- Publicidade -
- Publicidade -
17.7 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Adolescentes têm até dia 4 para tirar o título de eleitor, Câmara de Balneário lança campanha de incentivo

Lideranças políticas da cidade apontam a importância dos jovens votarem em outubro

A Câmara de Balneário Camboriú lançou, no último final de semana, a campanha #MeuVotoTáON, em parceria com o Conselho Municipal da Juventude (Comjuv), para incentivar jovens de 16 e 17 anos (e os de 15 anos que completam 16 anos até o dia 02 de outubro) a fazer o título de eleitor e participar das eleições deste ano. 

O Página 3 também conversou sobre o tema com lideranças políticas da cidade, que apontam a importância dos jovens se envolverem com a política em todos os níveis, começando pelo direito de exercer a livre escolha, através do voto.


- Publicidade -

O presidente da Câmara Municipal, Marcos Kurtz (Podemos), acredita que os jovens estão despertando para saber mais sobre política a cada ano que passa, porque estão perguntando, interagindo, buscando saber como funciona a política.

Marcos Kurtz (Divulgação/CVBC)

“Eles se preocupam muito sobre o que acontece no país, até mais do que no município, vejo que isso se dá muito pelas redes sociais, que facilitam o acesso à informação. Diante disso fizemos a campanha para alertar os jovens a participarem de forma efetiva”, diz.

Segundo Kurtz, uma das preocupações é também mostrar que os jovens devem tomar cuidado com as informações e não transmitir fake news. 

“Eles vivem no digital, veem muitas mídias sociais, e queremos alertar que verifiquem notícias. Tem muita coisa que não é verdade e que é compartilhada, mas um fato é que eles devem fazer o título e votar, porque cada voto faz diferença, é a chance que eles têm em nos ajudar a fazer o correto”, acrescenta.

- Publicidade -

O presidente do Legislativo lembra que se o passo certo começar a ser dado hoje, no futuro teremos um grupo de pessoas politizadas. 

“Lá na frente fará muita diferença. Nossos vereadores mirins são bem ativos, e nos mostram o quanto é bacana esse incentivo político”, comenta.

Kurtz é do Podemos, o partido do prefeito Fabrício Oliveira, e ele afirma que são bastante atuantes quanto à ala jovem do partido, inclusive tendo em Balneário o presidente nacional do Podemos Jovem – Osmar de Miranda (Mazinho), presidente da Fundação Municipal de Esportes. 

- Publicidade -

“Eu, como vereador, já fiz reuniões somente com os jovens, chamando-os para atuarem. Não devemos fazer só campanha, tem que reuni-los para mostrar a importância de se interessarem pela política”, completa.

Para saber mais como tirar o título de eleitor, clique aqui.


Opiniões

“Precisamos ocupar espaços”

Victor Forte, o vereador mais jovem da história de Balneário, pelo PL (ele também preside o PL Jovem de SC)

Victor Forte (Arquivo pessoal)

“O voto é um direito conquistado com o esforço de muitas pessoas. Além de ser importante fazer uso desse direito para mudar o país, também é uma forma de respeito à história. A participação de todos os setores da sociedade é importante por diferentes motivos, mas quando se trata dos jovens, ela é muito necessária porque representa o espírito de mudança, de fazer diferente. 

É muito importante que nós, jovens, estejamos presentes nas eleições como eleitores ou candidatos para mostrar e decidir novos caminhos pelos quais o Brasil pode seguir. 

Nós, jovens, precisamos ocupar espaços. 

Se a gente não estiver lá, quem vai decidir o que para nós é importante? Quem vai optar por novos caminhos, como só a gente faz? Quem vai sair da mesmice? Precisamos estar lá para fazer diferente, propor novas soluções, menos burocráticas, politiqueiras e mais a favor das pessoas. 

A importância da candidatura dos jovens se dá pela necessidade de que eles têm de mostrar novos caminhos para o Brasil. 

O trabalho do PL junto aos jovens não é de agora, pelo contrário, neste momento está na reta final. 

Como presidente do PL Jovem de Santa Catarina, ao longo dos últimos meses eu levei essa pauta para a cúpula do partido, que sempre reconheceu a importância e tratou a pauta com muito respeito. 

Assim, o PL sempre fez questão de garantir lugar de destaque para nós, jovens, em todos os encontros. 

Incentivamos nossas lideranças locais e elas conseguiram trazer muitos jovens para nosso partido. 

Se você for a um encontro do PL hoje, com orgulho posso te dar certeza que verá sempre uma parte do público e da mesa diretora ocupada por jovens com desejo de uma política melhor e diferente”.


“O jovem tem uma perspectiva totalmente diferente”

Eduardo Zanatta, vereador pelo PT

Eduardo Zanatta (Foto Gabinete)

“É fundamental a participação da sociedade como um todo no processo eleitoral. Podemos divergir, mas neste ano principalmente vamos eleger presidente, governador, senador e deputado. 

É fundamental participar deste processo, independente de gostar ou não, e o voto é o primeiro ponto disso. 

Sempre atuei nas políticas de juventude, e o jovem tem uma perspectiva totalmente diferente, mesmo dentro da juventude não falamos juventude e sim diferentes juventudes – vai dos 15 aos 29 anos, existe jovem adolescente dos 15 aos 17, jovem dos 18 aos 24 e jovem adulto dos 25 aos 29. 

O jovem que sai do Ensino Médio tem aspirações diferentes daquele que está saindo da faculdade, tentando avançar no mercado de trabalho. 

Tirar o título e votar pela primeira vez é muito importante, é o exercício da cidadania. 

O jovem precisa se expressar, falar o que acha mais correto, se quer mais espaço público para poder fazer música, se quer painéis de grafite pela cidade ou um município mais conservador… O Victor Hugo Serpa, que trabalha comigo, foi vereador mirim, era da juventude do PDT, e me apoiou na eleição de 2020, quando ele estava votando pela primeira vez. Ele foi um dos fundadores do grêmio da Escola Higino Pio, e agora é assessor parlamentar. Ele tomou posse como diretor do Centro Acadêmico de Publicidade e Propaganda da Univali também. Estimulo muito ele, porque ele tem veia política, é uma liderança da juventude. 

Agora que estou no PT, estou levando um dos compromissos que tenho: em qualquer espaço que eu participar tentarei potencializar os movimentos de juventude. 

Fiz universidade com bolsa de estudo, discuti a lei de estágio, tenho conversado com os jovens e estamos buscando reestruturar a Juventude do PT de Balneário, seguindo a Nacional, que está com campanha de incentivo aos jovens a tirarem seus título”.


“Todos devem se unir e incentivar o jovem a tirar o título e votar”

Allan Müller Schroeder, presidente do PDT de Balneário Camboriú

Allan Schroeder (Arquivo pessoal)

“É fundamental que os jovens tirem seus títulos porque esse grupo, de 16 e 17 anos, que não é obrigatório votar, é uma leva significativa de jovens, que estão iniciando na vida pública, política e profissional, o que tem tudo a ver com o que está acontecendo no Brasil – a crise econômica que estamos passando, sentem a dor de suas famílias, algo que qualquer outro brasileiro maior de idade sente. 

É natural que exerçam a cidadania e participação política. 

Não só a Câmara, mas o Executivo, os partidos, entidades de classe, todos devem se unir e incentivar o jovem a tirar o título e votar, é o que o PDT está procurando fazer. 

Temos histórico com o movimento de juventude, a Juventude Socialista do PDT, tanto Balneário quanto SC estão fazendo campanha nas redes sociais de incentivo, já que é onde os jovens estão, nas redes sociais. 

O diferencial é que o pessoal de Balneário está fazendo não só a confecção de título e sim engajamento político, mostrando que juventude não é só curtição e lazer. 

Particularmente, vejo que não é só ser jovem, exige pessoas mais rebeldes na política, olha como o Brasil está! 

A juventude precisa se rebelar contra isso, não adianta estar em um espaço de poder, como na Câmara, e repetir as mesmas coisas”


“Estão mais presentes”

Juliana Pavan, vereadora e presidente do PSDB de Balneário Camboriú

Juliana Pavan (Divulgação)

“Os jovens de hoje estão se tornando novamente protagonistas no cenário político do Brasil, estão mais politizados, interessados em participar. 

Uma vez vi uma pesquisa que mostra que jovens estão fugindo da questão intolerante da política, mas estão procurando discutir políticas públicas que os incluem. 

Estão mais presentes, ainda mais em um país com tantos problemas como o nosso, que falar de política às vezes desanima. 

A política está presente na vida de todos a todo momento, precisamos fazer com que seja natural, que entrem na vida política de forma natural – discutindo na sala de aula, em uma roda de conversa sobre o bairro, em um trabalho de escola. 

O TRE lançou a campanha Meu primeiro título e a Câmara a Meu Voto Tá ON, e temos mesmo que trazer o engajamento dos jovens no processo eleitoral. 

A Juventude do PSDB (JPSDB) está muito engajada. 

A presidente, Rhaissa Amarante, trabalha comigo e vejo que desde 2021, quando mudou a diretoria, estão todos muito engajados com ações sociais pela cidade, com trabalho de levar informações aos bairros, nos últimos dias começaram a visitar bairros para ajudar os jovens a tirarem o título de eleitor. 

 minha filha, Maria Giulia, fez 16 anos em 2021 e irá votar neste ano pela primeira vez. Ela está bem ansiosa. 

Vejo que ela é muito politizada, aprendo com ela, ela acompanha as sessões, faz comentários… percebo que de fato essa mobilização não está sendo à toa e que precisamos atingir todos os jovens”.


“Participação política não precisa ser partidária”

Lucas Gotardo, vereador pelo Novo

Lucas Gotardo (Divulgação)

“Primeiro, quero parabenizar a ação da Câmara, o site que eles fizeram ficou fantástico, é desta maneira que conseguimos ter uma participação mais ativa dos jovens na política. 

A luta pelo direito ao voto não foi fácil, muitas pessoas se machucaram, até perderam a vida, não só no Brasil, como no mundo todo, tudo isso para que a gente conseguisse ter esse direito. 

As pessoas têm que tomar consciência disso e entender que o voto é importante, um voto faz muita diferença. 

Teve candidato que não entrou por um voto, em Balneário teve gente que não entrou por três votos para vereador. 

Voto é importante, de um em um conseguimos ganhar. 

Sempre gosto de frisar que participação política não precisa ser partidária, pode ter participação em entidades de classe, formando opinião, na faculdade… a política não é necessariamente ter filiações partidárias, e sim ter uma participação ativa, estar aberto ao debate, a ouvir, a falar.. os jovens precisam compreender que política é mais do que partido, do que assistir sessão, se alcançarmos isso, vamos ter um caminho mais positivo.

O Novo tem como característica ser mais jovial, as lideranças são muito jovens, assim conseguimos oxigenar o cenário, trazendo pessoas atualizadas, com gás de mudança. 

Para ser filiado tem que pagar mensalidade, não usamos fundo partidário, então até temos um número menor de filiados, mas os filiados pagantes são maiores. 

Quem está ali é por amor, dão o máximo de si. 

Podemos ter um grupo menor, mas é sólido, consolidado. 

Eu nunca me senti tão em casa pelas pessoas, ideias, e proposições. 

Acredito muito no Novo, acredito muito no futuro dele, que se seguir assim renderá bons frutos. Por onde eu vou, sempre falo que pessoas tem que ter o senso crítico mais aguçado, não é ser crítico chato e sim crítico que consegue absorver o pensamento dos outros sem ofender e construir uma linha de raciocínio com opiniões construtivas. 

Não seja conduzido pelo outro, conduza você mesmo a sua opinião, pergunte e responda, busque informações para ter uma linha de raciocínio correta, pesquise se a notícia procede, tenha senso crítico mais aguçado para assim evoluirmos para um caminho melhor, para transformar as coisas de fato”.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: