- Publicidade -
28 C
Balneário Camboriú

Sem reajuste, funcionalismo de Camboriú decide parar atividades quarta-feira

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Após tratativas com o prefeito Élcio Kuhnen na manhã de quinta-feira (14), onde o Executivo negou-se a pagar os índices de reajuste salarial atrasados, o funcionalismo público que se encontra em estado de greve, votou por paralisar os trabalhos nas secretarias, autarquias e escolas municipais na próxima quarta-feira (20). 

Na véspera (19), será realizada nova assembleia com todas as categorias para definir detalhes da paralisação e votar pela greve geral que deve ser deflagrada em 72hs. 

A presidente do Sisemcam, Luciana Sobota, disse que o momento é muito tenso.

“Os servidores de Camboriú cansaram de esperar respeito e valorização. Estamos sem os reajustes devidos e com uma reforma da previdência em andamento,  que prevê aumentar a idade e o tempo de serviço para aposentadoria”, desabafa.

- Publicidade -

Texto – Márcia Paranhos

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -