- Publicidade -
24.2 C
Balneário Camboriú

Terapias alternativas que podem ajudar a insônia: yoga, plantas medicinais e massagem relaxante

Além da psicoterapia e da medicação, há soluções alternativas para a melhora nos quadros de insônia – como yoga e meditação, uso de plantas medicinais e massagens relaxantes. O Página 3 ouviu três especialistas nesses assuntos que compartilham suas vivências. Confira.

Carolina Sicchierolli

É fisioterapeuta e faz massagens relaxantes

(foto Arquivo pessoal)

“Em relação à minha visão pessoal, vejo que a pandemia ‘favoreceu’ as pessoas a olharem mais para as coisas importantes, para dentro de si e seu entorno, até mesmo para a própria família. Lembro que no início da pandemia soube de pessoas que tiveram alterações emocionais pelo simples fato de precisarem estar em contato com a família 24h (risos), uma coisa que para elas não era comum. 

Agora que tudo está se encaminhando para a normalidade, as pessoas estão tendo um outro tipo de contato com o emocional, que é o que rege a nossa saúde, essa valorização; mas o estilo de vida que temos hoje não favorece em nada isso, a maioria das pessoas está desconectada de seu eu interior e das pessoas próximas. 

O tempo todo a cabeça funciona pensando no externo, no material, na produção, no financeiro; o trabalho é interpretado dessa forma, que é para ganhar dinheiro. 

As pessoas já não têm mais uma ocupação que poderia ser voltada para o lazer ou para si próprio, sem precisar contratar pessoas para fazer o que você precisa. A massagem em si induzirá, sob a insônia, ansiedade, pensamento acelerado, essa emoção de precisar sempre de mais tempo, a relaxar. 

Uso de estímulos, olfato, músicas agradáveis e tranquilas, o toque – que faz com que o organismo secrete substâncias hormonais do relaxamento e prazer como serotonina e endorfina; esse seria o grande benefício, relaxar tanto física quanto mentalmente, e assim a pessoa traz para a sua vida um ritmo mais ordenado, já que o nosso organismo é uma grande orquestra e conseguimos ‘afinar’, procurando um bem-estar completo”.


Luciana Andréa de Jesus

Trabalha com terapias complementares e tratamentos naturais com plantas medicinais

(foto Arquivo pessoal)

“Tenho atendido vários casos de ansiedade e depressão, que estão bastante relacionados à insônia, além dos maus hábitos que afetam o sono, como falta de exercícios. O tratamento não é só com as plantas, envolve mudança de hábitos; uma técnica que recomendo muito é a higiene do sono, onde tem toda uma mudança de hábito, uma preparação para dormir – desconectar de redes sociais e TV, criar todo um ambiente propício e confortável. 

Plantas que ajudam na questão do sono, como semente de coentro (trituradas para 1 xícara de água, ferver por 2 minutos, cobrir e deixar descansar 5 minutos, coar e beber morno), que é muito boa, folhas de maracujá, erva-cidreira, melissa, mulungu ou valeriana, além ainda de colônia, flores de lírio do brejo e folhas de goiaba. Para folhas e flores a quantidade é sempre uma colher de sobremesa de planta seca ou uma colher de sopa de planta verde, para uma xícara de água (preparado por infusão)”.


Rô Pacheco

Professora de yoga e fundadora da Yoga Spanda

(foto Yoga Spanda) 

“A forma como a nossa mente se comporta vai ditar como é a nossa vida, então é óbvio que se o estado mental da pessoa é tenso, agitado e estressado, o que ele vai levar para a cama quando for dormir? A mente dele vai estar assim, e se vai para a cama, lógico que vai interferir na qualidade do sono. Mesmo que a pessoa consiga dormir, vai dizer que acordou cansada. 

A nossa qualidade de vida tem a ver com o nosso estado mental. A proposta do yoga, como prática, vai envolver os exercícios, que chamamos de asana (as posturas). Há uma série de solturas de articulação, a técnica de respiração yogi [as longas e profundas são muito calmantes, de baixo para cima, contando o tempo, deixando-a mais suave], técnicas de relaxamento. 

O objetivo geral do yoga é fazer com que esse estado mental do indivíduo se torne um estado mental mais equilibrado. Sempre falo que a vida não vai deixar de ter desafios porque estamos em um caminho de autoconhecimento, em uma busca de qualidade de vida ou desenvolvimento espiritual, todos estamos lidando com situações exigentes diariamente e o estresse faz parte disso. 

Dependendo do seu estado mental, esse desgaste pode ser ainda maior ou menor, e o yoga busca tranquilizar esse estado mental, não deixando apático. Ninguém está imune às situações negativas, vivemos diversos momentos, e temos que ficar com o que fortalece o nosso equilíbrio”.


- Publicidade -
- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -