- Publicidade -
- Publicidade -
26.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Iemanjá será celebrada com festa e caminhada, em Balneário Camboriú e Itajaí

Organizadores esperam mais de quatro mil pessoas no Pontal Norte da Praia Central, nesta quinta-feira, 1

A Rainha dos Mares, Iemanjá, é homenageada nesta semana pelos fiéis. O dia dela é sexta (2), mas a tradicional festa de Iemanjá de Balneário Camboriú acontece na quinta-feira (1), na Praia Central da cidade.Na sexta (2) será a 9ª Caminhada de Iemanjá da Praia de Cabeçudas, em Itajaí, a partir das 17h30.

Festa no Pontal Norte

A 26a edição da Festa de Iemanjá de Balneário Camboriú, organizada pelo templo de Umbanda Reino de Juna Bomy, inicia às 20h, no Pontal Norte, próximo a Roda Gigante. 

O evento é realizado em Balneário Camboriú desde 1995.

- Publicidade -

Mestre Marne, diretor Espiritual do Reino de Juna Bomy, conta que inicialmente quem fazia a festa era o pai de santo Luiz de Oxalá, que depois se mudou para Itajaí e passou a festa para ele organizar. 

“Já fazem 29 anos, mas com uma interrupção – no ano da pandemia nós não fizemos, então são 28 festas. No ano passado, em 2023, participaram quatro mil pessoas em torno de uns 100 terreiros de Umbanda que vieram de diversas partes de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, principalmente. Eu acho que este ano estou esperando mais gente, só que o problema de todos nós é que a festa é numa quinta-feira”, diz.

Iemanjá e Nossa Senhora dos Navegantes

(Foto S2 Estúdio Criativo)

A festa é realizada na quinta-feira porque há um ‘acordo de cavalheiros’ entre o Conselho Nacional Deliberativo de Umbanda (CONDU), do qual o Mestre Marne faz parte e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), porque antigamente a festa de Iemanjá era comemorada dentro do sincretismo (reunião de doutrinas diferentes).

Iemanjá dentro do sincretismo é Nossa Senhora dos Navegantes e em algumas cidades litorâneas é realizada a festa de Nossa Senhora dos Navegantes e ‘uma atrapalhava a outra’ (a Umbanda possui os atabaques, os tambores, e Nossa Senhora dos Navegantes os cânticos). 

“Assinamos um compromisso de não fazer mais no dia 2 durante o dia – alguns ainda fazem, mas eu não faço porque como eu estava presente, fui um dos representantes que assinei este compromisso, faço no dia 1º de fevereiro à noite. As grandes festas da Umbanda, da Praia do Cassino, Praia da Boa Viagem, e em Santos, são feitas do dia 1º para 2 de fevereiro, que é Dia de Nossa Senhora dos Navegantes, que é para não incomodar o outro, sem atrapalhar”, acrescenta.

Só flores

Haverá um momento na festa em que serão abertas as cordas e o público poderá entrar para colocar as oferendas no barco – serão aceitas somente flores e rosas, sem embalagem. 

O barco será levado para o alto mar pelo Corpo de Bombeiros, instituição parceira do evento desde 1995.

- Publicidade -

Limpeza da praia pós-evento

O Reino de Juna Bomy conta com uma equipe de 50 pessoas que são responsáveis, voluntariamente, pela organização da festa.  Esta equipe faz o possível para recolher tudo que fica na areia após o evento e sempre pede a colaboração de todos para que não levem bijuterias, joias, espelhos, bebidas, alimentos ou qualquer objeto que acabe sujando a praia.

Vakinha

Em 2024, a prefeitura de Balneário Camboriú, através de uma lei, deixou de colaborar com a instalação do equipamento de som, cujo valor é em torno de R$ 7 mil. Por isso, a organização da Festa de Iemanjá está fazendo uma Vakinha para pagar o aluguel do som (clique aqui).

Caminhada em Cabeçudas

(Foto PMI)

Na sexta-feira (2) acontecerá na Praia de Cabeçudas, em Itajaí, a 9ª Caminhada de Iemanjá, evento idealizado e realizado pelo Produtor Cultural e pai de santo André Trindade, dirigente espiritual do Templo de Ogum Beira Mar, localizado há mais de 10 anos no Bairro de Cabeçudas.

Este evento ocorre há oito anos e já se tornou tradição entre muitos moradores do Bairro de Cabeçudas, devotos e simpatizantes da cultura afro brasileira que esperam na frente das suas casas a imagem de Iemanjá com seu cortejo, todos com rosas brancas na mão, presentes, e alguns vestidos de branco para seguirem juntos em caminhada até a beira mar em louvação e agradecimento à esta divindade.

Segundo a organização da Caminhada, assim como em diversas cidades do Brasil, Itajaí está a caminho de tornar-se referência em Santa Catarina com a Caminhada de Iemanjá da Praia de Cabeçudas, que a cada ano cresce mais e reúne pessoas de diversas localidades e credos.

(Foto PMI)

Esse ano de 2024, a Caminhada continua com foco em combater a intolerância religiosa. 

O evento terá início às 17h30, na sede do Templo de Ogum Beira Mar, localizado na Rua Tereza Francisca Pereira,289, Cabeçudas, com a live de Juliana de Passos, influencer do Canal Macumbaria, de São José. 

A live será transmitida pelo YouTube (clique aqui para acessar o canal).

Às 19h inicia o cortejo que sai do Templo de Ogum Beira Mar e segue até o Pontal Norte da Praia de Cabeçudas, onde os devotos poderão levar seus presentes e pedidos, receber o Axé e o patuá de Mãe Iemanjá, de forma ordenada. 

O evento contará com diversas apresentações culturais voltados para a cultura afro brasileira, dentre elas o Grupo AFro Axé Odoya, que nasceu no ano de 2023 na “Caminhada de Iemanjá”, a apresentação artística da Dança dos Orixás e Curimba do Templo de Ogum Beira Mar, Maracatu Nova Lua de Balneário Camboriú e performances teatrais. 

A entrega do barco está programada para às 21h30. A programação está sujeita a alteração de horários.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -