- Publicidade -
28 C
Balneário Camboriú

Bula de Livros distribuirá 18 mil zines literários até dezembro em Itajaí

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Até dezembro de 2021, cerca de 30 diferentes pontos da cidade receberão 3 mil zines com o objetivo de incentivar a população para o hábito da leitura. 

Os zines, que são aquelas publicações semelhantes a um jornal de uma só folha, com colagem de textos e imagens, apresentarão fragmentos de textos de livros que estão disponíveis para a retirada na Biblioteca Pública Municipal e Escolar Norberto Cândido Silveira Júnior. 

A ação faz parte do projeto cultural Bula de Livros, da proponente Gika Voigt, com patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura de Itajaí, por meio da empresa APM Terminals.

A distribuição será gratuita e trará, a cada duas semanas, uma nova edição. Serão seis edições diferentes, colecionáveis, do zine Bula de Livros.

- Publicidade -

Os zines terão trechos de livros de vários estilos literários organizados em forma de bula, como uma bula de medicamento. 

O objetivo é apresentar os zines com “doses homeopáticas” do que pode ser encontrado na Biblioteca Municipal. 

“A população terá acesso a fragmentos de textos de diferentes escritores e escritoras, textos mais conhecidos, outros nem tanto, textos contemporâneos e clássicos. Nossa intenção é apresentar a diversidade de gêneros literários, temas, nomes da literatura, para assim, atingir a todas as camadas de público e despertar o interesse da população de ir até a Biblioteca Pública, retirar o livro e fazer a leitura completa da obra”, ressalta a proponente e produtora do projeto, Gika Voigt. 

- Publicidade -

“Ao encontrar a Bula de Livros ou ao retirar o livro na Biblioteca, o público poderá interagir com o projeto pelas redes sociais, fazendo postagens e marcando as redes sociais do projeto, fortalecendo, assim, a comunidade de leitores e leitoras de Itajaí”, complementa.

Leitores em queda

O projeto foi idealizado com o objetivo de incentivar o gosto pela leitura tendo em vista que a população brasileira lê pouco. 

De acordo com a 5ª edição da pesquisa intitulada Retratos da Leitura, realizada pelo Instituto Pró-Livro, o país perdeu entre 2015 e 2019 mais de 4,6 milhões de leitores. 

A porcentagem de leitores caiu de 56% para 52% neste período. Esta mesma pesquisa aponta que a média anual de leitura de um livro, do início ao fim, é de apenas 2,43 por pessoa.

Motivos da queda

Os motivos levantados pela não leitura caminham entre a falta de tempo e a dificuldade na leitura. 

Os dados evidenciam que as pessoas ainda não consideram a leitura uma prática diária. 

Consideram menos ainda uma atividade de lazer, usada para momentos de distração, similar a assistir televisão, ouvir música ou ir a um restaurante.

Benefícios da leitura

O hábito da leitura é um portal para o desenvolvimento de diversas áreas da vida humana. Desde a ampliação da linguagem, do vocabulário até as construções cognitivas, como a capacidade de interpretação e de imaginação. 

Esse hábito também contribui com a formação estética e emocional, possibilitando estados de fruição, de empatia, de autoconhecimento e de compreensão de outras realidades. No entanto, esse hábito, conforme o índice de leitura no Brasil, ainda é tímido entre os brasileiros.

Informações:

Instagram do projeto Bula de Livro:

https://www.instagram.com/buladelivros

Instagram da produtora e proponente:

https://www.instagram.com/gikavoigtproduz/

texto: Bel Schauffert

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -