- Publicidade -
- Publicidade -
21.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Governo federal amplia capacidade de aeroportos do interior do RS e SC para atender até 116 voos semanais

O governo Lula (PT) anunciou nesta quinta-feira (9) a ampliação da capacidade de sete aeroportos regionais do interior do Rio Grande do Sul e dois de Santa Catarina para que até 116 voos comerciais sejam realizados semanalmente para o estado.

Segundo o ministro Silvio Costa Filho (Portos e Aeroportos), a malha aérea poderá transportar até 20 mil passageiros por semana, com a disponibilização de mais 13 mil assentos.

As medidas fazem parte de um plano emergencial para restabelecer viagens ao estado como alternativa ao aeroporto de Porto Alegre, fechado por tempo indeterminado em razão do alagamento no local.

- Publicidade -

O aeroporto de Salgado Filho, em Porto Alegre, transportava cerca de 100 mil passageiros por semana.

“Estamos tendo uma visão regionalizada para a aviação do estado. A gente sai de 7.000 passageiros para 17 mil no interior do Rio Grande do Sul e mais 3.000 em Santa Catarina”, afirmou o ministro.

Costa Filho diz que se trata de uma primeira parte do plano e que o número de passageiros pode ser ampliado com o tempo.

Segundo ele, a situação no aeroporto de Porto Alegre ainda é “delicada”, com a água chegando a 2,5 metros.

“A gente espera que a água baixe para, a partir dai, a Fraport fazer avaliação de todos os danos causados, o impacto que vai ter na pista, na área de terminais para saber a situação e os investimentos que devem ser feitos”, disse.

A base aérea de Canoas (RS), que será transformada em aeroporto, será a mais usada no período. O local terá a capacidade ampliada para 5 voos diários e mais 35 semanais.

De acordo com o ministro, caberá à Fraport, concessionária do aeroporto de Porto Alegre equipar a base de Canoas, o que ainda não tem prazo definido.

Serão ampliados também outros seis aeroportos regionais para voos comerciais no Rio Grande do Sul: Caxias do Sul, Santo Ângelo, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria e Uruguaiana.

Saguão do Airport Floripa (Foto Fab DIniz)

Além disso, as capacidades dos aeroportos de Florianópolis e Jaguaruna, em Santa Catarina serão alargadas.

- Publicidade -

Segundo o ministro, as passagens serão disponibilizadas a partir desta sexta (10). As origens dos voos serão informadas pelas próprias companhias aéreas.

“As companhias estão alimentando o sistema de vendas. Essas seis bases já têm voos e estão ampliando a oferta nessas novas frequências alimentadas”, disse Jurema Monteiro, presidente da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas).

“A partir de amanhã os voos já estarão disponíveis do interior do estado para que as passagens possam ser compradas. Estamos esperando a Frapol fazer operações logísticas para usarmos o de Canoas”, afirmou o ministro.

Como mostrou a Folha, a abertura da base se dará em três fases.

A primeira, com início nesta quarta-feira (8), será uma parceira da FAB com a Azul Linhas Aéreas para o envio de mantimentos arrecadados pela empresa. “O voo vai partir do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, que é o ponto focal dos insumos recebidos em mais de 500 postos de arrecadação organizados pela companhia, somando aeroportos, lojas da Azul Viagens e Azul Cargo”, disse a Aeronáutica, em nota.

O avião vai passar pela Base Aérea de São Paulo, em Guarulhos, para pegar mais doações antes de partir para Canoas, com previsão de chegada às 15h10.

A segunda fase da operação começa na quinta-feira (9) com a participação de quatro companhias aéreas realizando voos humanitários, para envio de mantimentos e doações para as vítimas dos temporais no Rio Grande do Sul.

Serão cinco voos comerciais, com aterrissagens a cada duas horas, das 7h às 15h.

A terceira e última fase envolve o transporte de cidadãos gaúchos que se encontram fora do estado e de turistas que ficaram presos no Rio Grande do Sul.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -