na Europa e na Ásia, e viram em Balneário um grande potencial para investimento, foi uma visita técnica com a prefeitura para conhecerem a cidade, índices de desenvolvimento, e eles ficaram impressionados. Estão nos sondando para instalar em Balneário o polo deles no Brasil, estamos no radar deles”, comenta, citando que depois que lançaram o Inova BC tiveram muitas visitas de empresas de SP, RJ, PR e de outros países. “Toda semana fazemos atendimento de empresas que querem conhecer o Inova BC, foi um atrativo muito grande e importante para a vinda de empresas da área da tecnologia”, explica.


- Publicidade -
- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: