- Publicidade -
24 C
Balneário Camboriú

Em evento beneficente ocorreram voos duplos no Morro do Careca, mas voos comerciais seguem proibidos

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

O evento ‘Asas de Brinquedo’ que aconteceu nesse último final de semana (25 e 26), no Morro do Careca, reuniu 20 pilotos da Associação de Parapente de Itajaí e Região (APIR) e convidados que fizeram 200 voos duplos em troca de cesta básica e um brinquedo. Desde 2016 quando foi idealizado, já aconteceram três edições do evento. Os donativos são encaminhados para famílias carentes da região e instituições sociais. 

Antes de acontecer, o ‘Asas’ já havia esgotado as inscrições – foram, segundo a organização, mais de 200 voos realizados e 200 outras pessoas na ‘fila de espera’ para voar.  

Através das redes sociais, muitas pessoas registraram o momento – realização de sonho para alguns, enfrentamento de medo para outros. Pessoas de diversas idades, entre jovens e adultos, puderam voar de parapente pela primeira vez. 

Voos comerciais seguem proibidos 

O voo duplo no local só foi liberado por conta do evento. É possível acontecer, mas de forma gratuita. Vale lembrar que o voo comercial está proibido no Morro desde 2019, através de decisão judicial assinada pela juíza Adriana Lisboa. 

- Publicidade -

Um leitor, que é piloto, informou ao jornal que a prefeitura de Balneário falha na fiscalização e que, por isso, muitas pessoas continuam voando comercialmente. 

“Na minha opinião, perto do que tínhamos lá antes [antes de 2019, quando havia uma associação administrando o local – a AMCA, Associação de Voo Livre do Morro do Careca], eu considero abandonado. Fazer o que… se o poder público não valoriza o ponto turístico mais visitado e com a melhor vista de BC? Só penso que deveria ter tido uma atenção especial desde agosto de 2019, quando saiu a determinação da juíza, mas infelizmente não foi assim”, disse. 

A lei de concessão do Morro do Careca deve ser encaminhada à Câmara de Vereadores pelo governo municipal ainda neste ano, para então ser aberto o processo. Somente quando houver uma empresa vencedora que poderão voltar os voos comerciais.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -