- Publicidade -
- Publicidade -
24.6 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Economia na Semana

Crescimento de SC

Mais uma vez, a diversificada economia de SC cresce mais do que a média brasileira no ano. Os dados de 2023 do IBGE sobre serviços, comércio e indústria mostram que o ritmo da economia catarinense foi maior e o Estado deve ter fechado o ano passado com crescimento do PIB acima do registrado no país. O destaque catarinense foi no setor de serviços, que cresceu 8% em 2023, em volume, enquanto o Brasil cresceu 2,39%. No mês de dezembro frente ao mês anterior, SC avançou 1,8%, enquanto o país cresceu 0,3% e no mês de dezembro comparado com o mesmo período de 2022, o Estado teve alta de 4,5%, enquanto o Brasil recuou -2,0% 

Na cidade que mais cresce

- Publicidade -

Construtora de Joinville, a Rôgga Empreendimentos projetou 14 lançamentos para este ano, que vão somar R$ 1,2 bilhão em valor geral de vendas (VGV). Ela acaba de apresentar o Brisa Beach Club, um residencial com 192 apartamentos para a cidade de Itapoá, a que mais cresceu em SC entre 2019 e 2022, segundo o Censo do IBGE. Os 14 projetos definidos pela Rôgga para este ano serão edificados nas seis cidades em que ela atua: Joinville, Jaraguá do Sul, Barra Velha, Piçarras, Penha e Itapoá. No ano passado, os lançamentos da empresa somaram R$ 1,03 bilhão em valor geral de vendas. Atenta à demanda das principais cidades do Norte catarinense e litoral, a Rôgga oferece imóveis diferenciados. Para isso, não descuida dos investimentos iniciais, que são os terrenos. Ela revela que conta atualmente com banco de terrenos avaliado em R$ 7,5 bilhões. 

Fábrica de papel 

Com 40 anos de mercado, a Ipel, tradicional fabricante de papéis de Indaial, está preparando para um novo ciclo de crescimento. A empresa vai concluir ao longo dos próximos cinco anos um plano de investimentos de R$ 100 milhões, que começou a ser executado em 2023. A meta é ousada: dobrar, até 2028, o faturamento, que já ultrapassou a casa dos R$ 500 milhões. A maior fatia do aporte, que conta com recursos próprios e de linhas de crédito, será aplicado no parque fabril da empresa, conhecida pelas linhas de papel higiênico, papel toalha e guardanapos. A ideia é ampliar a capacidade de produção, com redução de consumo de energia e água, aumentar a área de armazenamento e robotizar linhas de conversão. A empresa que conta com mais de 800 funcionários, tem apostado em governança corporativa. Em 2021, recrutou o executivo Luciano de Liz Barboza, que veio da Portobello, para a presidência. Hoje membros das famílias fundadoras ocupam cadeiras do conselho de administração. 

SC-Israel 

Enquanto nosso presidente, com suas opiniões inconsequentes, abala as relações do Brasil com Israel, as de SC com aquele país fluem tranquilamente. Na Assembleia Legislativa, por exemplo, há a Câmara Brasil-Israel, que em março vai promover uma reunião com sua consulesa para discutir vários projetos. Pelo menos 4 mil israelenses estiveram em Florianópolis para passar férias nos últimos meses. 

Fuga de presídios 

Nos presídios do Brasil foram registrados quase uma fuga por dia no ano passado. Só nas penitenciárias de 18 Estados, conforme levantamento do jornal O Globo, onde a segurança é ou parece maior, foram 333. E SC lidera neste ranking: foram 56. Desses, 39 foram recapturados. Em setembro, seis escaparam da Penitenciária de Itajaí, mas quatro foram presos novamente em 24 horas. 

- Publicidade -

No ar 

A Voepass Linhas Aéreas está expandindo suas operações nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país com novos voos e frequências a partir de 31 de março. Em SC os novos destinos, com comercialização a partir deste domingo e operação a partir de 1º de maio, incluem Chapecó para Guarulhos, Chapecó para Florianópolis e Florianópolis para Porto Alegre. 

BR-101 em colapso 

O usuário da BR-101 Norte vive uma realidade inaceitável: trechos que deveriam ser percorridos em uma hora ou duas demandam mais que o dobro de tempo em dias normais. Em feriados ou quando ocorrem acidentes, a viagem vira pesadelo. Santa Catarina, um estado que contribui fortemente com o desenvolvimento do País e que tem uma economia pujante, não merece isso. Ainda mais que estamos falando de uma rodovia concessionada, com os projetos emergenciais para melhorar as condições de trafegabilidade prontos há bastante tempo, à espera de autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres. Tirá-los do papel não implica desembolso governamental. É o usuário que banca. Pergunte ao motorista parado na fila se ele prefere pagar um pouco mais para voltar a andar. 

Emirados Árabes

Durante reunião da comitiva catarinense no Ministério do Comércio dos Emirados Árabes Unidos, em Dubai, a ministro Thani Zeyond demonstrou interesse em investir no setor de infraestrutura do estado de SC. Essa foi a primeira reunião da missão internacional catarinense aos Emirados Árabes, liderada pelo governador do Estado. O ministro afirmou que está sendo planejada uma agenda para conhecer as oportunidades de investimento. Uma comitiva dos Emirados Árabes deve vir ao estado de SC no mês de novembro. 

Inédito na aviação 

O Aeroporto de Florianópolis desbancou importantes aeroportos do Brasil no ranking divulgado pela Anac, com a movimentação de passageiros internacionais no mês de janeiro. De acordo com o relatório, Florianópolis ocupa a terceira posição, atrás de Guarulhos, em São Paulo, Galeão, no Rio de Janeiro, respectivamente. Completando as primeiras posições, em quarto lugar está o Aeroporto de Brasília e, em quinto, o de Viracopos em Campinas (SP).   

30 minutos x 10 dias 

Se a infraestrutura é o maior desafio para SC, o Porto de Dubai pode servir de inspiração. A liberação de contêineres nos portos catarinenses pode levar ate 10 dias provocando perda de competitividade. O Porto de Dubai é o maior da região e o 9º do mundo. Um contêiner é liberado entre 15 e 30 minutos. E pode levar até 40 minutos desde a chegada no porto e até o aeroporto para a carga ser exportada. São 95 terminais, o último que foi inaugurado tem a operação toda automatizada. São 14 milhões de contêineres movimentados por ano. Nos portos catarinenses, são 2 milhões. 

Todos contra a dengue 

O Brasil vive um momento de alerta por conta da dengue. Em SC, o número de casos prováveis da doença já é 650% maior do que no mesmo período do ano passado, conforme a Secretaria de Estado da Saúde. São 17,6 mil casos prováveis de dengue em 177 cidades, com 12,8 mil focos do mosquito Aedes aegypti identificados em 215 dos 295 municípios. Com sobrecarga de hospitais, filas para atendimento e nove mortes confirmadas, o Estado passou a ser o segundo da região Sul do país a registrar mais óbitos e confirmações da doença em 2024, ficando atrás apenas do Paraná. Que já registrou 21 vítimas fatais. 

Empresário é desmascarado 

Parece um episódio de “falsidade.com”, do canal por assinatura Investigação Discovery, mas aconteceu em Brusque. A Polícia Civil descobriu que um empresário passou os últimos 20 anos fingindo ser uma pessoa que ele não é. O homem foi desmascarado pelas autoridades depois que o setor de emissão de documentos da Polícia Científica suspeitou e um inquérito foi aberto. Conforme a investigação, desde quando chegou a Brusque, o homem já usava outro nome, com o qual inclusive abriu empresa na cidade e registrou os dois filhos que teve fruto da família constituída no município. Nem a esposa e nem as crianças sabiam que o pai e marido não era quem dizia ser. Ele teria conseguido criar uma identidade nova a partir de documentos falsos. 

Saidinha 

É um dos grandes assuntos do momento, mas falta uma discussão mais sensata. Sabe-se que 95% dos presos retornam à prisão. Mas o que se percebe é uma ausência quase total de discussões ou estudos para saber porque 5% não retornam e, a partir disso, voltar o olhar para aqueles 95%, averiguando, por exemplo, se cometeram algum delito durante o período. Dessa forma se poderá aferir bem melhor o direito à concessão na oportunidade seguinte. 

Descrédito 

As midiáticas lideranças religiosas brasileiras têm mesmo telhado de vidro. O que dizer agora, das luxuosas moradias dos padres, sucessos musicais e editoriais, Marcelo Rossi e Fábio de Melo? 

Cópia 

São José pode ser a próxima cidade de SC a aprovar projeto de internação involuntária de dependentes químicos e pessoas em situação de rua, como ocorreu na vizinha Florianópolis. A Câmara josefense fez uma concorrida reunião pública, que reforçou a gravidade do problema não só na cidade, mas em toda a região. O município já enviou para suas cidades de origem, no último ano, 342 pessoas em situação de rua. No cadastro atual, feito apenas pelas equipes de abordagem social, consta outras 338 pessoas, 90% delas procedentes de outras cidades de SC e de outros Estados. A Polícia Militar informou que abordou 1.150 pessoas em possível situação de rua desde julho do ano passado e que 90% deles admitiram ser usuários de algum tipo de droga ou abusar do álcool. 

Choque de ordem 

Com total apoio do prefeito de Florianópolis, pressionado a tomar uma atitude mais drástica, a Polícia Militar desencadeou recentemente a Operação Choque de Ordem na Capital. Só nas imediações do Restaurante Popular, na Avenida Mauro Ramos, palco de brigas nas filas e com suspeitas de tráfico de drogas, os policiais encontraram, em poucas horas, 19 armas brancas. 

Curso de costura industrial 

O curso de costura industrial gratuito, promovido pelo Sindicato das Indústrias do Vestuário de Brusque, Botuverá, Guabiruba e Nova Trento, está com inscrições abertas. O projeto, de cunho social e profissionalizante, faz parte do programa “Costurar está na moda” e é desenvolvido em parceria com a Câmara Têxtil da Federação das Indústrias de SC e com o Senai, onde as aulas são ministradas. 

Portos catarinenses

Os portos catarinenses de Navegantes e Itapoá fecharam 2023 entre os quatro com maior movimentação de contêineres do Brasil. As informações constam do relatório anual do setor, divulgado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários. Com alta de 10,2%, o terminal operado pela Portonave movimentou o equivalente a 1,27 milhão de contêineres padrão de 20 pés (TEU) e se confirmou como o segundo mais movimentado no país. Em primeiro lugar ficou o porto de Santos, com 3,31 milhões de contêineres e em terceiro, está o de Paranaguá, com 1,19 milhão. 

O anão voltou 

Brasil e Israel estão a um passo de rompimento de relações. O presidente Lula chamou de volta o embaixador do Brasil em Tel-Aviv e isso tem um significado dramático. Antes, o Premiê Benjamin Netanyahu mandou dar uma reprimenda no embaixador brasileiro e ela foi feita significativamente no Museu do Holocausto, para que o governo do Brasil saiba o que foi Hitler e genocídio que se classificou de Holocausto. O embaixador foi informado pelo Ministro do Exterior de Israel que Lula é persona non grata em Israel. 

Aleluia 

Uma das últimas análises da Fiesc aponta que “será possível” liberar o tráfego pelo sonhado Contorno Viário de Florianópolis em julho próximo. A conclusão baseou-se em visitas e imagens que fazem parte da análise realizada pelo engenheiro Ricardo Saporiti, que acompanha a evolução do projeto, e vai ao encontro de estudo anterior da entidade, que já apontava a possível conclusão das obras no fim do 1º semestre de 2024. Para lembrar, as obras de contorno deveriam ser entregues 12 anos atrás. Paga-se pedágio desde então exatamente para isso. 

Aumento expressivo 

O Aeroporto de Navegantes registrou um aumento expressivo de 16% no fluxo de passageiros no ano passado em comparação com o período pré-pandemia. Entre os aeroportos fora das capitais brasileiras, o terminal é o segundo em movimentação, ficando apenas atrás do Aeroporto de Campinas, em São Paulo. Mas a popularidade e a alta procura tem um preço alto para quem é viajante frequente. Segundo levantamento o custo para ir de São Paulo a Navegantes ficou em R$ 4.071, compreendendo ida e volta, no período entre 23 e 26 de fevereiro. Outros destinos, decolando de São Paulo: Buenos Aires R$ 1.817, Assunção R$ 1.611, Montevideo R$ 1.208, Bariloche R$ 2.390, Miami R$ 3.636 e Los Angeles R$ 3.849. 

Gasolina mais cara 

Um levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP) aponta que Brusque tem o preço de revenda de gasolina comum mais alto em comparação com grandes cidades de SC. A pesquisa foi elaborada entre os dias 4 e 10 de fevereiro. Os preços dados consideram os 13 maiores municípios do Estado e outras cidades catarinenses. Somente dois municípios em que os dados foram contabilizados possuem um preço médio de revenda superior a R$ 6: Brusque e Concórdia, no Oeste de SC. Em Brusque, o valor da gasolina comum marca R$ 6,06. Ao todo, 193 postos foram pesquisados no estado, sendo dez em Brusque. Consta na metodologia que os municípios analisados são definidos a partir de critério econômicos, como renda, população, número de postos revendedores e frota de veículos. 

Penas alternativas 

Meritoso o trabalho das Centrais de Penas e Medidas Alternativas em SC. Atualmente 7,9 mil pessoas são monitoradas pelas equipes técnicas das CPMAs, das quais 4,4 mil cumprindo serviços à comunidade e 3,5 mil em regime aberto. Elas colaboram com diversas instituições, tanto públicas quanto privadas, incluindo secretarias estaduais e municipais, prefeituras, organizações não governamentais e outras entidades da sociedade civil. Uma ação notável, já que disso, a maioria estaria na cadeia, ao custo de dezenas de milhões para o contribuinte bancar e de lá saindo piores de quando entraram. 

Autosserviços 

Se o consumidor pudesse abastecer seu próprio carro num estabelecimento de combustíveis, poderia esperar um valor melhor? Pois, por incrível que pareça, o self-service de combustíveis, modelo adotado há décadas mundo afora, é proibido no Brasil pela lei federal 9.956, de 2000. Agora, projeto do senador catarinense residente em Roraima, propõe que postos possam permitir o funcionamento de até 50% de bombas de autosserviço, dando ao consumidor o direito de escolher entre os frentistas e o abastecimento por conta própria. 

Best-seller

Quem gosta de acompanhar o ranking dos livros mais vendidos na semana no Brasil, como fazem algumas publicações, é bom ir se acostumando com um nome catarinense na área de não ficção: é o do itajaiense Junior Rostirola, com o título “Café com Deus pai”, primeiro lugar não só na Veja, como também em O Globo. 

Sem biblioteca 

Dados do Censo Escolar de 2022 compilados pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil, informam que mais de 18 milhões de estudantes da rede pública de ensino estudam em escolas que não tem biblioteca. Os dados mais recentes de SC: a metade não tem e nas que tem 44 funcionam dentro de galpões e igrejas. 

Tradição e gastronomia 

No sábado, 17 de fevereiro, as ruas de Guabiruba foram tomadas pela vibrante tradição italiana com a celebração da 5ª edição da Sfilata del Vino. Organizado pela Associação Cultural Italiana de Guabiruba, o evento marca o início dos preparativos para a 11ª Festa Italiana, agendada para os dias 9 e 10 de março, no Salão Santo Antônio, no bairro Lageado Alto. Os participantes, vestidos com trajes típicos, exibiram grande criatividade e entusiasmo ao compartilhar um pouco das tradições italianas com toda a cidade. 

Referência 

Idealizada na comarca de Lages, a prática da ressocialização de mais de 300 presos por meio do trabalho na fruticultura, teve a efetividade reconhecida e, agora, é destacada como referência para outros Estados pelo Prêmio Innovare, onde recebeu inscrição para concorrer. Este prêmio tem como objetivo identificar, divulgar e difundir práticas que contribuam para o aprimoramento da Justiça no Brasil. 

Homônimo

Nossa Justiça tem lá suas mazelas. A União deverá pagar R$ 5 mil de indenização por danos morais a um eleitor de Canelinha, no Vale do Rio Tijucas, que não pôde votar nas eleições de 2022 porque seus direitos políticos tinham sido suspensos em função de condenação criminal de pessoa com o mesmo nome. O eleitor catarinense foi confundido com um homônimo condenado pela Justiça de São Paulo, que, além de nome igual, tinha os mesmos mês e ano de nascimento. O lançamento indevido aconteceu no âmbito da Justiça Eleitoral em SC. 

Meme 

Observação, que causa risadas nos internautas pelo oportunismo que encerra, compartilhada aos milhares nas redes sociais: “Hoje fui ao supermercado e me assustei com o preço do azeite. Talvez seja porque agora as oliveiras estão dando uvas”. Lula seria um poeta se fechasse um pouco aquela matraca. 

Mais notícias

acdiegoli.blogspot.com

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -