- Publicidade -
- Publicidade -
18.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Projeto com ações artísticas e ecológicas em Bombinhas e Balneário Camboriú

Inscrições para as oficinas gratuitas de compostagem e movimento estão abertas

O projeto “Composteira”, iniciativa do coletivo Núcleo Corpóreo, promoverá em agosto uma série de ações que unem arte, dança e sustentabilidade. 

O grupo vai estrear um doc-performance presencialmente nas cidades de Balneário Camboriú e Bombinhas. Também serão realizadas exposições sobre o processo criativo do projeto, que explora a relação entre a dança e as questões ambientais, e oficinas sobre Compostagem e Movimento como contrapartida. 

- Publicidade -

Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público.

Ações dias 13 e 20 

No dia 13 de agosto será no Museu Comunitário Engenho do Sertão, em Bombinhas, e no dia 20 de agosto na Biblioteca Pública Municipal Machado de Assis, em Balneário Camboriú. 

As ações iniciam às 13h, em ambas as cidades, com a oficina de Compostagem, que irá abordar de forma educativa e prática o que é a compostagem e como ela pode ser realizada. O evento é destinado à comunidade em geral, incluindo adultos e crianças.

Oficina de Movimento 

Às 15h, acontecerá a oficina de Movimento. O encontro tem como público-alvo dançarinos e artistas, bem como a população interessada no tema. Serão abordados conteúdos como: experimentação em dança, corpo e movimento com sobreposições de linguagens artísticas contemporâneas, jogos de corpo e movimento, composição coreográfica, entre outros.

- Publicidade -

As inscrições para as oficinas são gratuitas e limitadas. Para se inscrever é necessário acessar o link na Bio do Instagram @nucleocorporeo.

Doc-performance

Após as oficinas, às 17h, haverá a exibição do doc-performance nos dois municípios contemplados pela iniciativa. 

O audiovisual registra as experimentações corporais e os aprendizados sobre agroecologia vivenciados ao longo do projeto. 

- Publicidade -

A classificação para assistir o documentário é 16 anos. 

Na sequência, os artistas envolvidos no trabalho participam de um bate-papo com o público. 

As exibições também têm entrada gratuita e são abertas à comunidade. 

Projeto une arte e ecologia

O projeto cultural “Composteira” começou a partir de uma residência artística e ecológica no Sítio Aimotuá, localizado em Anitápolis, na Serra Geral Catarinense, com artistas do coletivo catarinense Núcleo Corpóreo, Fernando Dalla Nora, Caroline Calcaterra e Gabriel(za) Engster. 

No local eles aprenderam sobre agroecologia e agrofloresta e também a explorar espaços de natureza para realização de estudos corporais, que foram documentados através de registros fotográficos e audiovisuais e fazem parte do doc-performance.

O objetivo da ação era investigar o movimento da decomposição (transformação) da matéria orgânica sob uma ótica performática, bem como os movimentos (comportamento) do corpo humano como condutor das ações que amenizam os impactos ambientais causados pela humanidade. O intuito era também estimular o olhar dos artistas e do público para questões relevantes sobre o meio ambiente, como compostagem e reciclagem do lixo.

O projeto 

“O projeto “Composteira” parte do aprofundamento, continuidade e disseminação da pesquisa em torno de materialidades orgânicas, paisagens e a compostagem, através da linguagem da dança atrelada ao audiovisual, fotografia e ecologia. 

Trata-se de um projeto multidisciplinar e educativo que aborda a forma de se relacionar com a natureza por meio do movimento e os benefícios sociais e terapêuticos atrelados a estas práticas”, explica o proponente do projeto, Fernando Dalla Nora.

A iniciativa foi selecionada pelo Prêmio Elisabete Anderle de Apoio à Cultura – Edição 2021 e é executada com recursos do Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Fundação Catarinense de Cultura. 

Mais informações e o detalhamento das ações oferecidas estão disponíveis no Instagram @nucleocorporeo.

Programação

Mostra de processos colaborativos de criação

Bombinhas

13 de agosto – Museu Comunitário Engenho do Sertão

Balneário Camboriú

20 de agosto – Biblioteca Pública Municipal Machado de Assis

Programação*:

13h – Oficina de Compostagem 

15h – Oficina de Movimento 

17h – Exibição do doc-performance e bate-papo

*horários fixos nas duas cidades

Ficha técnica

Uma co-criação entre os artistas:

Fernando Dalla Nora _ proponente

[pesquisa, produção, performance, captação, escrita, coreografia, fotografia e paisagem sonora]

Caroline Calcaterra _ colaboradora

[pesquisa, performance, captação, fotografia e coreografia]

Gabriel(za) Engster _ colaboradora

[pesquisa, performance, captação, escrita, fotografia e coreografia]

fonte: MK Comunicação

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -